Menu
2019-04-04T08:43:12+00:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Sonho americano

Conheça o visto de investidor que garante um Green Card nos EUA

Visto EB-5, que requer investimento mínimo de US$ 500 mil nos Estados Unidos, pode ser o caminho para residência permanente no país

8 de dezembro de 2018
6:02 - atualizado às 8:43
Green Card
Imagem: shutterstock

Aos 57 anos, o engenheiro Célio Pereira se cansou da situação política e econômica do Brasil. Foi aí que começou a buscar alternativas de se mudar para um lugar mais tranquilo e longe do calor do Rio de Janeiro (ao menos em algumas épocas do ano). A primeira opção que veio à mente? Os Estados Unidos, onde pisou pela primeira vez em 1989 e ficou encantado.

Mas quando pensou em fazer as malas, viu que as regras de imigração norte-americanas eram bem rígidas. “Comecei a procurar opções e vi que, como não tinha parentes por lá ou direito à cidadania, o EB-5 era a única opção”, disse.

O EB-5 é o chamado “visto de investidor” norte-americano, que vem se tornando um queridinho entre milionários, principalmente os latino-americanos. Nas Américas, o Brasil se tornou líder de emissões nos últimos três anos, segundo dados da consultoria LCR. Em 2017, foram 282 vistos desse gênero emitidos para brasileiros. A Venezuela vem em seguida, com 108, e o México depois, com 85.

“Mas o que é preciso para conseguir esse visto EB-5?”, você deve estar se perguntando. E já te digo de cara: dinheiro - no mínimo US$ 500 mil. E esse valor devem aumentar, já que as regras podem mudar em um futuro próximo. Mas te conto mais sobre isso aí embaixo.

Antes de mais nada, já faço um alerta: esse não é um tipo de visto comum, como aquele que você tira para estudar ou apenas visitar os EUA. O EB-5 exige, além da grana, muita paciência e dedicação. Por outro lado, ele traz benefícios que são os mesmos de um americano.

Por onde começo?

É preciso entender as regras do EB-5 para concluir se, antes de mais nada, esse tipo de visto se adequa ao seu perfil. Essas são algumas delas:

  • É necessário investir ao menos US$ 500 mil - quase R$ 2 milhões, pelas cotações atuais do dólar - em um novo projeto ou em algum já existente nos EUA em uma área onde há necessidade para tal (Target Employment Area) ou US$ 1 milhão em uma área de sua escolha.
  • Esse projeto deve empregar ao menos 10 funcionários qualificados pelo governo norte-americano - esses postos devem ser gerados e mantidos por, pelo menos, dois anos.
  • Alguns serviços de assessoria já oferecem a oportunidade de investimentos em um projeto em andamento, o que pode facilitar os trâmites.
  • O investidor deve cumprir esses objetivos ao menos nos dois primeiros anos - depois a residência se torna permanente e o direito não pode mais ser tirado; antes desse prazo, a cidadania pode ser revogada.
  • É preciso comprovar a origem lícita do dinheiro a ser investido.

Após decidir que esse é o caminho certo para você, é aconselhável contratar um advogado ou um serviço de assessoria para montar seu caso antes de apresentá-lo ao Departamento de Imigração americano. Isso pode evitar dores de cabeça, como erros que podem ser considerados fraudes, o que tira seu direito de continuar no processo.

Prazos

Sendo bem direto: não há um prazo bem definido para se obter o EB-5. Segundo Ana Elisa Bezerra, vice-presidente da Consultoria LCR Capital Partners no Brasil, o tempo estimado para dar entrada no pedido no Consulado ou Embaixada americana no Brasil varia de um a três meses. Mas a partir disso, o tempo de espera varia de acordo com o caso.

Segundo Ana, a média dos casos anteriores é de 18 meses, a partir da entrada do pedido.

"Mas isso pode aumentar agora com a maior procura desse tipo de visto. Dois anos após a aplicação, você recebe o Green Card condicional, que tem a duração de dois anos. Após esse prazo, você pode enviar a petição onde as condicionalidades são retiradas e o Green Card vira permanente", ela explica.

Aliás, após receber o visto permanente, mesmo que seu negócio associado ao visto venha a falir, você não perderá sua residência.

Quais os documentos necessários?

São vários documentos e você certamente precisará de um advogado para auxiliá-lo. Eles precisam comprovar quem você é, quanto dinheiro você tem e quanto e como planeja investir, a origem desse dinheiro e a evidência de que ele empregará ao menos 10 trabalhadores legais lá. Para facilitar sua vida, essas são duas das principais exigências:

  • Evidência de projeto que você vai financiar nos EUA: é necessário comprovar no que você está ou vai investir. O projeto precisa ser rentável, estabelecido após o dia 29 de novembro de 1990. Ou antes desse prazo, com a condição de que seja revendido e reestruturado.
  • Evidência de que esse investimento está em uma área necessária de empregabilidade (TEA), onde será necessário investir os US$ 500 mil - essas regiões são, geralmente, áreas rurais ou cidades com menos de 20 mil pessoas. Agora, se seu interesse for investir em Nova York, Miami ou outros locais sem restrições, aí o valor mínimo sobe para US$ 1 milhão.

Fique esperto, pois os valores de investimento do EB-5 podem sofrer alterações em breve. Isso porque o programa expirou em setembro e foi estendido pelo governo de Donald Trump até este mês.

Ainda de acordo com Ana, da LCR, a aposta nos bastidores é que os valores mínimos passem de US$ 500 mil para US$ 1,3 milhão e, no caso das zonas que não são TEAs, de US$ 1 milhão para US$ 1,8 milhão. Mas por serem estimativas, elas também variam. Alguns dizem que o valor mínimo dentro das TEAs deve subir para US$ 900, por exemplo.

Na última sexta-feira, 7, o Congresso norte-americano deveria votar o projeto de lei com o intuito de implementar essas mudanças, mas prorrogou o caso para mais 15 dias. Ou seja, o mais provável é que isso aconteça em 2019. 

O dinheiro do meu investimento volta?

Se o seu plano de EB-5 for bem estruturado, sim. Aliás, é um modelo de negócios que, no fim, deve ter o objetivo de ser rentável. Mas, claro, não há garantia disso e os riscos podem ser altos. No fim, você pode acabar sem o retorno e sem o Green Card.

Quem tem direito além do aplicante do visto?

O cônjuge e os filhos de até 21 anos. Se eu aplicar, por exemplo, e quiser levar meus pais, esse visto não se estende a eles.

Qual perfil de quem consegue o EB-5?

A maioria é composta de empresários que, pensando em se aposentar fora do país, consegue o visto para a família primeiro enquanto a trabalha por aqui até se aposentar e mudar para lá. Mas isso não é um fator limitante. Pelo contrário. 

Lembra do Célio, que te apresentei no começo da reportagem? Ele decidiu reunir os documentos, consultar diversos advogados e, em agosto deste ano, fechar a consultoria do processo e investir em um empreendimento indicado pela empresa em Miami. O valor do investimento veio como herança da mãe.

Mas, para ter uma reserva quando se mudar, o funcionário concursado da Petrobras manteve, em paralelo, shows como mágico por 8 anos. “Nesse tempo, economizei todo o dinheiro que ganhava na empresa e comecei a me sustentar com o dos shows”, explica.

Célio Pereira durante show de mágica infantilComo não sabe se conseguirá se adaptar em solo americano ou conseguir trabalho por lá, planeja fazer a mudança aos poucos, sem deixar de contar com os benefícios daqui.

“Estou torcendo para o dólar não subir, pois minha aposentadoria vai continuar sendo em reais daqui”, disse. 

Piloto militar

Já a tradutora Érika Stupiello, que é professora da Unesp de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, viu no EB-5 uma oportunidade de realizar o sonho do filho. Aos 15 anos, ele tem o sonho de trabalhar como piloto no exército norte-americano e, para isso, não abre mão de se preparar para entrar em um dos melhores cursos de graduação do país.

O filho, inclusive, já está nos EUA cursando o ensino médio.

Érika Stupiello ao lado do filho nos EUA

Após conseguir a residência, Érika planeja se mudar de vez para lá com o marido, que trabalha em uma multinacional no Brasil. Inicialmente, o plano é se estabelecer na Flórida, em uma região próxima a Tampa.

Seu processo começou em abril de 2017 e, portanto, já está próximo do prazo esperado para um desfecho. Aos que pretendem trilhar o mesmo caminho, ela aconselha ter perseverança e iniciar os trâmites o quanto antes.

"Organizem-se e não se desanimem com os números de documentos solicitados. O importante é conseguir comprovar a origem lícita do dinheiro", disse.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

EXCLUSIVO PREMIUM

O rei das emergências: os melhores fundos para a sua reserva de curto prazo

Conheça os três fundos DI que não possuem taxa de administração e saiba até quando é mais interessante investir nesses tipos de fundo ou no Tesouro Selic

Quando o dinheiro morre

O novo paradigma de Ray Dalio e um apelo para a compra de ouro

Gestor da Bridgewater compartilha sua avaliação sobre como a atuação dos BCs, juros negativos e endividamento crescente vão mudar a cara do mercado

Entrevista

Fuja da bolsa americana e compre ouro, diz analista da Crescat

Otavio Costa é um brasileiro que trabalha no mercado americano e se soma à corrente que acredita em recessão nos EUA e problemas de crédito na China. Cenário que faz do ouro a melhor opção no momento

Roupa nova

Banco Inter dará início às negociações com units na bolsa na sexta-feira

Os certificados de ações terão o código BIDI11 e representam duas ações preferenciais (PN) e uma ordinária (ON) do Banco Inter, que também vai aderir ao Nível 2 de governança da bolsa e estuda captar R$ 1 bilhão em uma oferta de ações

Vai uma carona aí?

Uber completa cinco anos de Brasil com 2,6 bilhões de viagens

Se você acha que anda muito de Uber, olha só isso: o usuário que mais usou o Uber no Brasil nesses últimos cinco anos fez mais de 5 mil viagens pelo app, o que corresponde a cerca de 3 viagens de Uber por dia. Haja boleto!

De olho na Venezuela

Bolsonaro: “É importante buscar solução para Venezuela, até Evo se posicionou

Segundo o presidente, não ficou surpreso com o posicionamento de Morales, uma vez que o chefe de Estado boliviano já havia dados sinais positivos quando decidiu prender o italiano Cesare Battisti

Ainda sobre Eduardo

Para Mourão, indicação de Eduardo para embaixada nos EUA está dentro do padrão

“Dentro das regras da escolha para quem não é da carreira diplomática, ele está dentro do padrão. É uma decisão do presidente. Decisão a gente não discute”, disse.

Fracasso de crítica

A base de assinantes da Netflix cresceu menos que o esperado — e o mercado reagiu mal

Os resultados trimestrais da Netflix decepcionaram o mercado, em especial os números de expansão de novos usuários. Como resultado, as ações despencaram no after market de Nova York

Seu Dinheiro na sua noite

Posto Ipiranga entre o FGTS e a reforma

As histórias que mexeram com o Seu Dinheiro hoje

Há limite para o Magalu?

Ações do Magazine Luiza já subiram mais de 30% neste ano. Para o Bradesco BBI, há espaço para mais

Apesar dos ganhos expressivos dos papéis do Magazine Luiza nos últimos anos, o Bradesco BBI acredita que os papéis ainda podem subir mais, uma vez que a empresa possui boas perspectivas para surfar a nova onda do e-commerce

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements