🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-02-28T17:10:38-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
PAPO CRIPTO #013

Como o bitcoin (BTC) pode ajudar a Ucrânia neste momento? Especialista comenta que ‘descentralização’ é a chave para a liberdade da população

Lucas Schoch, CEO da Bitfy, também contou seus segredos de como investir em criptomoedas, em entrevista exclusiva ao Papo Cripto

1 de março de 2022
6:00 - atualizado às 17:10

O início do conflito entre Rússia e Ucrânia tomou o noticiário desde a última quinta-feira (24), o que fez o apetite de risco global ir para o chão — junto com bolsas e criptomoedas. Nesse cenário, o bitcoin (BTC) chegou a cair mais de 10% e entrar em uma zona de perigo. 

Mas existe uma característica específica da maior criptomoeda do mundo que é uma luz no fim do túnel para a população em meio a um conflito que envolve forças políticas e econômicas

Além de proteção contra a inflação, as criptomoedas também podem ser usadas como resguardo de governos, como comenta Lucas Schoch, CEO da Bitfy.

Em entrevista ao Papo Cripto, o programa de criptomoedas do Seu Dinheiro no YouTube, Schoch afirma que os ativos digitais não podem ser confiscados, diferentemente das moedas emitidas pelos Bancos Centrais.

[link]

Bitcoin imune ao governo

Para entender melhor isso, precisamos dar alguns passos para trás. 

O bitcoin surgiu como uma forma de trocas pessoa a pessoa (peer to peer ou P2P) sem a necessidade de um Banco Central por trás. Assim sendo, é praticamente impossível uma autoridade monetária confiscar esse tipo de moeda.

Não precisamos ir muito longe: quem pode se esquecer do confisco da poupança feito pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello? “Esse tipo de coisa não aconteceria com o bitcoin”, comenta Schoch.

E as melhores criptos

Mas esse não foi o único assunto da conversa. Evidentemente, a tradicional pergunta do próximo milhão trouxe uma resposta inusitada para os ouvintes.

O CEO da Bitfy não contou apenas quais os projetos ele está de olho, mas também como ele investe seu dinheiro neles. “Se, no próximo papo, alguém aqui estiver rico, saiba que eu também estarei muito bem”, brincou ele.

Não deixe de conferir a entrevista completa com Lucas Schoch no YouTube do Seu Dinheiro, no nosso Papo Cripto #013:

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOITE CRIPTO

Sem fôlego: bitcoin (BTC) opera em alta, mas ainda não volta para os US$ 20 mil; entenda por quê

Apesar do respiro desta sexta-feira (1), o bitcoin ainda sente todo o peso de um Federal Reserve mais agressivo contra a inflação. A semana também não foi tão positiva assim com o noticiário do universo digital.

VAI TER QUE PAGAR!

Um acordo de milhões: Petrobras (PETR4) se entende com a ANP sobre royalties da operação de xisto no Paraná

Segundo a estatal, o acordo envolve o pagamento de R$ 601 milhões pela companhia — um montante que já foi provisionado nas demonstrações financeiras

CASOU!

Enfim, sós! Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) consumam combinação de negócios; confira detalhes

Por conta do enlace, hoje foi o último dia de negociação das ações de emissão da Unidas na B3

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa começa julho com o pé direito, o reforço de caixa da MRV (MRVE3) e a semana em cripto; confira os destaques do dia

Que sexta-feira costuma ser o dia da semana favorito de muita gente não é novidade, mas você já reparou na tendência que temos de tentar fazer dele o mais leve de todos para não atrapalhar o descanso do fim de semana? Seja no escritório ou no mercado financeiro, o último dia útil é o momento […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa dá uma pausa nas perdas e sobe 0,29% na semana, mas dólar dispara e chega a R$ 5,32

O começo de julho foi mais animador para o Ibovespa, mas as dificuldades seguem pressionando o câmbio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies