Menu
2019-07-12T17:51:35-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
provocou

CEO da Tron convida Trump para almoço com Buffett; ele quer convencer ambos do potencial das criptomoedas

O presidente dos EUA disse que grupos que desejam entrar na área deverão se enquadrar às regras financeiras mundiais

12 de julho de 2019
12:37 - atualizado às 17:51
Trump, Buffet, Bitcoin, Libra
Imagem: Shutterstock / Montagem Andrei Morais

O vencedor do leilão para almoçar com o megainvestidor Warren Buffett resolveu responder as críticas do presidente dos EUA às criptomoedas, como bitcoin e libra.

Na quinta-feira, 11, Donald Trump disse que grupos que desejam operar neste ramo deverão se enquadrar às regras financeiras mundiais. "Não sou fã das criptomoedas, que não são dinheiro e cujo valor é altamente volátil e baseado no ar", escreveu no Twitter.

A declaração foi respondida poucas horas depois pelo chinês Justin Sun, CEO da plataforma de blochain Tron. Sun, que venceu um leilão de almoço com Buffett, disse que Trump estava sendo enganado por fake news. "Bitcoin e blockchain são, na verdade, a melhor chance para os Estados Unidos", escreveu. Na sequência, ele convidou o presidente americano para se juntar a ele e Buffett no encontro.

O CEO da Tron é uma das pessoas mais influentes no mercado das criptomoedas. Ele pagou US$ 4,5 milhões para almoçar com Buffett - que, ironicamente, é também um crítico das moedas digitais.

Trump e as criptomoedas

O presidente dos Estados Unidos avaliou, nesta quinta-feira, que as criptomoedas podem facilitar condutas ilegais. A declaração é feita num momento de alta do bitcoin e de otimismo com a moedas virtuais - também por conta do anúncio de lançamento da libra, a criptomoeda do Facebook.

“Se o Facebook e outras empresas quiserem se tornar um banco, devem buscar um novo estatuto e ficar sujeitas a todos os regulamentos bancários, assim como outros bancos, tanto nacionais quanto internacionais”, tuitou Trump.

Na quarta-feira, 10, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, declarou que o plano do Facebook de construir a libra não poderia avançar a menos que a empresa demonstrasse empenho em proteger a privacidade dos seus usuários, apresentasse um plano de estabilidade financeira, entre outras medidas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

em meio à crise

Em reunião com empresários, Bolsonaro defende vacinação e diz não ter preocupação com CPI da Covid

Presidente e ministros participaram de uma videoconferência com o grupo que reúne os 50 maiores grupos privados do País

seu dinheiro na sua noite

Ação da Moura Dubeux caiu 50% desde o IPO. Ficou barata?

O ano de 2020 começou promissor para a economia brasileira e com boas perspectivas para a chegada de novas empresas à bolsa. A temporada de IPOs se iniciou nos primeiros dias de fevereiro, com a estreia da construtora Mitre, seguida da empresa de tecnologia Locaweb. Mais para meados do mês, vimos a abertura de capital […]

ampliação de sortimentos

Lojas Americanas compra Imaginarium e prevê aumentar marcas próprias

Companhia anunciou aquisição do Grupo Uni.co, mas não revelou valores; com negócio, Americanas avança sobre varejo especializado em franquias

FECHAMENTO

Mercado olha desconfiado para Orçamento e Ibovespa acompanha queda do exterior; dólar fica estável

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado, os investidores acabaram optando pela cautela

Prioridade na Casa

Câmara aprova requerimento de urgência sobre projeto de privatização dos Correios

A medida permite que a proposta “fure” a fila de votação de projetos e pode agilizar o processo de desestatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies