Menu
2020-10-28T15:45:27-03:00
Estadão Conteúdo
Retomada

Faturamento do setor de máquinas cresce 9,8% em setembro, diz Abimaq

O faturamento líquido total engloba as receitas obtidas com as vendas no mercado interno e no exterior já descontadas as despesas correntes do setor.

28 de outubro de 2020
15:45
indústria
Imagem: Shutterstock

O faturamento líquido total do setor de máquinas e equipamentos cresceu 9,8% em setembro comparativamente a agosto, segundo informou nesta quarta-feira, 28, a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). O faturamento líquido total engloba as receitas obtidas com as vendas no mercado interno e no exterior já descontadas as despesas correntes do setor.

Leia também:

No confronto de setembro com idêntico mês no ano passado, o faturamento líquido total do setor avançou 13,3%. No acumulado do ano, período que compreende os meses de janeiro a setembro, o faturamento líquido do setor de máquinas e equipamentos recuou 1,3%.

O faturamento líquido interno do setor, que são as receitas obtidas no mercado interno descontado as despesas correntes do setor de máquinas e equipamentos, cresceu 8,4% em setembro ante agosto. Na comparação com setembro do ano passado, o faturamento líquido interno do setor cresceu 22,2%. No acumulado do ano até setembro houve de 3,5%.

O consumo aparente de máquinas e equipamentos também cresceu em setembro à razão de 5,1% na comparação com agosto. O consumo aparente de um bem é o total da sua produção adicionada das importações e subtraída das exportações.

Na comparação de setembro deste ano com o mesmo mês do ano passado, o consumo aparente de máquinas e equipamentos cresceu 13,8% e no acumulado do ano até setembro cresceu 7,4%.

Saldo comercial para as máquinas

O saldo comercial da indústria de máquinas e equipamentos brasileira encerrou o mês de setembro registrando um déficit 11,7% maior que em agosto, segundo apurou a Abimaq. No mês passado, o déficit comercial do setor - exportações menos importações - somou US$ 662,65 milhões.

Na comparação com setembro do ano passado, o déficit comercial do setor de máquinas e equipamentos cresceu 0,5% e no acumulado do ano, 23,2%. Em valores, o saldo comercial do setor é negativo em US$ 6,051 bilhões.

O déficit comercial da indústria de máquinas e equipamentos em setembro decorre de um total de US$ 1,110 bilhão em importações e exportações de US$ 648,11 milhões. Sobre agosto, as exportações de setembro cresceram 17,3%. Recuaram 23,7% em relação com setembro do ano passado e caíram 27,7% no acumulado do ano até setembro.

Já as importações cresceram 3,2% na comparação com agosto, recuaram 15,2% no confronto de setembro com o mesmo mês passado e caiu 7,4% no acumulado do ano até setembro.

Emprego

O quadro de empregados na indústria de máquinas e equipamentos ao final de setembro registrava 314,809 trabalhadores. Esse número é 2% superior ao registrado em agosto e 2,3% acima do quadro de funcionários empregados pelo setor no mesmo mês do ano passado.

No acumulado do ano, o nível de empregados na indústria de máquinas e equipamentos acumula ligeiro crescimento de 0,5%, indicando que todos os empregos destruídos pelo momento mais agudo da pandemia já foi recuperado.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Proventos

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 416 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP)

Terão direito ao provento os investidores com posição acionária na empresa no dia 11 de março

o melhor do seu dinheiro

Brandão balança mais não cai?

Chegamos ao fim de mais uma semana tensa nos mercados, que começou com a derrocada das ações da Petrobras, em razão da interferência do governo na presidência da estatal, e termina com pressões na bolsa e no dólar motivadas pelas preocupações dos investidores com a inflação nos Estados Unidos e alta nas taxas dos títulos […]

URGENTE

Hapvida e NotreDame chegam a um acordo sobre fusão, afirma site

A maior combinação entre duas empresas brasileiras criará uma gigante do setor de saúde, com um valor de R$ 110 bilhões.

fechamento da semana

Tensão em Brasília leva Ibovespa de volta aos 110 mil pontos e afunda estatais; dólar vai a R$ 5,60

Em semana marcada pela tensão entre governo e mercado, o Ibovespa recuou 7,09%, de volta aos 110 mil pontos. O dólar disparou acima dos R$ 5,60

Abandonando o barco?

Ações do Banco do Brasil recuam quase 5% com possibilidade de saída de André Brandão

Brandão tem mostrado insatisfação com o cargo e quer deixar o comando da estatal, segundo jornal; BB nega que presidente tenha renunciado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies