🔴 NOVA META: RENDA EXTRA DE ATÉ R$ 2.000,00 POR DIA – VEJA COMO

Uma agenda de tirar o fôlego: Inflação, salário mínimo, rombo da Americanas, produção da Petrobras e outras notícias do dia

Por aqui, o presidente Lula abre hoje as negociações com as centrais sindicais para definir a política do governo para o salário mínimo para os próximos quatro anos

18 de janeiro de 2023
8:15
Dinheiro Dividendos

Sabe aquele dia de agenda cheia da hora que se acorda à hora que se vai dormir? Quem acompanha o mercado financeiro vai ter um dia assim hoje.

Muita gente ainda nem tinha dormido quando o Banco do Japão (BoJ) decidiu pela manutenção de seus parâmetros de política monetária.

Como havia o temor de um novo aperto, o alívio foi tamanho que a bolsa de Tóquio fechou em alta de 2,5% nesta quarta-feira. Já o iene derretia ante o dólar na madrugada.

Nem bem havia amanhecido e a Agência Internacional de Energia colocou na roda uma previsão de demanda recorde por petróleo em 2023. O motivo é a reabertura da China depois de quase três anos de duras medidas restritivas por causa da pandemia.

Na Europa, as bolsas de valores reagem aos números consolidados da inflação ao consumidor na zona do euro em 2022.

Ainda neste início de manhã, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, reúne-se com o secretário-geral da OCDE, Mathias Cormann, em Davos.

Nos Estados Unidos, os investidores estão de olho nos dados de produção industrial, vendas no varejo e inflação ao produtor. Já os ouvidos estarão atentos às falas de diversos diretores do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

No fim da tarde, o Fed traz as atualizações do Livro Bege sobre as condições econômicas regionais nos EUA.

E se no Brasil a agenda de indicadores é fraca, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva abre hoje as negociações com as centrais sindicais para definir a política do governo para o salário mínimo não apenas para 2023, mas para os próximos quatro anos.

É tanta coisa que quase ia me esquecendo dessa novela em torno da Americanas, com novos capítulos esperados para hoje.

Para ficar por dentro de como tudo isso deve mexer com os mercados financeiros nesta quarta-feira, acompanhe a cobertura do Seu Dinheiro.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

O que você precisa saber hoje

OLHANDO PELO RETROVISOR
Além das Americanas (AMER3): empresas de Lemann e sócios da 3G têm histórico de problemas contábeis. Rombo encontrado na varejista colocou a gestão do famoso trio de bilionários da 3G Capital sob análise mais uma vez.

CARTAS NA MESA
Americanas (AMER3) avalia ‘diversas oportunidades’ para venda de ativos. Quais empresas podem ser usadas para tapar o rombo? Uma das opções é o Hortifruti Natural da Terra, mas a joint venture com a Vibra Energia também pode entrar nas negociações.

CHUVA DE PETRÓLEO
Petrobras (PETR4) acerta o alvo e cumpre metas de produção de óleo e gás em 2022. A petroleira fechou o ano passado com uma produção de 2,684 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), acima do objetivo de 2,6 milhões de boed.

AMBIENTE COMPLICADO
Mercado de capitais encolheu em 2022, mas Anbima vê maturidade. O volume total movimentado no ano passado caiu 10,9% em relação a 2021 e totalizou R$ 544 bilhões. Deste total, só a renda variável teve contração de 57% no período.

NÚMEROS POSITIVOS
XP conseguiu crescer em 2022 mesmo com cenário difícil para investimentos, indica prévia de resultados. Contabilizando tanto os ativos de grandes empresas como do varejo, o total de recursos sob custódia da empresa chegou a R$ 946 bilhões.

DIÁRIO DOS 100 DIAS
Lula: os efeitos colaterais da invasão de Brasília e a sanção ao orçamento com veto. Encontro do presidente com comandantes das Forças Armadas está sendo costurado pelo ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, e deve acontecer até a próxima sexta-feira.

Uma boa quarta-feira para você!

Compartilhe

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Dez anos de “O Fim do Brasil”

20 de maio de 2024 - 20:01

Dez anos de lançamento de “O Fim do Brasil” e, afinal, a que fim chegou a economia do Brasil? Estamos em queda livre em direção ao pior?

Especial IR

Me mudei para Portugal, mas não entreguei a Declaração de Saída Definitiva do País; como regularizar a situação?

18 de maio de 2024 - 8:00

Documento serve para encerrar as obrigações fiscais do contribuinte no Brasil, mas este leitor não a entregou e agora recebeu uma herança

SEXTOU COM O RUY

A Petrobras (PETR4) desabou mais uma vez: surge uma barganha na bolsa com dividendos bilionários?

17 de maio de 2024 - 6:04

Nas últimas várias trocas no comando da Petrobras, não tivemos grandes mudanças no dia a dia da companhia, o que inclusive permitiu ótimos pagamentos de dividendos nos últimos anos, mesmo com CEOs distintos — será que agora também vai ser assim?

CRYPTO INSIGHTS

Os sinais favoritos para entender o curto prazo do bitcoin (BTC)

14 de maio de 2024 - 19:17

A tendência macroeconômica é de expansão de liquidez, e os indicadores de curto prazo que mais gosto estão favorecendo a tese de que estamos próximos do fundo local para a mais recente correção do mercado

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Vai piorar antes de melhorar? Milei começa a arrumar uma Argentina economicamente destruída

14 de maio de 2024 - 6:01

Em poucos meses, Milei conseguiu diminuir inflação, cortar os juros e aumentar reservas do Banco Central da Argentina, mas custo social é alto

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: O real vai morrer aos 30?

13 de maio de 2024 - 20:01

A decisão do Copom na semana passada foi inequivocamente ruim. Quando você tem um colegiado dividido entre os “novos” e os “velhos”, alimentam-se os piores medos. O Copom deveria saber disso.

Especial IR

Dúvidas cruéis sobre declaração de ações no IR: isenção, retificação, mudança de ticker, prejuízos e investimento no exterior

11 de maio de 2024 - 8:00

A Dinheirista responde algumas das suas dúvidas mais cabeludas sobre como declarar ações no imposto de renda

SEXTOU COM O RUY

Bolsa barata não basta: enquanto os astros locais não se alinham, esses ativos são indispensáveis para a sua carteira

10 de maio de 2024 - 6:07

Eu sei que você não tem sangue de barata para deixar todo o patrimônio em ações brasileiras – eu também não me sinto confortável em ver os meus ativos caindo. Mas há opções para amenizar as turbulências internas.

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Selic — uma decisão com base em dados, não em datas

8 de maio de 2024 - 16:42

Hoje em dia, ao que parece, tudo tem que terminar cedo, e bebidas alcoólicas são proibidas. Por conseguinte, os debates deram lugar a decisões secas e comunicados pragmáticos

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Divididos entre o conservadorismo salutar e a cautela exagerada, Copom e Campos Neto enfrentam um dilema

7 de maio de 2024 - 6:18

Os próximos passos do Copom dependem, em grande medida, da reação da economia norte-americana à política monetária do Fed

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar