O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-09T15:59:24-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
QUEM DÁ MAIS

Bitcoin (BTC) em análise: dois estudos apontam para diferentes direções para o futuro do preço da maior criptomoeda do mundo. Mas quem estará certo? Especialista comenta

Enquanto uma delas acredita que o bitcoin pode chegar até os US$ 200 mil dólares, a outra prevê que a maior criptomoeda do mundo deve voltar aos US$ 38 mil

9 de fevereiro de 2022
15:59
Luta do bitcoin (BTC) pela alta ou pela baixa do mercado de criptomoedas: quem vencerá?
Uma casa de análise e um banco previram o preço do bitcoin (BTC) e de outras criptomoedas. Confira. Imagem: Shutterstock

A clarividência é um dom ainda incerto de alguns grupos humanos. Será sorte, preparo ou o poder de prever o futuro? O que se sabe é que existe 50% de chance da previsão dar certo e, no caso dessas duas projeções de preço para o bitcoin (BTC), pelo menos uma delas sairá como a grande perdedora da vez. 

Brincadeiras com o futuro à parte, dois estudos sobre o mercado de criptomoedas chamam a atenção nesta quarta-feira (09) pelo contraste direto das previsões.

Enquanto uma delas acredita que o bitcoin pode chegar até os US$ 200 mil, a outra prevê que a maior criptomoeda do mundo deve voltar aos US$ 38 mil. 

Bitcoin: para cima ou para baixo?

Desde as máximas históricas, o BTC já perdeu cerca de 35,70% do valor, sendo negociado na casa dos US$ 44 mil.

Essa alta volatilidade, tradicional do mercado de criptomoedas, deve aumentar a intensidade do “longo inverno”, período de baixa do mercado cripto, segundo o JP Morgan. 

A análise da instituição financeira leva em conta a alta volatilidade do ativo em relação ao seu valor de mercado.

Dessa forma, a previsão de preço para o segundo semestre deste ano foi cortada em cerca de 75%: o JP Morgan agora vê o bitcoin a US$ 38 mil, contra a estimativa anterior de US$ 150 mil. Isso representa uma queda de 12% em relação à cotação atual.

BTC: na contramão

Por outro lado, segundo um relatório da divisão Fsinsight da empresa de research Fundstrat, a previsão é de dobrar a aposta para o final de 2022. 

Enquanto alguns analistas previam uma alta do bitcoin que poderia elevar a maior criptomoeda do mundo ao patamar de US$ 100 mil, a Fsinsight acredita que o BTC pode chegar aos US$ 200 mil — o que representa uma alta de 500% aproximadamente, na cotação atual. 

Já o ethereum (ETH) teria uma alta menor, de “apenas” 400%, o que levaria a segunda maior criptomoeda do mundo ao patamar de US$ 12 mil

Tanto a Fsinsight quanto a Fundstrat estão otimistas com o potencial positivo das criptomoedas. O chefe de pesquisa da Fundstrat Global Advisors ainda insistiu que o bitcoin tem “crescimento exponencial à frente” recentemente.

A nota destaca que a entrada de investidores institucionais contribuiu para o crescimento do mercado no ano passado. Entretanto, ainda existe espaço para mais investimento em ativos digitais.

Por fim, a casa ainda destaca que o Federal Reserve pode acabar com essa festa, mas faz uma ressalva. “Toda classe de ativos pode sofrer uma reviravolta e cair 50% se o Fed acelerar a alta de juros para 4% amanhã ou no próximo mês”, comentou o estrategista sênior da Fsinsight, Sean Farrell. 

“Mas se as coisas permanecerem como estão agora, o lado altista do bitcoin e do ethereum ainda é muito maior do que o lado baixista”.

Uma lupa na criptomoeda

Prever o preço do bitcoin é uma tarefa difícil por uma série de fatores. Em primeiro lugar, porque não existe um “preço justo” para uma criptomoeda, tendo em vista que o valor se forma conforme sua utilização em rede. 

Além disso, o BTC tem pouco mais de 13 anos, e o que chamamos de mercado de ativos digitais é muito mais recente do que isso. Dessa forma, existe um pouco espaço de tempo para analisar um histórico do que aconteceu e menos acontecimentos para ajudar a prever o que pode acontecer.

Somado a isso, é um mercado altamente volátil e qualquer notícia pode fazer uma criptomoeda disparar ou derreter.

“Não existe uma métrica óbvia do bitcoin, mas ele pode crescer exponencialmente. Entre US$ 38 mil e US$ 200 mil, eu compro a tese de US$ 200 mil”, afirma André Franco, especialista em criptomoedas e head de research do Mercado Bitcoin.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

SOBE E DESCE

IRB (IRBR3) lidera pelotão de altas do Ibovespa e Méliuz (CASH3) vai na direção oposta — veja o que foi destaque na bolsa na semana

Lá fora, as negociações da semana foram marcadas pela entrada do S&P 500 no chamado bear market, ou território de queda; por aqui, o principal índice da B3 acumulou ganhou de 1,46%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies