Menu
Ricardo Mioto
Ricardo Mioto
CONTEÚDO PATROCINADO POR Empiricus

A Bolsa virou um campo minado – é melhor olhar onde você pisa

Ainda dá para ganhar dinheiro na bolsa, mas não sendo Rambo, comprando tudo que aparecer, acreditando que tudo vai subir ou que o mercado está barato

10 de fevereiro de 2020
8:07 - atualizado às 9:39
Campo minado
Imagem: Shutterstock

Até alguns anos atrás, parecia que tudo estava muito barato na Bolsa. Não é o mais o caso.

Veja o caso da Locaweb, que resolveu fazer um IPO – ou seja, abrir o capital e passar a ter ações negociadas na Bolsa – como tantos outros que estão saindo recentemente.

Qual é o case? Uma empresa que oferece de hospedagem de sites a plataformas de e-commerce. Se o cliente é pequeno, ela concorre em preço com HostGator, GoDaddy, Wix e uma série de outras empresas. Se o cliente é grande, ela concorre com os serviços prestados por Google, Amazon, Microsoft.

Se Warren Buffett diz que bons negócios para investir são aqueles que se parecem com um monopólio, certamente este não é o caso.

A Empiricus recomendou que os seus assinantes não participassem do IPO da Locaweb, alegando que estava muito caro.

De fato: a Locaweb acabou saindo a mais de 30 vezes o seu lucro. Como apontou o colega jornalista João Sandrini, o Google negocia nos Estados Unidos a umas 23 vezes o seu lucro. Você prefere ser dono da Locaweb ou do Google, que ao menos em parte dos serviços são concorrentes?

Vale lembrar que o Google continua crescendo mais de 20% ao ano, muito mais do que Locaweb. Façamos, só por exercício, a comparação da evolução faturamento, tomando 2016 como base (ou seja, igualando os faturamentos em 100 para facilitar). Faz sentido um múltiplo maior por Locaweb?

O problema não é da Locaweb. Há muitos outros exemplos. O IPO da Mitre, uma incorporadora, também não foi recomendado pela Empiricus. A casa de análise falou que se tratava “de uma empresa pequena pedindo preço de gente grande”. O risco, diz a Empiricus, é pagar o preço de Neymar e acabar com um Jean Chera.

Vários gestores muito renomados começam a falar com um tom bem mais cauteloso.

O Luis Stuhlberger, da Verde, ainda está bastante alocado em Bolsa, mas diz que há risco de preços excessivos, especialmente em alguns setores.

A gestora Atmos, em carta aos cotistas em janeiro, falou sobre como “a atual abundância de capital resulta em na atribuição de múltiplos estratosféricos” a empresas maduras, especialmente se elas apresentam algum crescimento.

Basicamente, estão dizendo que os preços podem estar altos demais por coisas que não valem tanto. A gestora cita os bancos tradicionais e questiona o risco de comprar suas ações a esta altura.

Felipe Miranda, o estrategista-chefe da Empiricus, também escreveu sobre o “aparente valuation esticado de algumas ações”. Ele também cita a abundância de dinheiro no mundo, puxado pelas taxas de juro zeradas ou até negativas.

“A minha grande preocupação nessa história toda é com uma dissonância entre expectativa dos investidores que estão chegando agora à Bolsa (ou mesmo de alguns que lá já estavam) frente à realidade concreta”, afirma. “Quando você paga caro, o espaço para alta é necessariamente menor.”

Em resumo, ainda dá para ganhar dinheiro na Bolsa?

Dá. Bastante.

Dá para ganhar dinheiro sendo Rambo, comprando tudo que aparecer, acreditando que tudo vai subir ou que o mercado está barato como um todo?

Não, não dá.

Aos níveis atuais, a Bolsa vai exigir muita diligência do investidor: estudar as empresas, entender em detalhes o seu balanço, analisar criticamente o futuro do seu modelo de negócios. Vai ser na base do garimpo.

E como garimpar? Em primeiro lugar, não ponha todo o seu patrimônio nas companhias óbvias, maduras, que todo mundo já conhece de trás pra frente.

Uma solução é investir parte do seu dinheiro nas empresas menores, não óbvias e fora do radar, as chamadas Microcaps.

A prova disso é a carteira da Empiricus chamada Microcap Alert. Desde 2014 escolhendo as melhores ações não óbvias da Bolsa, ela já rendeu 692,4%.

A lista de ações é elaborada pelo Max Bohm, um dos economistas mais brilhantes que eu já conheci. Ele estuda as empresas em detalhe para entregar tudo mastigadinho para quem o segue.

Como eu disse outro dia, olheiro bom não é o que fala que o Messi joga bem. Isso todo mundo sabe. Eu quero é o garoto de 15 anos que vai brilhar daqui a pouco. No mundo das ações, não tem ninguém melhor que o Max fazendo isso, como mostram os números acima.

Por meio da série Microcap Alert, que ele produz, seus assinantes têm acesso à Lista de Ações de Maior Potencial da Empiricus.

E muitas outras coisas: publicações, plantões de dúvidas, encontros com os CEOs das empresas da lista, uma carteira para cada tamanho de bolso, podcast semanal e muito mais.

Perguntei ao Max como os leitores do Seu Dinheiro podem ter acesso a esse material. Ele me voltou com uma sugestão extremamente generosa.

Ele vai permitir o acesso por um link especial para você sem compromisso financeiro algum.

A Empiricus dará 20 dias para você entrar, ver se gosta e decidir se quer continuar. Se não quiser, seu dinheiro será devolvido imediatamente. Você nem precisa apresentar um motivo para cancelar.

Ele vai ainda um outro presente: o curso Microcap Hunter, vendido isoladamente por R$ 2 mil, para quem quiser se aprofundar mais ainda no assunto.

Mas o mais incrível é isso: no site da Empiricus, um ano de assinatura do Microcap Alert é vendido em 12 parcelas de R$ 270.

Exclusivamente por meio do link abaixo, a Empiricus cobrará 12 parcelas de R$ 150.

QUERO ACESSAR AS MICROCAPS PARA 2020 -
20 DIAS SEM COMPROMISSO

Nesta condição especial, você tem de cara uma economia de R$ 1.440 sobre o preço de loja.

Você será redirecionado para uma página segura onde revisará os termos desta oferta e poderá ingressar na série imediatamente.

Você vai receber no mesmo instante o link com a Carteira do Microcap Alert e todos os outros bônus e presentes que a Empiricus está dando hoje.

Essa promoção pode ser encerrada a qualquer momento, então aproveite esses 20 dias gratuitos.

QUERO ACESSAR AS MICROCAPS PARA 2020 -
20 DIAS SEM COMPROMISSO

Conteúdo patrocinado

Não existe truque de mágica até o primeiro milhão… Mas existe um caminho mais curto

Com disciplina e seguindo uma estratégia pensada para caber no seu bolso é sim possível chegar ao primeiro milhão em menos de uma década

conteúdo patrocinado

As ações que podem estar a um passo de ‘disparar’ na bolsa brasileira

Não estamos falando em lucros de 10%, 20% ou 30% e sim de empresas com potencial de valorização superior a 1000% com gatilhos para início de alta em até 6 meses.

Conteúdo patrocinado

Quem viu isso há três anos triplicou o seu patrimônio… agora é a sua vez de tentar

Caso você não ganhe dinheiro com o método que vamos apresentar, a Empiricus irá devolver o dinheiro da sua inscrição acrescido de 10%.

Conteúdo patrocinado

Imóveis X Fundos Imobiliários: qual a forma mais inteligente de investir o seu dinheiro?

Ao contrário de um imóvel físico, você não precisa de algumas dezenas de milhares de reais e uma dívida de anos com o banco como investimento inicial. Com R$ 1.200 reais em mãos você tem a chance de entrar nesse mercado lucrando alto

CONTEÚDO PATROCINADO

Como comprar um carro top pelo preço de um popular

Você pode comprar o carro dos seus sonhos por um preço justo. Mas também pode ganhar dinheiro. Estou falando de retornos de 30%, 40% ou 50%.

Conteúdo Patrocinado

A pior geração para ficar rico na Bolsa?

Hoje, as empresas morrem mais rápido do que há 50 anos; será que a estratégia de comprar ações e segurá-las por décadas ainda é um bom caminho?

Conteúdo patrocinado

Milionário em menos de uma década? Tudo é possível com uma estratégia vencedora

Se você acompanha o noticiário econômico já deve saber que a taxa básica de juro brasileira está na mínima histórica. Aplicações que antes garantiam um bom rendimento agora têm um retorno baixa. É hora de buscar outras alternativas para ganhar

Conteúdo patrocinado

O trader mais respeitado da Faria Lima dá um recado: a volatilidade dos mercados pode ser sua aliada

O que você acha de trocar os seus rendimentos pouco satisfatórios por um Sistema que busca dentificar os melhores trades do mercado?

Fechar
Menu