🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Carteira assinada

Caged: mercado de trabalho desacelera, mas ainda fecha 2022 com saldo líquido de mais de 2 milhões de novos postos

O Caged mostrou o fechamento líquido de mais de 400 mil vagas em dezembro. Ainda assim, o saldo em 2022 foi positivo

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
31 de janeiro de 2023
16:01 - atualizado às 16:02
Foto com três carteiras de trabalho empilhadas; representa os dados do Caged, que indicam a abertura e o fechamento de vagas formais no país
Imagem: Shutterstock

O Brasil criou 2.037.982 vagas com carteira assinada em 2022, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira (31) pelo Ministério do Trabalho.

O resultado decorreu de 22.648.395 de admissões e de 20.610.413 de demissões. Em 2021, foram criadas 2.776.733 vagas, na série com ajustes.

O resultado consolidado do ano passado ficou abaixo das expectativas do mercado. A mediana das projeções compiladas pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do jornal O Estado de S. Paulo, apontava para uma criação líquida de 2,1 milhões de postos.

Caged: dezembro negativo

O mercado de trabalho formal registrou um saldo negativo de 431.011 vagas com carteiras assinadas em dezembro. O resultado decorreu de 1.382.923 admissões e de 1.813.934 demissões.

Mais uma vez, o resultado foi pior que o esperado por economistas e analistas: segundo o levantamento do Broadcast, o mercado trabalhava com uma perspectiva de fechamento líquido de 340 mil empregos.

Serviços em alta

Dentre as 2.037.982 vagas de trabalho com carteira assinada abertas em 2022, destaque para o setor de serviços, responsável pela criação de 1.176.502 postos formais. O comércio vem em seguida, com 350.110 vagas.

Na indústria em geral, houve a criação de 251.868 vagas de janeiro a dezembro do ano passado, enquanto houve um saldo positivo de 194.444 postos de trabalho na construção civil.

Na agropecuária, foram abertas 65.062 vagas em 2022.

São Paulo puxa o resultado do Caged

No ano passado, em todas as 27 Unidades da Federação foram registrados resultados positivos no Caged. O melhor desempenho foi novamente registrado em São Paulo, com a abertura de 560.986 postos de trabalho.

O salário médio de admissão nos empregos com carteira assinada chegou a R$ 1.944,17 em 2022. Comparado ao ano anterior, houve redução real de R$ 90,99.

Já o fechamento de 431.011 vagas em dezembro também foi puxado pelo setor de serviços, que acumulou um saldo negativo de 188.064 postos de trabalho no mês, seguido da indústria geral, que fechou 114.246 vagas.

Na construção, houve o fechamento de 74.505 postos; a agricultura registrou o saldo negativo de 36.921 vagas e o comércio fechou 17.275 postos.

*Com Estadão Conteúdo

Compartilhe

LOTERIAS

Lotofácil: Apostador “virtual” fatura prêmio milionário sozinho; Mega Sena sorteia hoje bolada de R$ 66 milhões

16 de abril de 2024 - 9:39

Enquanto a Quina e a Lotomania acumularam, a Lotofácil registrou um vencedor ontem. Confira os números sorteados nas principais loterias da Caixa Econômica Federal

SHINE BRIGHT

Ouro a US$ 3 mil: por que o Citi enxerga disparada de 26% do metal precioso — e nem tudo tem a ver com as guerras

16 de abril de 2024 - 9:02

Para os especialistas do Citigroup, a commodity deve ser impulsionada pelo aumento da demanda dos investidores institucionais e dos bancos centrais

Prévia do orçamento

Governo propõe reajuste de mais de 6% no salário mínimo em 2025; veja qual será o valor

15 de abril de 2024 - 17:45

O cálculo segue a projeção para o INPC, índice oficial de inflação no Brasil, mais o crescimento do PIB em 2023

SPOILERS DA PLDO

Sem superávit: Haddad confirma meta fiscal de déficit zero em 2025 e planos para aumentar a arrecadação

15 de abril de 2024 - 17:09

Vale relembrar que, há um ano, a equipe econômica havia estabelecido que buscaria fazer um superávit de 0,5% do PIB em 2025

MADE IN BRAZIL

O milho que vale ouro: quebra de safra da África dá tração ao agronegócio brasileiro e pode mexer com gigantes como a BRF (BRFS3)

15 de abril de 2024 - 14:15

A seca provocada pelo El Niño reduziu o cultivo de milho da África do Sul em pelo menos 20% e a do Zimbábue em cerca de 60%

VENDE COMO ÁGUA

Brasil retoma autossuficiência de alumínio e produção avança 24% em 2023; ainda existe espaço no mercado?

14 de abril de 2024 - 15:31

A recuperação na oferta acontece, principalmente, devido ao religamento do complexo industrial da Alumar, no Maranhão

LOTERIAS FEDERAIS

Com arrecadação de R$ 23,4 bilhões, funcionários da Caixa tentam manter lotéricas com banco

14 de abril de 2024 - 13:42

Além da arrecadação, as loterias são parte fundamental da rede de atendimento do banco, porque prestam serviços bancários da Caixa

BOMBOU NA SEMANA

A porta giratória de Milei na Argentina e o “novo” fracasso de Lemann: veja quais foram as notícias mais lidas do Seu Dinheiro nesta semana

13 de abril de 2024 - 14:05

Nesta semana, as leitoras e os leitores do Seu Dinheiro acompanharam de perto a agenda de Javier Milei. O presidente da Argentina virou figura popular ao assumir um país que passa por uma das piores crises econômicas de sua história.  O país viveu uma semana de “porta giratória”. De um lado, o HSBC vendeu as […]

A FORTUNA ENCOLHEU

Os 10 maiores bilionários do planeta perderam R$ 107,2 bilhões hoje — e aqui estão os motivos

12 de abril de 2024 - 19:45

Conhecidos por liderarem as empresas mais valiosas do mundo, esse grupo seleto de ricaços soma um patrimônio líquido de US$ 1,58 trilhão

DE OLHO NAS REDES

Dá para colocar a mão no fogo pela China? “Está sendo subestimada” — por que este gestor não aposta em uma catástrofe por lá

12 de abril de 2024 - 14:47

Enquanto boa parte do mercado não colocaria a mão no fogo pela China nos últimos tempos, um gestor vai na contramão do mercado e avalia que o país está bem melhor do que parece.  Em participação no Macro Summit Brasil 2024, evento realizado pelo Market Makers em parceria com Seu Dinheiro e Money Times,  João […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies