🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
VAI UM DINHEIRO AÍ?

Corretora Mynt, do BTG Pactual, passa a permitir transferência de criptomoedas entre carteiras digitais e exchanges

As transferências podem ser feitas acessando o próprio aplicativo da Mynt por meio de QR Code ou copiando o endereço da carteira desejada

Renan Sousa
Renan Sousa
29 de novembro de 2022
17:55
A Mynt, a plataforma de investimentos em criptoativos do BTG Pactual, lança hoje uma nova ferramenta no seu aplicativo
Imagem: Divulgação

Entre as muitas plataformas que sobressaíram nos últimos tempos para negociação de criptomoedas, a Mynt, do BTG Pactual, anunciou uma funcionalidade há muito esperada. A nova ferramenta permitirá que os clientes façam transações em ativos digitais entre aplicativos diferentes. 

Essa funcionalidade permite que os clientes mantenham uma conta na Mynt e transfiram seus tokens para carteiras (wallets) privadas ou até mesmo outras corretoras. Por enquanto, as negociações estão limitadas às criptomoedas bitcoin (BTC), ethereum (ETH), solana (SOL), polkadot (DOT) e cardano (ADA)

As transferências podem ser feitas acessando o próprio aplicativo da Mynt por meio de QR Code ou copiando o endereço da carteira desejada. 

Custódia de criptomoedas

O mercado passou a questionar os métodos de custódia de tokens após a divulgação de que a FTX usava as criptomoedas dos clientes para operações alavancadas na Alameda Research, o segmento de investimentos do grupo liderado por Sam Bankman-Fried, o SBF.

“Estruturamos, desde o início, nossa plataforma com custódia própria por ser um importante diferencial de mercado e sobretudo algo fundamental para a segurança dos nossos clientes. Com essa novidade trazemos ainda mais transparência e confiança para nossas operações”, afirma Marcel Monteiro, head de Operações da Mynt.

Como guardar seus criptoativos

“Em momentos de volatilidade e desafios no mercado, estamos trazendo uma novidade para descomplicar o investimento em cripto. Se você está inseguro com o mercado, essa é a hora de trazer segurança para as suas criptomoedas”, diz André Portilho, head de Digital Assets da instituição.

A seguir, confira maneiras seguras de armazenar criptomoedas e evitar ataques do tipo hacker:

  • Cold wallets: As carteiras frias, também chamadas de ledger, são o método mais seguro de armazenar suas criptomoedas. Elas se parecem com pen-drives maiores e não possuem conexão com a internet, sendo necessário conectá-las a um dispositivo para comprar ou vender moedas. O usuário precisa ter cuidado para não perder as chaves de segurança e o acesso aos seus tokens, caso opte por uma carteira fria. O problema é que elas costumam ser bem caras. 
  • Hot wallets: As carteiras quentes são interessantes porque permitem que o usuário faça transações a qualquer momento. A conexão com a internet, porém, é um ponto de insegurança e este tipo de carteira está mais suscetível ao ataque do tipo hacker. A autenticação em dois fatores e outros métodos de proteção de dados são indicados para este tipo de armazenamento.
  • Exchanges: Este é o método menos seguro de armazenamento de criptomoedas. Apesar da facilidade para comprar e vender os tokens, as exchanges estão sujeitas aos ataques hackers e ao chamado “risco institucional” — a empresa pode falir ou sofrer sanções governamentais, o que pode colocar em risco as moedas dos usuários. 

Compartilhe

NAS MÃOS DO BC

Faltam apenas três passos para que o Banco Central regule o mercado de criptomoedas no Brasil; confira o cronograma

20 de maio de 2024 - 17:31

A instituição ressalta que deve dar atenção especial às regras de prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento de terrorismo

SUBSTITUIÇÃO

CEO do maior fundo de bitcoin (BTC) do mundo renuncia em meio à debandada de investidores do GBTC

20 de maio de 2024 - 14:24

Quem assumirá seu lugar interinamente será Peter Mintzberg da empresa a partir de agosto, além de se juntar ao conselho de administração da Grayscale

VAI APAGAR A LUZ

Venezuela vai desligar máquinas de mineração de bitcoin (BTC) no país; você deveria se preocupar?

20 de maio de 2024 - 9:32

Vale lembrar que a Venezuela é um país que sofre várias sanções internacionais, o que limita a capacidade de geração e distribuição de energia para a população

APÓS A TEMPESTADE

Colhendo os cacos do Inverno das Criptomoedas: plataforma de staking da Gemini deve começar a devolver ativos dos clientes neste mês

19 de maio de 2024 - 12:44

O anúncio foi feito após a Justiça aprovar o plano de recuperação judicial do Digital Currency Group (DCG)

ESPERE E VERÁ

Bitcoin (BTC) em alta — e vai continuar: companhia de pesquisa em criptomoedas identifica possível “efeito FTX” no preço dos ativos digitais

16 de maio de 2024 - 11:46

Recentemente, a FTX anunciou que pagaria — com juros — os montantes devidos aos clientes, algo entre US$ 14,5 bilhões e US$ 16,3 bilhões

QUEDA DOS IMPÉRIOS

Os Faraós do Inverno Cripto: Como a prisão de três magnatas do mundo das criptomoedas influencia na regulação global do mercado?

16 de maio de 2024 - 6:15

Se, por um lado, muitas pessoas foram prejudicadas por esses eventos, por outro, ficou clara a necessidade de uma regulação mais dura em relação a esse mercado

ACELERANDO ALTA

Bitcoin (BTC) salta e busca US$ 65 mil após inflação dos EUA diminuir ritmo de alta — agora, quando os juros irão cair?

15 de maio de 2024 - 11:13

De acordo com as estimativas do CME Group, as chances de o primeiro corte de juros acontecer em setembro são de mais de 50%

SOBE E DESCE

Entenda como ‘efeito GameStop’ fez criptomoeda saltar mesmo com dia de queda nos preços do bitcoin (BTC)

14 de maio de 2024 - 16:33

A volta das “meme stocks” fez ressurgir o mercado das memecoins, as criptomoedas nascidas de piadas na internet

MAIOR ALTA DA SEMANA

Render (RNDR): quem é a criptomoeda que deixou o bitcoin (BTC) no chinelo com alta de mais de 40% na semana?

7 de maio de 2024 - 10:55

Em um relatório do começo deste ano, a Empiricus fez um relatório explicando o porquê de essa criptomoeda se destacar ante às demais

CRYPTO INSIGHTS

O embate mais importante do mundo das criptomoedas: Desafios regulatórios colocam SEC e empresas de cripto em lados opostos do tabuleiro

7 de maio de 2024 - 8:18

Na minha opinião esse nível de excesso regulatório destrói completamente a credibilidade da SEC e influencia diretamente nas eleições

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar