Menu
2020-06-03T17:41:43-03:00
Estadão Conteúdo
tombo histórico

Abinee reporta queda de 30,3% na produção do setor eletroeletrônico em abril

Essa foi a maior queda verificada na série histórica iniciada no início de 2002, segundo o presidente da entidade, Humberto Barbato

3 de junho de 2020
17:41
serviços celular
Imagem: Shutterstock

No mesmo dia em que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou uma queda de 18,8% da produção da indústria da transformação em abril comparativamente a março, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) reporta uma queda de 30,3% na sua produção de produtos e equipamentos elétricos e eletrônicos.

Essa foi a maior queda verificada na série histórica iniciada no início de 2002, segundo o presidente da entidade, Humberto Barbato.

Esse resultado, segundo ele, reflete os efeitos do isolamento social decorrente da pandemia da Covid-19, que chegou no Brasil em março deste ano. Essa foi a terceira queda consecutiva na produção do setor.

A Abinee lembra que em fevereiro a produção de bens eletrônicos estava sendo prejudicada pelos problemas no recebimento de materiais, componentes e insumos da China.

As medidas de isolamento social devido à chegada do coronavírus no Brasil impactaram a produção industrial a partir da última semana do mês de março, afetando o mês inteiro de abril. Com isso, a produção do setor recuou 43,7% em abril de 2020 comparado ao igual mês do ano passado, com fortes quedas na área elétrica, de 43,6%, e na eletrônica, com recuo de 43,8%.

"É importante ressaltar que caiu a produção de todos os segmentos do setor, tanto da indústria elétrica quanto da eletrônica", ressalta Barbato.

Na área elétrica, destacou-se a retração de 70,4% na produção de eletrodomésticos. Foram observadas também quedas na produção de lâmpadas, 48,1%; de pilhas e baterias, 42,1%; geradores, transformadores e motores elétricos,30,3%; equipamentos para distribuição e controle de energia elétrica,20,5% e de outros equipamentos elétricos não especificados anteriormente, de 17,1% - onde estão classificados os aparelhos elétricos de alarme para proteção contra roubo ou incêndio e eletrodos, escovas e outros artigos de carvão ou grafita para usos elétricos.

Na área eletrônica, destacou-se a redução de 49,4% na produção de aparelhos de áudio e vídeo, seguida por equipamentos de comunicação, com queda de 45,6% e bens de informática, com recuo de 40,3%. Caiu também a produção de instrumentos de medida, em 30,6%, e de componentes eletrônicos, 28,8%.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

dragão debilitado

China cresce 2,3% em 2020, mas pode desacelerar no começo de 2021

Crescimento da economia no 4º trimestre superou expectativas, mas dados de dezembro foram mistos, diz Commerzbank

NÚMEROS DA PANDEMIA

Brasil registra 209,9 mil mortes e 8,48 milhões de casos de covid-19

Nas últimas 24 horas, foram notificados 551 óbitos e 33.040 novos diagnósticos de covid-19, segundo dados do Ministério da Saúde

entrevista exclusiva

Para Figueiredo, da Mauá e ex-BC, as ações no Brasil estão baratas

Sócio fundador da Mauá Capital diz que economia deve se recuperar e a Bolsa terá bom desempenho em 2021, desde que não haja descuido do lado fiscal

SD PREMIUM

Segredos da Bolsa: Semana promete ser agitada com Copom, IBC-Br, Biden e mais…

A semana promete ser agitada, com importantes indicadores no radar e a “mudança de guarda” nos Estados Unidos

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies