Menu
2020-03-08T21:38:37-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
IPO

Boa Vista SCPC entra com pedido para IPO na CVM

A companhia também disse que os recursos captados serão destinados a novas iniciativas (6%) e aquisições (94%)

4 de março de 2020
21:08 - atualizado às 21:38
boa vista
Imagem: YouTube

Mais uma empresa entrou com pedido de registro na CVM para abrir capital na bolsa. Agora é a vez da birô de crédito Boa Vista SCPC, que fará uma oferta primária e secundária de ações ordinárias e que pretende entrar no Novo Mercado. As informações foram disponibilizadas agora à noite (4) no site da CVM.

No documento, a empresa informa que, na oferta de distribuição secundária (em que o valor captado vai diretamente para o bolso do acionista vendedor), os acionistas vendedores serão a TMG e o Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDL Rio). Mas a empresa não informou mais detalhes sobre preço da ação e volume.

A companhia também disse que os recursos captados serão destinados a novas iniciativas (6%) e aquisições (94%). No caso das novas iniciativas, a SCPC disse que isso vai envolver "a criação de uma fábrica de algoritmos, que visa ampliar a velocidade de criação de novos algoritmos avançados, para atender as demandas de atuais e futuros clientes em variados segmentos de atuação, expandindo a utilização de algoritmos avançados para diversas aplicações além do crédito".

Já no caso das aquisições, a companhia destacou que elas terão como foco "desenvolver e fortalecer sua presença no mercado direto ao consumidor (B2C); acelerar as capacidades analíticas da Companhia; capturar a demanda por ferramentas de gerenciamento de riscos anti-fraude; acelerar o crescimento no segmento de Marketing Services; e ampliar sua presença no mercado de recuperação de recebíveis".

O capital social da companhia hoje é de R$ 202.129.458,10. Entre os riscos de investimentos colocados em seu prospecto preliminar estão possíveis incidentes de segurança cibernética que podem resultar em perdas para os negócios, além de falhas no sistema de processamento ou em processos críticos da companhia.

O banco coordenador líder é o JPMorgan. Citi e Morgan Stanley também participam da oferta.

Números da companhia

No prospecto preliminar, a empresa informou que reportou lucro líquido de R$ 74,432 milhões em 2019, uma alta de 58,1% em relação ao registrado um ano antes.

A receita líquida, por sua vez, foi de R$ 661,863 milhões em 2019, o que representa uma expansão de 10,2%. Já o Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 285,193 em 2019, ou seja, houve um crescimento de 22,2% ante o ano anterior.

Com relação ao endividamento da companhia, a SCPC divulgou que a relação entre a dívida líquida e o Ebitda ficou em 0,82 vez em 2019, ante 0,62 vez em 2018.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

O melhor do Seu Dinheiro

A vida da renda fixa após a alta da Selic, o Telegram do Seu Dinheiro e outros destaques

A tribo dos investidores mais conservadores foi dormir um pouco mais contente ontem, após a decisão do Banco Central sobre a Selic. Como esperado, a taxa básica de juros subiu mais 0,75 ponto percentual, para 3,5% ao ano. No comunicado, o Comitê de Política Monetária (Copom) voltou a encarnar o “falcão” — mais duro no […]

Abertura

Bolsa abre sem direção definida, sem apoio do exterior e com cenário interno dividido

Confira os principais eventos e indicadores para o dia de hoje

análise dos balanços

Juntos, Santander, Itaú e Bradesco têm salto no lucro, mas saúde financeira não tranquiliza mercado

Um contraste fica visível na comparação entre Santander e Itaú, principalmente: o comportamento da margem financeira das operações com clientes

Desmatamento em foco

Varejistas europeus ameaçam boicote a produtos do Brasil por risco à Amazônia

O movimento foi visto como “precipitação” por empresários brasileiros que acompanham dois projetos de lei que tramitam no Congresso sobre o tema

CÉU DE BRIGADEIRO

No pós-Copom, Ibovespa tem tudo para amanhecer com céu azul e sol brilhante

Com o Banco Central fora da cena principal, bolsa brasileira tem tudo para acompanhar o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies