🔴 ALGORITMO MOSTRA COMO BUSCAR ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Dani Alvarenga
EMPREGO PARA OS JOVENS

Com taxa de informalidade entre jovens maior do que a média do mercado, governo busca soluções

O trabalho informal entre jovens afeta principalmente as populações femininas e negras; já as regiões que mais apresentam trabalhadores não-registrados são o Nordeste e o Norte

Dani Alvarenga
28 de maio de 2024
14:03 - atualizado às 9:04
Carteira de trabalho e bandeira do Brasil
A taxa de desemprego deve desagradar o investidor local, enquanto o exterior navega nas máximas históricas - Imagem: Shutterstock

Os jovens estão trabalhando em mais vagas informais do que o restante dos profissionais, revela um levantamento do Ministério do Trabalho, em parceria com o CIEE.

Os dados foram apresentados nesta terça-feira (28), durante o evento Empregabilidade Jovem Brasil 2024.

De acordo com a pesquisa, 45% da população entre 14 e 24 anos ocupada atua em empregos informais, enquanto a média dos trabalhadores não registrados no Brasil é de 40%.

O estudo também revelou que os níveis de participação dos jovens no mercado de trabalho não retornaram ao patamar visto antes da pandemia do coronavírus.

De acordo com os dados, 52,7% da população de 14 a 24 anos estava ativa em 2019. Já em 2024, a taxa é de 50,5%.

A Subsecretária de Estatística e Estudos do Trabalho, Paula Montagner, ressaltou que, apesar da importância do trabalho informal, os profissionais não-registrados foram os mais afetados durante a pandemia do coronavírus. 

“O segmento informal foi muito afetado. Muitos trabalhadores só conseguiram sobreviver por conta dos auxílios”, afirmou Montagner durante o evento.

No entanto, após a crise sanitária, não houve redução do nível de trabalhadores jovens no mercado informal. Segundo a Subsecretária, em 2019, a taxa era de 46%.

Montagner ainda ressaltou que a questão da informalidade também vem afetando os estagiários e que colabora com a baixa remuneração da classe.

“Tem muita gente em atividade de aprendizagem e estágio informal. E a gente não sabe dizer bem a diferença [entre as atividades formais e informais], só sabe que eles são bem menos remunerados”.

O levantamento ainda mostra que a informalidade afeta mais a população feminina e negra, que representam 51% e 56% dos trabalhadores não-registrados no Brasil, respectivamente.

O que precisa ser feito para tentar reverter esse cenário

Segundo documento apresentado pelo Ministério do Trabalho, a principal iniciativa para melhorar o cenário atual dos jovens trabalhadores deve ser o aumento da escolaridade. 

Além disso, a pasta também ressalta a necessidade da formalização dos 887 mil estagiários brasileiros e o combate às desigualdades de gênero e raça no país.

No entanto, o diretor do departamento de Política de Trabalho para a Juventude, João Victor da Motta Baptista, ressaltou que há a necessidade da convergência de agentes da sociedade para a melhoria do cenário atual.

“O Ministério sozinho é incapaz de chegar em todo território nacional”, afirmou Baptista.

Trabalho informal pelo Brasil: as regiões mais ou menos afetadas

A questão da do trabalho informal afeta principalmente o Nordeste do país. Nenhum estado da região registrou índice menor que a média nacional, indicada pelo Ministério do Trabalho.

No Norte do Brasil, apenas Roraima (43%) apresentou um nível de informalidade abaixo dos 45%. No Sudeste, São Paulo (34%) e Minas Gerais (42,2%) ficaram em níveis inferiores.

As taxas de trabalhadores jovens não-registrados é menor nas regiões Centro-Oeste e do Sul do país, onde todos os estados alcançaram um índice menor do que a média nacional.

O desalento e a questão de gênero e raça no mercado de trabalho

De acordo com a pesquisa realizada pelo CIEE e o Ministério do Trabalho, a população brasileira que não estuda, não trabalha e não procura emprego diminuiu no último ano.

De acordo com o levantamento de maio de 2023, o Brasil tinha 4,8 milhões de jovens em desalento. Atualmente, o número é de 4,6 milhões.

O estudo realizado em 2024 também revelou que a população feminina e negra são as mais afetadas pela questão no Brasil. A pesquisa indicou que, entre o grupo, 65% são mulheres e 68% são negros.*

Além disso, na parcela feminina, a maioria das jovens em desalento são mães de crianças pequenas.

  • LEIA TAMBÉM: Quanto investir por mês para ter um ‘salário’ de R$ 6.000 durante a aposentadoria? Descubra aqui.

No entanto, de acordo com a Subsecretária de Estatística e Estudos do Trabalho, Paula Montagner, essa parcela da população, conhecida como “nem-nem”, não está necessariamente fora da força de trabalho.

“Muitas dessas mulheres estão em casa, cuidando dos seus filhos, dos irmãos menores da casa. Essa situação, muitas vezes, enclausura essas meninas em situações sociais menos amplas”, afirmou Montagner.

*Reportagem atualizada após revisão de dados do CIEE e Ministério do Trabalho.

Compartilhe

MAIS UMA CHANCE

Codevasf reabre inscrições para concurso público com salário inicial de R$ 9 mil; confira o novo calendário e saiba como participar

20 de junho de 2024 - 11:19

As inscrições haviam sido encerradas em 10 de junho, mas o prazo para participar foi estendido devido a reajustes no edital. O processo seletivo da Codevasf é voltado para nível superior

NA MIRA DA IA

Freelancer em extinção? Como o ChatGPT derrubou a demanda por trabalhos ocasionais

18 de junho de 2024 - 19:47

A pesquisa revelou que profissionais da área de redação, desenvolvimento de softwares e engenheiros são os mais afetados pelo ChatGPT

NOVA OPORTUNIDADE

Quem quer ser um diplomata? Itamaraty anuncia concurso público com salário inicial de mais de R$ 20 mil; saiba quem pode participar

18 de junho de 2024 - 16:51

O concurso público do Itamaraty para diplomatas ocorre todo ano. Em 2024, as provas serão aplicadas em até dois meses após a divulgação do edital

PRIMEIRO EMPREGO

Ipiranga, TIM, XP e mais empresas têm vagas para estágio e trainee; veja oportunidades com bolsa-auxílio de até R$ 8 mil

17 de junho de 2024 - 13:04

Os aprovados nos programas de estágio devem começar a atuar a partir do segundo semestre de 2024; as inscrições ocorrem durante todo o ano

CALENDÁRIO DE CONCURSO

Concurso público do Inmetro ganha nova data; confira tudo o que você precisa saber sobre o processo seletivo

11 de junho de 2024 - 13:49

O cronograma do concurso público havia sido suspenso devido às chuvas no Rio Grande do Sul. Além das datas, a distribuição de vagas também foi alterada

PRIMEIRO EMPREGO

XP, C6 Bank, Multiplan e mais empresas têm vagas para estágio e trainee; veja oportunidades com bolsa-auxílio de até R$ 6,5 mil

10 de junho de 2024 - 10:56

Os aprovados nos programas de estágio devem começar a atuar a partir do segundo semestre de 2024; as inscrições ocorrem durante todo o ano

TRILHAS DE CARREIRA

Quando a desculpa é evitar dor: o alto custo emocional do ghosting

9 de junho de 2024 - 7:32

A prática parece estar generalizada, inclusive no ambiente corporativo. A quantidade de pessoas que me procuram para falar sobre o ghosting no ecossistema de RH é assustadora

ATENÇÃO, ESTUDANTE!

Inscrições para o Enem terminam hoje; confira o calendário do maior vestibular do país

7 de junho de 2024 - 12:00

A data limite para a inscrição no Enem só não vai valer para os estudantes do Rio Grande do Sul. O prazo para solicitação de atendimento especializado ou tratamento por nome social também termina nesta sexta-feira (7).

MAIS OPORTUNIDADES

Com salário de até R$ 13,9 mil, concurso público unificado do TSE  abre inscrições e amplia número de vagas

6 de junho de 2024 - 15:15

O concurso, que terá 412 vagas no total, é voltado para os cargos de analista e técnico judiciário no TSE e em 26 tribunais regionais eleitorais (TRE)

PRIMEIRO EMPREGO

C6 Bank, Serasa Experian e mais empresas têm vagas para estágio e trainee; veja oportunidades com bolsa-auxílio de até R$ 6,5 mil

3 de junho de 2024 - 13:30

Os aprovados nos programas de estágio devem começar a atuar a partir do segundo semestre de 2024; as inscrições ocorrem durante todo o ano

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar