🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Investimento não é aposta! O que fazer para não cair na Falácia do Jogador

Na negociação de ações, quanto mais curto o prazo que olhamos, mais suscetíveis estamos à Falácia do Jogador, quando temos a crença de que determinados eventos estão conectados, mesmo quando não existe relação entre eles

18 de agosto de 2022
8:49 - atualizado às 8:50
Dados sobre notas de dólar representando aposta
Dados sobre notas de dólar - Imagem: Shutterstock

Nesta edição da Palavra do Trader, trago um viés muito comum e difícil de identificar e controlar, a Falácia do Jogador ou Falácia de Monte Carlo. Ele ocorre quando temos a crença de que determinados eventos estão conectados, mesmo quando não existe relação entre eles.

Nesse momento, temos a tendência de determinar a probabilidade de um evento com base na quantidade de vezes que ele ocorreu.

Como seres humanos, queremos atribuir algum significado a tudo e procuramos padrões nas informações que estão a nossa volta. A dificuldade é entender o que é dependente e o que não é.

Não se assuste, por mais inteligentes e educados que sejamos ainda estamos sujeitos a esse viés. Alguns estudos apontam inclusive que pessoas com QI mais altos são mais suscetíveis à falácia do jogador. 

A Falácia do Jogador no teste do Cara ou Coroa

Vamos fazer um exercício para saber se você estaria sujeito a esse viés. Suponha que uma pessoa jogasse uma moeda para cima cinco vezes e todas as vezes o resultado fosse cara. Qual seria sua aposta para o próximo resultado?

Se respondeu coroa, você foi enviesado, lembre-se: a possibilidade de cara e coroa é igual.

O fato de a probabilidade ser 50% para cada e a moeda já ter sido jogada cinco vezes com o mesmo resultado não aumenta as chances de ser coroa. E até chama atenção para um possível vício da moeda; nesse caso a escolha mais inteligente seria escolher cara.

Na negociação das ações, quanto mais curto o prazo que olhamos, mais suscetíveis estamos à Falácia do Jogador ou de Monte Carlo. Vamos lembrar que, quanto menor o tempo que analisamos, mais emocional e menos racional é o mercado.

Quantas vezes alguma ação teve uma valorização grande e você não aproveitou a tendência e “ganhou pouco”, com a sensação de que um ajuste deveria acontecer em breve, mesmo sem qualquer tipo de sinal de esgotamento de movimento?

Ou não desfez uma operação perdedora e “perdeu muito” quando o ativo teve uma série de quedas, pensando que já caíra demais e na espera de uma valorização que não parecia vir?

Para evitar ou pelo menos diminuir o efeito da Falácia do Jogador é essencial entender e lembrar de conceitos básicos de estatística e ter um sistema bem definido de gestão de risco.

O trader precisa estar atento às probabilidades e entender se o resultado daquele evento é independente, sem importar o último resultado.

Quem gerencia bem seu risco evita grandes perdas e tem tranquilidade para estender operações lucrativas.

Lembre-se do que falei no primeiro artigo que escrevi aqui sobre viés de aversão a perda, na bolsa é muito fácil “ganhar pouco e perder muito”, o que queremos é inverter isso e “ganhar muito e perder pouco”, ou seja, estender operações vitoriosas e fechar rapidamente operações perdedoras. 

Investimento não é aposta!

Compartilhe

MAIS 11 ATIVOS PARA A CONTA

Fundo imobiliário BTLG11 fecha acordo de quase R$ 2 bilhões por portfólio de imóveis em SP

16 de abril de 2024 - 11:36

O FII deve adquirir 11 ativos, com cerca de 550 mil metros quadrados prontos e performados

SÉRIE A DA B3

Auren (AURE3) fica de fora da segunda prévia do Ibovespa, que agora conta com a entrada de apenas uma ação

16 de abril de 2024 - 10:32

Se a previsão se confirmar, a carteira do Ibovespa contará com 87 ações de 84 empresas a partir de maio

MERCADOS HOJE

Dólar se aproxima de R$ 5,30 com meta fiscal e juros nos EUA no radar; Ibovespa cai 1% e opera no menor nível em cinco meses

16 de abril de 2024 - 6:33

RESUMO DO DIA: Enquanto as bolsas de Nova York operam em alta à espera do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, o Ibovespa segue mais avesso ao risco com o cenário fiscal no radar. Já o dólar mantém a trajetória de valorização e bateu máxima a R$ 5,27, o maior nível desde […]

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa recua com pressão de bancos e Wall Street no vermelho; dólar sobe a R$ 5,18

15 de abril de 2024 - 6:43

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta segunda-feira (15) no vermelho, pressionado pelo desempenho dos bancos, que recuaram em meio à crescente aversão ao risco no mercado hoje. O principal índice de ações da B3 fechou o pregão em baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos. Já o dólar à vista avançou 1,25%, aos […]

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Prévia do PIB no Brasil e balanços nos EUA são destaque junto com Livro Bege nos próximos dias

15 de abril de 2024 - 6:20

As reuniões do FMI ao longo da semana permanecem no radar, com discussões focadas na estabilidade financeira global e nas estratégias para enfrentar as incertezas econômicas

TOUROS E URSOS

O enigma da Petrobras (PETR4): entre dividendos e “risco Lula”, vale a pena ter ações da estatal?

14 de abril de 2024 - 7:45

Ruído da intervenção do governo impede a Petrobras de negociar no patamar de companhias como Chevron e Exxon, segundo analista

TEMPESTADE PERFEITA

Como a escalada das tensões no Oriente Médio derruba as ações da Azul (AZUL4) e da Gol (GOLL4) na B3

12 de abril de 2024 - 16:10

A crise geopolítica pressiona as cotações do petróleo e do dólar, o que afeta os negócios das companhias aéreas

RISCO GLOBAL

Dólar bate em R$ 5,14  e atinge maior nível em seis meses — e aqui estão três motivos para a disparada da moeda norte-americana hoje 

12 de abril de 2024 - 13:25

O dólar também se valoriza ante as divisas globais; as cotações do petróleo e do ouro renovam máximas históricas

VEJA O QUE DIZ A COMPANHIA

Ações da JHSF (JHSF3) tombam 7% na B3; empresa se pronuncia após embargo do Complexo Boa Vista

12 de abril de 2024 - 12:12

A companhia afirmou, em comunicado enviado à CVM mais cedo, que seus advogados avaliam o “sentido e alcance” da liminar expedida na última quinta-feira

DESTAQUES DA BOLSA

Plano & Plano (PLPL3) despenca mais de 7% e registra maior queda da bolsa após prévia operacional; veja os números que desagradaram o mercado

12 de abril de 2024 - 11:33

O forte recuo é uma reação a números considerados neutros por parte dos analistas das principais casas brasileiras

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies