Você pode ter uma renda semanal de até 500 dólares na sua conta; descubra como aqui

Cotações por TradingView
2023-01-17T16:40:17-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Fundos de ações

Moat Capital, gestora com maior exposição às ações de Americanas (AMER3), encerra posição na empresa

Fundos da gestora estavam entre os mais expostos às ações da varejista recentemente, tendo sido duramente atingidos pela divulgação da inconsistência contábil no balanço da empresa

17 de janeiro de 2023
16:29 - atualizado às 16:40
Fachada da Americanas; estágio
Um dos fundos da Moat era o mais exposto a ações da Americanas quando os papéis despencaram. - Imagem: Divulgação

A Moat Capital, gestora de alguns dos fundos de ações que mais sofreram após a divulgação da inconsistência contábil das Americanas (AMER3) no dia 11 de janeiro, informou que se desfez de todo o seu investimento nos papéis da companhia.

Em nota, a asset diz que "encerrou as posições de todos os seus fundos em ações ordinárias das Lojas Americanas. Ressalta, mais uma vez, que fará tudo o que estiver ao nosso alcance para garantir e resguardar nossos direitos pelas perdas enquanto éramos acionistas minoritários."

  • Essa ação é a ‘queridinha’ dos analistas para 2023: com papéis baratos e grandes perspectivas de crescimento, é a melhor opção para buscar bons lucros na bolsa este ano. CONFIRA AQUI O TICKER.

Dois produtos da Moat figuram na lista dos fundos com maior exposição recente às ações AMER3. Inclusive, um deles, o Moat Capital FIC FIA, ocupa o primeiro lugar, com uma participação das ações das Americanas na carteira correspondente a 7,29% em 30 de dezembro de 2022, data do último portfólio divulgado publicamente.

Sua cota se desvalorizou 6,83% no dia 12 de janeiro, dia seguinte da divulgação do fato relevante informando sobre o rombo no balanço da varejista, então estimado em R$ 20 bilhões. Naquela data, os papéis AMER3 despencaram mais de 70% na B3.

Já no multimercado Moat Capital Long Bias FIC FIM, a participação das ações de Americanas na carteira chegava a 5,13% no dia 30 de dezembro de 2022, e a sua cota caiu 3,52% em 12 de janeiro.

Do dia 11 de janeiro para cá, os papéis das Americanas já despencaram mais de 83% na bolsa. Mas não foram apenas as ações que sofreram; as debêntures, títulos de dívida da companhia, também se desvalorizaram e deram prejuízo aos fundos de renda fixa que investem nesses papéis. A varejista, aliás, já deu os seus primeiros calotes em debêntures.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

HYPE DO CHATBOT

Se cuida, ChatGPT! Alibaba entra na corrida da inteligência artificial com versão chinesa; veja quem já está nessa disputa

8 de fevereiro de 2023 - 14:10

A Microsoft não está assistindo tudo isso de braços cruzados e anunciou um mecanismo de pesquisa Bing com inteligência artificial e um navegador Edge, que será sustentado pelo ChatGPT

Repercussão do resultado

Itaú (ITUB4) acertou em provisionar 100% da exposição à Americanas, dizem analistas; ações disparam na bolsa

8 de fevereiro de 2023 - 12:56

Ao se prevenir totalmente de calote da Americanas no balanço do 4T22, Itaú evita que efeito contamine resultados de 2023

CORRIDA PLATINUM

Uber supera expectativas no 4º trimestre e encerra 2022 com balanço 5 estrelas; ações disparam nas bolsas

8 de fevereiro de 2023 - 12:09

A empresa encerrou os últimos três meses do ano passado com um lucro líquido de US$ 595 milhões, contrariando as expectativas de prejuízo dos analistas

VESPEIRO POLÍTICO

CEO do Itaú (ITUB4) fala sobre disputa entre Lula e presidente do BC: “é do jogo”

8 de fevereiro de 2023 - 11:44

Milton Maluhy, CEO do Itaú, vê a equipe do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, “na direção correta”, mas defende definição rápida da meta de inflação

TEMPOS DIFÍCEIS

Entenda o que está acontecendo com a Marisa (AMAR3) após a renúncia do presidente e alerta financeiro — ações caem mais de 5% na B3

8 de fevereiro de 2023 - 11:12

A Marisa (AMAR3) não detalhou quais as suas dificuldades financeiras que demandam melhorias na estrutura de capital

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies