🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Estadão Conteúdo
PACOTE FISCAL

Contas na mesa: Brasil precisa de ajuste bilionário para estancar dívida pública crescente

Com pouca margem de manobra para conduzir o ajuste fiscal, as projeções dos analistas indicam que a dívida do País deve alcançar 90% do PIB até 2028

Estadão Conteúdo
22 de janeiro de 2023
14:56 - atualizado às 13:57
Moedas de real com bandeira do Brasil ao fundo
Moedas de real com bandeira do Brasil ao fundo -

O governo tem pela frente uma dura batalha para acertar o rumo das contas públicas e estancar o endividamento crescente do Brasil. Com pouca margem de manobra para conduzir o ajuste fiscal, as projeções dos analistas indicam que a dívida do País deve alcançar 90% do Produto Interno Bruto (PIB) nos próximos cinco anos.

Para reverter esse quadro, de uma dívida considerada alta para uma economia emergente, o tamanho do ajuste necessário, segundo analistas, é da ordem de R$ 300 bilhões — tanto em corte de gastos como em aumento de receitas.

É esse o montante bilionário que pode tirar a economia brasileira do rombo previsto para este ano e levá-la para um superávit primário capaz de estabilizar o endividamento do País.

Chegar nesse valor, no entanto, não é tarefa fácil e vai implicar ações impopulares. "As medidas vão envolver a sociedade: uma parte vai precisar pagar imposto, outra parte vai perder algum privilégio", diz Gabriel Leal de Barros, economista-chefe da Ryo Asset.

Ele reforça que a trajetória atual da dívida pública deixa a economia brasileira vulnerável. "Qualquer choque global será mais difícil de ser absorvido. Não é um nível confortável."

A dificuldade para "arrumar a casa" se dá porque o Brasil enfrenta uma combinação perversa. O Orçamento do País já é bastante engessado, dificultando qualquer corte de gastos. Por outro lado, há pouco ou nenhum espaço para o aumentar as receitas, num cenário de elevada carga tributária.

"Os pagamentos com Previdência Social e outros benefícios somam quase 50% dos gastos públicos. Outros 20% são de salário do funcionalismo federal", afirma Flávio Serrano, economista da BlueLine Asset Management. "De largada, 70% dos gastos estão contratados para pagar salário e Previdência."

  •  Não perca dinheiro em 2023: o Seu Dinheiro conversou com os principais especialistas do mercado financeiro e reuniu neste material as melhores oportunidades de investimentos em ações, BDRs, fundos imobiliários e muito mais. ACESSE AQUI GRATUITAMENTE

Pacote fiscal pode ser uma solução para a dívida pública?

Neste mês, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou um pacote fiscal com potencial de transformar o rombo previsto nas contas do governo para este ano, de R$ 231,5 bilhões, em um superávit de R$ 11,1 bilhões.

As medidas são focadas no aumento de receitas e incluem a volta da cobrança de impostos federais sobre os combustíveis - que ainda não está definida - e um programa de refinanciamento de dívidas tributárias. O pacote também prevê, em menor grau, corte de despesas, com revisão de contratos e programas do governo.

Porém, o próprio Haddad já reconheceu que algumas medidas serão frustradas. Assim, em vez de entregar as contas no azul, ele se comprometeu a reduzir o déficit de 2023 de 2,1% do PIB para 1% do PIB - o que representa um rombo próximo a R$ 100 bilhões.

No anúncio, o secretário do Tesouro Nacional, Rogério Ceron, disse que as medidas anunciadas colocavam o País numa "condição muito mais sustentada do ponto de vista do endividamento", já que a dívida ficaria estabilizada em cerca de 75% do PIB num horizonte de quatro anos.

Essa avaliação, no entanto, diverge das projeções de muitos especialistas. Segundo a Instituição Fiscal Independente (IFI), o País teria de fazer um superávit primário de 2,5% do PIB em 2023 para estabilizar a dívida pública. A instituição avalia o pacote deve se limitar a reduzir o rombo deste ano para 1,3% do PIB. Nesse cenário, projeta a dívida para 77,8% em 2023, beirando 80% do PIB em 2024.

"Esse plano foi sinalizado como um pacote de medidas preliminares. É preciso fazer um pouco mais", afirma Vilma Pinto, diretora da IFI. "Mas, o pacote é importante para mostrar que o governo está preocupado com a trajetória da dívida", destaca.

Compartilhe

CHEGOU A NOSSA VEZ?

O país do futuro: 7 razões pelas quais o BTG Pactual (BPAC11) considera que o potencial do Brasil está prestes a se realizar

28 de fevereiro de 2024 - 13:05

Há obstáculos pelo caminho, mas analistas do BTG veem o Brasil bem posicionado para aproveitar a oportunidade de chegar ao futuro

LOTERIAS

Mega-Sena acumula de novo e fortuna em jogo sobe ainda mais; Lotofácil tem 2 ganhadores em SP

28 de fevereiro de 2024 - 5:48

Lotofácil garante a alegria dos apostadores das loterias da Caixa; Mega-Sena só saiu duas vezes até agora em 2024

NOVA PLATAFORMA

Governo vai permitir que trabalhador tome empréstimo consignado sem passar pelo patrão; veja como vai funcionar o FGTS digital

27 de fevereiro de 2024 - 19:48

A nova plataforma substituirá o antigo sistema da Caixa e incluirá um rubrica para que os trabalhadores tomem crédito diretamente com os bancos

NOVA TENTATIVA

Governo não desiste de acabar com o saque-aniversário do FGTS e cogita Medida Provisória

27 de fevereiro de 2024 - 16:58

Projeto que propõe o fim do saque-aniversário do FGTS deve ir ao Congresso em março, segundo o ministro do Trabalho, Luiz Marinho

LOTERIAS

Quase um milhão dentro de outro milhão: máquina de milionários da Lotofácil começa semana ‘ligadona’; Mega-Sena oferece R$ 120 milhões hoje

27 de fevereiro de 2024 - 5:51

Lotofácil faz novo milionário em cidade de menos de 10 mil habitantes; Mega-Sena só saiu duas vezes até agora em 2024

PARTICIPAÇÃO REMOTA

Haddad testa positivo para covid-19, mas vai presidir encontro do G20 mesmo assim

26 de fevereiro de 2024 - 10:29

Ministro passa bem e participará remotamente dos principais eventos de sua agenda no encontro do G20 desta semana em São Paulo

AUTOMÓVEIS

Guia do PCD: Novo teto aumenta as ofertas de veículos com desconto para pessoas com deficiência

25 de fevereiro de 2024 - 7:14

O Seu Dinheiro preparou um guia com tudo o que você precisa saber sobre o direito às isenções de impostos na compra de carros novos

REPERCUSSÃO GERAL

Motoristas da Uber vão virar funcionários? STF julga se ação sobre vínculo de trabalho pode ter impacto em outras plataformas como Ifood

23 de fevereiro de 2024 - 19:03

A maioria dos ministros do Supremo tem atendido a pedidos de empresas para reverter decisões da Justiça do Trabalho que reconheceram vínculo de emprego

LOTERIAS

7 apostas dividem a Lotofácil, mas nem todo mundo vai ganhar o valor cheio; Mega-Sena e Quina acumulam

23 de fevereiro de 2024 - 5:50

Enquanto a Lotofácil fez jus à fama de loteria menos difícil da Caixa, o prêmio da Mega-Sena saltou para R$ 110 milhões

DINHEIRO NO BOLSO

Receita abre consulta a lote residual do Imposto de Renda; veja se a sua restituição saiu

22 de fevereiro de 2024 - 16:06

Os valores do lote residual de restituição do Imposto de Renda ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies