Menu
2019-03-29T15:37:42+00:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Plataformas de investimentos

BTG Pactual contra-ataca e decide processar XP Investimentos na disputa por agentes autônomos

Impedido pela Justiça de abordar profissionais da concorrente, banco processa corretora em ação de pelo menos R$ 50 milhões e lança campanha com vídeos online para atrair escritórios dos concorrentes

29 de março de 2019
15:32 - atualizado às 15:37
Vídeo do BTG divulgado online para atrair agentes autônomos
BTG usa formigas em campanha divulgada online para atrair agentes autônomos -

Enquanto tenta derrubar a liminar da Justiça que o impediu de abordar agentes autônomos vinculados à XP Investimentos, o BTG Pactual decidiu contra-atacar. O banco entrou com a chamada reconvenção, que no jargão jurídico acontece quando o réu de uma ação decide contestar o autor do processo. O valor indicado da causa é de pelo menos R$ 50 milhões.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Na ação, o BTG pede indenização por danos morais ao alegar que foi prejudicado e perdeu negócios após o processo movido pela XP, segundo uma fonte com quem eu conversei. Eu procurei o banco e a corretora, mas nenhum dos dois comentou o assunto até o momento.

A disputa nos tribunais entre a XP e o BTG começou em dezembro passado, quando a corretora processou o banco sob a alegação de que a estratégia do BTG para atrair os agentes autônomos inclui a troca de informações confidenciais dos clientes.

A XP também alega que o banco usou dados confidenciais da corretora no desenvolvimento de sua plataforma de investimentos BTG Pactual Digital. O acesso a essas informações teria ocorrido na época em que a corretora preparava a abertura de capital.

O BTG nega a prática e entrou em janeiro com um agravo no Tribunal de Justiça para tentar derrubar a liminar, mas o recurso ainda não foi julgado.

Em outra frente, o banco denunciou a XP no Cade, órgão de defesa da concorrência, por um suposto descumprimento do acordo firmado para aprovar a venda de 49,9% do capital para o Itaú Unibanco. Mais especificamente, o compromisso da corretora de não firmar contratos de exclusividade com escritórios de agentes autônomos.

Por que tanta briga?

O crescimento da XP, líder do mercado de plataformas de investimento, se baseou principalmente na figura do agente autônomo de investimento (AAI).

Esse profissional é responsável por apresentar aos clientes as opções de aplicação disponíveis, de forma semelhante ao gerente de banco. Ou seja, embora o cliente mantenha a conta na corretora, boa parte da relação se dá com o agente autônomo. A estimativa é que mais de 80% dos escritórios de agentes autônomos do mercado sejam vinculados à XP.

De olho nesse filão, o BTG passou a oferecer uma série de vantagens aos escritórios que migrarem para a plataforma do banco, o que levou a XP a ingressar na Justiça para impedir a abordagem.

Formigas

Embora impeça o banco de abordar os agentes autônomos da XP, a liminar não proíbe os escritórios de procurarem voluntariamente o BTG, caso queiram se desligar da corretora.

Enquanto briga na Justiça, o banco busca outras formas de tentar atrair os agentes autônomos para sua plataforma, incluindo o lançamento de campanhas online. No vídeo abaixo, por exemplo, compara o trabalho dos agentes autônomos vinculados a outras corretoras ao de formigas, que trabalham muito mas não são devidamente remunerados.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

De olho na Previdência

Onyx: “relatório da reforma vai permitir país incluir palavrinha previsibilidade”

“O Brasil estará equilibrado pelos próximos 10 anos ou 15 anos”, acrescentou Lorenzoni, apesar de Guedes ter dito na semana passada que, com o texto de Moreira, o próximo governo já teria de fazer outra reforma

perdido com os centavos?

Novo cofrinho de poupança? Neon anuncia função de investimento de trocados em CDB

Função que começa a ser implantada neste mês permitirá que usuários destinem parte de pagamentos no débito para aplicações automáticas em CDB

Mais magrinha

Petrobras negocia venda de participações em áreas onde descobriu gás em SE

Como o foco do seu plano de negócios atualmente é o pré-sal, localizado na região Sudeste do País, o investimento em outras áreas, como em Sergipe, está atrelado à adoção de soluções financeiras que não comprometam o orçamento da companhia e também não gerem mais dívida

EUA x China

Qual o custo da guerra comercial? Para a Huawei, serão US$ 30 bilhões a menos em receita

O presidente da Huawei, Ren Zhengfei, passou estimativas quanto aos impactos que a guerra comercial trará para a empresa. E tanto a receita quanto as vendas internacionais de smartphones serão fortemente afetadas

Grave crise

Odebrecht pode fazer pedido de recuperação judicial nesta segunda-feira

Com dívida de R$ 80 bilhões e com execuções em curso, a empresa está sem alternativas para resolver seu problema de liquidez financeira

em busca da previdência perfeita

Guedes quer ajustar relatório da reforma

Ministro vai buscar negociar ajustes no relatório da reforma da Previdência com o relator da proposta, deputado Samuel Moreira; o relator e o secretário Especial de Previdência, Rogerio Marinho, já conversaram informalmente neste fim de semana

Boas novas!

Nubank levanta R$ 375 milhões para financiar expansão e emplaca captação inédita

A fintech estreou a nova modalidade com uma oferta de R$ 75 milhões e que atraiu cinco investidores institucionais. Na mesma operação, o Nubank captou outros R$ 300 milhões via letras financeiras sênior

em busca do primeiro bilhão

Como Rihanna se tornou a artista feminina da música mais rica do mundo

Cantora pop acumulou uma fortuna de US$ 600 milhões, mas para isso ela teve de investir mais do que em música

segue o jogo

Caso Levy não atinge a Câmara, diz Rodrigo Maia

Maia fez o comentário em entrevista à emissora BandNews ao ser questionado sobre o pedido de demissão do agora ex-presidente do BNDES Joaquim Levy

Cortar ou não cortar?

Ex-diretores do BC se dividem sobre juros

Os que defendem ao menos um aceno ao corte no comunicado dão ênfase à avaliação da modelagem que considera a longa permanência da taxa de desemprego elevada e a ociosidade da economia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements