🔴 QUER SAIR DO ALUGUEL? NÃO USE O FGTS PARA FINANCIAR O IMÓVEL – CONHEÇA ESTA ESTRATÉGIA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Os mais procurados

EUA aumentam recompensa pela “rainha cripto” foragida, mas não sabem nem se ela ainda está viva

FBI elevou a recompensa pelo paradeiro de Ruja Ignatova para US$ 5 milhões

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
27 de junho de 2024
18:51 - atualizado às 17:35
Reprodução de cartaz do FBI
Reprodução de cartaz do FBI com a 'rainha cripto" entre os dez mais procurados - Imagem: Divulgação

O governo dos Estado Unidos intensificou as buscas por Ruja Ignatova, conhecida como a “rainha das criptomoedas”. Nesta quarta-feira (26), o FBI, a polícia federal norte-americana, elevou a recompensa oferecida para US$ 5 milhões para quem der informações que levem à prisão ou condenação da golpista.

A alemã de 44 anos, nascida na Bulgária, é procurada pelo FBI por orquestrar um esquema de criptomoeda de US$ 4,5 bilhões chamado OneCoin. Ela está desaparecida desde 2017, quando as autoridades dos EUA assinaram um mandado de prisão e os investigadores começaram a cercá-la.

Em 2022, o FBI incluiu o nome de Ruja na lista dos dez mais procurados, oferecendo recompensa de US$ 100 mil, valor elevado posteriormente para US$ 250 mil. Hoje, ela encabeça a lista dos homens e mulheres mais procurados, e a recompensa foi multiplicada exponencialmente. Ela é atualmente a única mulher visada pelo programa dos EUA.

“Estamos oferecendo uma recompensa de até US$ 5 milhões por informações que levem à prisão e/ou condenação da cidadã alemã Ruja Ignatova, conhecida como ‘Cryptoqueen’, por seu papel em um dos maiores esquemas de fraude globais da história”, disse o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Matthew Miller.

Ex-executiva do mundo financeiro

Ruja fez uma carreira de sucesso no mundo das finanças até 2014, quando lançou a OneCoin e ficou conhecida pelos apelidos de “doutora Ruja” e "rainha cripto".

Com a promessa de retornos financeiros que deixariam na pista os ganhos observados durante o primeiro grande boom do bitcoin, Ruja captou US$ 4,5 bilhões junto a investidores de todo o mundo para sua suposta criptomoeda alternativa.

A OneCoin parecia um grande negócio. No entanto, o suposto token não passava de um elaborado esquema de fraude. Não se tratava nem de um clássico sistema de pirâmide. Também não era uma criptomoeda. A OneCoin simplesmente não existia.

A situação chamou a atenção das autoridades na Alemanha e nos Estados Unidos. Em outubro de 2017, quando os investigadores apertaram o cerco, Ruja embarcou em um voo da Ryanair de Sófia com destino a Atenas e nunca mais foi vista.

Paredeiro desconhecido

O fato de a OneCoin não ter deixado nenhum rastro digital foi decisivo para que Ruja fugisse com todo o dinheiro de seus clientes. Até hoje, no entanto, os investigadores não sabem se ela está escondida ou se acabou assassinada.

O aperto do cerco à “rainha cripto” coincidiu com uma investigação da polícia búlgara sobre um suposto vínculo entre Ruja Ignatova e um chefão do crime organizado de seu país de nascença.

A identidade do criminoso nunca foi divulgada publicamente. De acordo com uma investigação da emissora pública britânica BBC, no entanto, ele seria Hristoforos Nikos Amanatidis, mais conhecido como Taki.

Taki seria o maior chefão do crime organizado búlgaro. Ele é suspeito de narcotráfico, grandes roubos, lavagem de dinheiro e uma longa lista de assassinatos, entre outros crimes.

Segundo a BBC, documentos da Europol levantam a suspeita de que Taki teria recorrido à rede financeira que sustentava a OneCoin para lavar dinheiro. Ele seria a única pessoa capaz de proteger Ruja, de acordo com autoridades búlgaras.

*Com informações da TV BBC

Compartilhe

SEU DIA EM CRIPTO

Nem frenesi com ETF de ethereum (ETH) segurou mercado de criptomoedas e bitcoin (BTC) cai hoje com liquidações da Mt. Gox

24 de julho de 2024 - 10:33

Cerca de 140 mil unidades de BTC — algo próximo a US$ 8,4 bilhões em ativos digitais, de acordo com as cotações atuais — devem ser devolvidos aos clientes

VOCÊ NÃO ME ENTENDE

Por que os ETFs de ethereum (ETH) não devem sentir o ‘efeito ETF de bitcoin’ no preço da criptomoeda? Entenda aqui

23 de julho de 2024 - 8:30

Para analistas do mercado, o principal motivo é a falta de entendimento do setor do que é o ethereum e o que ele faz

SEU DIA EM CRIPTO

Cortes de juros da China e início das negociações ETF de ethereum (ETH) amanhã: veja o que mexe com o preço do bitcoin (BTC) e das criptomoedas hoje

22 de julho de 2024 - 9:02

Em maio deste ano, gestores receberam o sinal verde para dar entrada na documentação necessária para começarem a negociar ethereum à vista

CRIPTOMOEDAS HOJE

Sabe quem não saiu do ar com a pane cibernética? O bitcoin (BTC), que aproveitou para subir para os US$ 66 mil hoje

19 de julho de 2024 - 15:15

Verdade seja dita, desde a criação do bitcoin em 3 de janeiro de 2009, a maior criptomoeda do mundo ficou online 99,99% do tempo

DESCOMPRESSÃO

Bitcoin (BTC) avança para os US$ 62 mil: veja os dois eventos que fizeram os preços da maior criptomoeda do mundo ‘respirar’ hoje

15 de julho de 2024 - 8:48

Um dos fatores que contribuíram para um alívio nos preços do bitcoin e das demais criptomoedas do mundo foi o fim das transferências do governo da Alemanha

CRIPTOMOEDAS HOJE

Por que o atentado contra Trump ajudou o bitcoin (BTC) recuperar o patamar de US$ 60 mil

14 de julho de 2024 - 10:03

Depois de patinar no início de julho, bitcoin (BTC) mostrou uma recuperação mais firme após o atentado de sábado contra Trump

É A VOLTA DO RALI

Bitcoin (BTC) salta e busca os US$ 59 mil após inflação dos EUA vir menor que o esperado; veja criptomoedas que sobem hoje

11 de julho de 2024 - 10:33

Imediatamente após os dados de inflação, os mercados já precificaram em cerca de 87% de chance de o Fed começar a cortar as taxas em sua próxima reunião, em setembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Até onde vai o preço do bitcoin (BTC)? Queda pode colocar criptomoeda no nível de US$ 50 mil, mesmo com expectativas positivas para 2024

8 de julho de 2024 - 12:12

Apesar das perspectivas de curto prazo serem negativas, analistas ouvidos pela reportagem apontam que, em um horizonte maior, o bitcoin tende a se valorizar

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) começa semana com desconto de 6% após perdas recentes; entre as criptomoedas, Notcoin (NOT) salta 50% hoje 

7 de julho de 2024 - 11:49

O Notcoin começou como um jogo que se tornou viral entre os usuários do app de mensagens Telegram

EM QUEDA LIVRE

Bitcoin (BTC) perde suporte e chega aos US$ 54 mil; criptomoedas derretem em meio à crise da gestora Mt. Gox

5 de julho de 2024 - 9:41

Gestora que entrou em falência há dez anos realizará pagamentos aos credores neste mês; distribuição de bitcoins no mercado pressionam os preços das criptomoedas nesta sexta-feira (5)

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar