⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-23T13:02:31-03:00
Alice Almeida
Conteúdo Vitreo

‘Orgulho do Brasil’: Empresa que lidera nova Revolução Industrial já subiu mais de 1.000% em 12 anos e pode te entregar até 80% de lucro

Multinacional brasileira considerada uma das melhores ações da bolsa está no menor nível de preço dos últimos 5 anos e a ‘ponto de bala’ para entregar lucros exponenciais.

11 de agosto de 2022
8:00 - atualizado às 13:02
ORGULHO DO BRASIL
Ação brasileira é uma das melhores da bolsa - Imagem: Shutterstock

Você provavelmente deve desconfiar quando ouve alguém dizer que algo está “muito bom e barato”. E eu entendo que deve haver milhares de motivos para isso acontecer, já que muitas vezes o barato sai caro. 

Mas ao contrário dessa expressão, o que eu vim te contar é que uma das melhores ações da bolsa está em seu menor nível de preço, ou seja — boa e extremamente barata —, além de estar a ponto de trazer ganhos exponenciais para o seu bolso. 

A multinacional com futuro promissor já subiu mais de 20.000% nos últimos 22 anos. 

Isto é, se você tivesse investido R$ 1 mil em 2000, hoje você teria mais de R$ 200 mil. Meros R$ 5 mil teriam virado mais de R$ 1 milhão. 

Um único investimento e você poderia ter se tornado milionário. 

Mas não estou aqui contando isso para “jogar um sal na ferida”. Em vez disso, estou escrevendo para te alertar que ainda da tempo de você investir na  “nova revolução industrial”.

Afinal, ela está transformando o mundo com suas tecnologias em diversos setores da economia brasileira e mundial como: siderurgia, papel e celulose, petróleo e gás, mineração, entre muitos outros.

Isso é praticamente um “tesouro” para o seu próximo investimento: “ É sem dúvidas uma das maiores da Bolsa e destaque no mundo. Investir nela em reais é se expor ao dólar e internacionalizar seu patrimônio", confirma analista. 

Claro que nada é garantido ao investir, e retornos passados não são garantias de retornos futuros - e você deve saber que todo investimento em renda variável possui algum nível de risco. 

Porém, não estamos falando de uma empresa pequena sem nenhum fundamento -, essa é uma multinacional gigantesca com mais de 60 anos de atuação no mercado e com atuação em mais de 135 países. 

Por que ela é a‘Queridinha’ do Brasil

Além de ser uma das empresas de maior orgulho do país, também é um “porto seguro” para os investidores, principalmente pela sua diversificação: ela possui 50% de sua receita dolarizada.

Só de 2010 a 2021, a multinacional apresentou um crescimento médio de receita (CAGR) de 16.5% ao ano, alcançando uma receita líquida de mais de R$23,6 bilhões no último ano. E, mesmo em meio às condições adversas do mercado, como a pandemia, ela já registrou um crescimento de 25% nos últimos 12 meses. 

Oportunidades maiores e melhores

Apesar de ter crescido tanto, analistas projetam que ela ainda está longe de atingir o seu pico, isso porque ela está entrando em um mercado promissor, que representa 70% do consumo elétrico industrial do Brasil, o que pode ajudar a aumentar a receita dela ainda mais. 

Ela aposta também em energias renováveis, que possuem uma forte tendência global para a diminuição de emissores de gases de efeito estufa. 

Veja só esse gráfico da evolução da empresa de fevereiro de 2019 a julho de 2022:

CONFIRA MAIS DETALHES SOBRE A EMPRESA AQUI

Em 2019, as ações começaram a ter um forte movimento de alta, e os grandes investidores que estão por dentro do mercado se anteciparam e lucraram com essa exposição, enquanto todos os outros ficaram para trás. 

Em fevereiro de 2019, os papéis eram negociados na faixa de R$ 9, e chegaram a ser cotados acima de R$ 44,00 em janeiro de 2021, uma alta de 388%. Contudo, passada a euforia que tomou conta da Bolsa brasileira, as ações recuaram de preço novamente, e rondavam a faixa de R$ 26,00 em julho deste ano.

Mesmo “voando”, ela ainda não retomou aos patamares anteriores à derrocada do Ibovespa, que começou há cerca de 1 ano com os efeitos da crise econômica tomando proporções cada vez maiores. 

Ainda assim, apesar de estar abaixo do patamar observado no primeiro trimestre de 2021, as margens da companhia apresentaram uma recuperação no primeiro trimestre de 2022 com relação ao trimestre anterior.

E analistas projetam que a ação pode subir até 80% ou mais, ou seja, uma rara oportunidade para você encabeçar enormes lucros em cima dessa companhia enquanto ainda é negociada por um bom preço.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

FOTOGRAFIA FINAL

Ipespe: Lula (PT) segue estável e Bolsonaro (PL) oscila dois pontos — saiba o que a pesquisa traz de novo na véspera da eleição

1 de outubro de 2022 - 13:32

A última pesquisa Ipespe antes do primeiro turno das eleições presidenciais, aponta que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 46% dos votos válidos contra 33% de Bolsonaro

APESAR DAS DIVERGÊNCIAS

“Efeito Meirelles” nas eleições? Saiba por que o ex-presidente do BC declara voto em Lula (PT)

1 de outubro de 2022 - 12:25

O economista defende que o eventual governo do petista poderia “recuperar a economia”, além da responsabilidade fiscal nas contas públicas

VERSÃO DIGITAL

e-Título: Prazo para baixar o título digital termina neste sábado (1); saiba como usar o aplicativo na hora de votar

1 de outubro de 2022 - 11:27

O título de eleitor digital pode ser baixado nas lojas de aplicativos do celular até as 23h59 e pode ser apresentado como documento oficial

SEGUNDO TURNO VEM AÍ?

Distância entre Lula e Bolsonaro continua de 8 pontos, segundo CNT/MDA — confira os detalhes da nova pesquisa

1 de outubro de 2022 - 10:28

Segundo o levantamento, o petista tem 44,2% das intenções de voto, enquanto o presidente que tenta a reeleição subiu dois pontos, para 36,3%

Conteúdo exclusivo

Dividendos em perigo? Bolsonaro, Lula e outros candidatos querem taxar seus proventos e podem atacar sua estratégia de renda extra em 2023

1 de outubro de 2022 - 10:00

Analista avalia que comportamento das boas pagadoras de dividendos pode mudar – e 4 ações se destacam

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies