O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-23T18:02:39-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP.
Aposentadoria Precoce

O que a decisão da tenista número 1 do mundo de abandonar as quadras aos 25 anos nos ensina sobre carreira?

A australiana Ashleigh Barty anunciou a aposentadoria por “falta de motivação”, aos 25 anos, nas redes sociais

23 de março de 2022
17:43 - atualizado às 18:02
Ashleigh Barty jogando durante partida de tênis
A tenista Ashleigh Barty em quadra - Imagem: Reprodução/Instagram

A tenista número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty, pegou o mundo do esporte de surpresa ao anunciar nesta terça-feira (22) a sua aposentadoria das quadras com apenas 25 anos. 

“Estou tão grata por tudo o que esse esporte me deu e saio orgulhosa e realizada. Obrigada a todos os que me apoiaram durante o caminho, serei sempre grata pelas memórias ao longo da vida que criamos juntos”, disse em vídeo publicado nas redes sociais. 

A decisão de sair do esporte, porém, não foi prematura. Barty afirmou que “estava pensando na decisão há muito tempo”. Contudo, a virada de chave aconteceu na conquista do título do Grand Slam em Wimbledon, no ano passado. 

“Houve essa mudança de perspectiva em mim, nesta segunda fase da minha carreira, de que minha felicidade não dependia dos resultados e o sucesso, para mim, é saber que dei absolutamente tudo o que posso”, declarou a tenista.

Assista abaixo ao vídeo da tenista australiana:

Ao longo da carreira, Barty ganhou 15 títulos — sendo três de Grand Slam — e 12 títulos de duplas no WTA Tour, e foi a primeira australiana a ganhar o título do Aberto da Austrália desde 1978. 

Quando é tempo de mudar, como a Ashleigh Barty?

Pode parecer precoce a aposentadoria da tenista número 1, mas a decisão de Ashleigh Barty não é inédita. Também nesta semana, o músico Daddy Yankee, conhecido pelo hit “Despacito”, anunciou que pretende deixar a música.

Mas, afinal, o que a decisão de abandonar uma profissão na qual se é bem sucedido  pode nos ensinar a respeito da nossa própria carreira?

Ao longo da trajetória profissional, entender que é possível mudar pode ser uma saída quando não se encontra mais motivação na profissão – e essa foi uma das justificativas de Ashleigh. “Como pessoa, é isso que eu quero. Quero correr atrás de outros sonhos que sempre quis realizar.”

Outro sinal de que é tempo de mudar é quando o profissional se encontra “preso” na carreira, segundo a treinadora Emma Harrison. “É cada vez mais comum mudar de carreira e, embora isso possa parecer assustador e esmagador, também pode ser revigorante, libertador e levar a uma melhor satisfação no trabalho”, disse em entrevista à CNBC. 

Harrison também destacou que existe “um número crescente de pessoas” antes dos trinta anos de idade que estão repensando seus desejos, objetivos e prioridades. 

Logo, reavaliar o caminho não deve ser um problema, pelo contrário. 

Leia também

Mude conforme suas habilidades e hobbies

Ainda a exemplo da aposentadoria da tenista número 1, Ashleigh Barty, saber quais são as expectativas para o futuro e assimilá-las às habilidades e hobbies pode ser a chave de mudança para a carreira.

“Reservar um tempo para aprender novas competências, além de conversar com outras pessoas sobre suas experiências profissionais” são atitudes importantes para a tomada de decisão, afirmou a treinadora Harrison. 

Sendo assim, definir os planos para o futuro, se dedicar a novos projetos, experimentar coisas novas e, até mesmo, a busca por novos desafios são alguns pontos a serem colocados na mesa. Contudo, devem estar alinhados às habilidades, pelo menos, no início da transição da carreira. 

Por fim, o primeiro passo para saber qual é o tempo de mudar, principalmente na jornada profissional, é entender que existem possibilidades de recomeçar e seguir novos caminhos. 

Confira, abaixo, o vídeo do nosso colunista Thiago Veras sobre transição de carreira:

*Com informações de CNN e CNBC

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

AUTOMÓVEIS

Elon Musk em apuros? Tesla perde apelo entre consumidores de carros de luxo

Tesla cai do 3º para o 5º lugar na preferência dos compradores de carros de luxo nos EUA no primeiro trimestre, mas ainda domina entre modelos elétricos

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa futuro abre próximo da estabilidade e tenta ignorar exterior; dólar vai a R$ 5,07

RESUMO DO DIA: A desaceleração da economia chinesa pesou no sentimento das bolsas nesta segunda-feira (16). Os dados mais fracos dão os primeiros sinais de recessão, o que deve afetar o desempenho das atividades nos demais países. Por aqui, a Petrobras (PETR4) é o foco do dia, com debates envolvendo o preço dos combustíveis e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Wiz (WIZB3) e lucro de 5% no bolso com Bradesco (BBDC4)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Wiz (WIZS3), com entrada em R$ 8,44; veja a análise

O melhor do Seu Dinheiro

O Nubank estará Nu mais uma vez? Confira a história do dia e outras sete notícias que mexem com os seus investimentos

O Nubank virou rei na competição com os bancões, mas a nudez dos balanços amargou o gosto dos investidores pela fintech; veja o que esperar do resultado do primeiro trimestre

Segredos da Bolsa

Esquenta dos mercados: Desaceleração da China gera mal estar e bolsas amanhecem pressionadas; Ibovespa acompanha tensão na Petrobras (PETR4)

No panorama doméstico, os balanços de Magazine Luiza, Nubank e outros movimentam o dia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies