Menu
2019-04-04T14:41:43-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Balanço

Somos Educação reverte prejuízo em R$ 51,4 milhões de lucro no 3º trimestre

Empresa reverteu prejuízo de R$ 2,2 milhões apurados no mesmo trimestre do ano anterior

9 de novembro de 2018
10:08 - atualizado às 14:41

A Somos Educação divulgou seus resultados para o 3º trimestre nesta sexta-feira, 9.

A empresa teve um lucro líquido ajustado de R$ 51,4 milhões no terceiro trimestre de 2018, revertendo prejuízo de R$ 2,2 milhões apurado no mesmo trimestre do ano anterior.

No acumulado dos primeiros nove meses do ano, o lucro da companhia chega a R$ 235,7 milhões, expansão de 174,5% ante igual período de 2017.

O ajuste no lucro líquido leva em conta custos e despesas de amortização da mais valia de aquisições, além de outros itens não recorrentes.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da Somos caiu 8,3% na comparação anual, atingindo R$ 66,7 milhões no terceiro trimestre. Em nove meses, o Ebitda alcança R$ 385,9 milhões, aumento de 15,4%.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

A novela continua

Casa Branca ainda vê ‘divergências significativas’ com democratas sobre estímulos

Kudlow disse que entre as divergências estão verba para Estados democratas em dificuldades e garantias contra processos para empresas na reabertura.

de olho no 3º tri

BofA vê espaço para que Notre Dame Intermédica siga crescendo e eleva preço-alvo

Bank of America vê espaço para que o GNDI continue ganhando mercado e aumente a sua presença em novas regiões

Ajuste nas contas

Cenário fiscal robusto é condição necessária para social sólido, diz secretário

“A melhor forma de termos uma boa gestão desse endividamento elevado é aprovar as reformas. Temos essa janela de oportunidade”, afirmou Waldery Rodrigues.

Teto de gastos

Auxílio emergencial está contido em 2020 e não passará para 2021, diz secretário

“Mais que uma âncora fiscal, o teto de gastos é super âncora fiscal, temos que seguir”, afirmou Waldery Rodrigues.

Carteira recomendada

Os 10 melhores BDRs para você investir, segundo a XP

Negociação de recibos de ações de empresas estrangeiras na bolsa brasileira foi liberado nesta quinta para todos os investidores, e corretora indica os seus papéis preferidos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies