Menu
2019-05-04T13:50:45-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
lenda viva

As previsões do bilionário Warren Buffett: criptomoedas, ‘terra-planistas’ e a própria morte

Site reúne uma série de “previsões” que o investidor americano fez nas últimas décadas; ele acertou a maior parte

22 de abril de 2019
14:36 - atualizado às 13:50
Warren_Buffett
Imagem: Wikimedia commons

O lendário investidor e filantropo norte-americano Warren Buffett sabe como poucos fazer previsões. É o que defende o site Business Insider, que reuniu uma série de declarações e escritos do bilionário sobre assuntos que ainda não tinham um futuro certo.

Entre as previsões furadas de Buffett estão o fim das criptomoedas e até mesmo a sua própria morte (ufa!). Mas bem que ele acertou que a varejista Sears iria à falência. Veja algumas previsões de Buffett:

O fim das criptomoedas

Criptomoedas é um exemplo. Buffett disse, em entrevista à CNBC em janeiro de 2018, que as moedas não prosperariam, embora não soubesse dizer quando nem como elas teriam um destino não muito animador.

À época da sua declaração, o bitcoin era comercializado acima de US$14.000. Já no final daquele ano, a valor da criptomoeda estava em US$4.000 — agora está a $5.200.

A Terra é plana?

Se 2018 parece muito recente para uma previsão, saiba que em 1984 — ainda distante de uma internet popularizada como conhecemos hoje — Buffet disse que prosperaria o discurso de "terra-planistas" — pessoas que acreditam que o planeta Terra é plano.

O bilionário afirmou, em um discurso na Columbia Business School, que no futuro teríamos um avanço tecnológico estrondoso a ponto de termos naves ao redor do globo, ao mesmo tempo em que a Flat Earth Society (Sociedade da Terra Plana) floresceria.

Um segundo cometa Halley

Na mesma década, em 1985, Buffet disse a acionistas da Berkshire Hathaway — holding dirigida por ele — que a passagem do cometa Halley era como a porcentagem de ganho que ele havia acabado de presenciar na própria empresa: não seria vista novamente em vida por ele.

À época, o patrimônio líquido da companhia havia crescido 48,2%.

Mas Buffett estava errado quanto a esse futuro. Em 1998, o patrimônio líquido da Berkshire Hathaway cresceu 48,3%, após a empresa emitir ações para aquisição.

Buffet também fez previsões para a rede de varejo americana Sears. Ele falou para alunos da Universidade do Kansas em 2005 que o presidente da empresa Eddie Lampert lutaria para revitalizar a cadeia de lojas e alertou que rivais como Walmart e Costco poderiam prejudicar a Sears — que foi adquirida pela Kmart.

O que de fato aconteceu: a Sears entrou em recuperação judicial em outubro. Mas recentemente o presidente da empresa conseguiu comprar a varejista de 126 anos e retirá-la da beira da falência.

Ainda a Berkshire Hathaway

Também nos anos 1980, Buffett disse aos acionistas da Berkshire Hathaway que eles esperavam manter suas três principais holdings: Capital Cities / ABC, Inc., Geico Corporation e The Washington Post.

"Mesmo que esses títulos pareçam superfaturados, não anteciparíamos sua venda, assim como não venderíamos o See's ou o Buffalo Evening News, caso alguém nos oferecesse um preço acima do que acreditamos que essas empresas valham", disse.

O que de fato aconteceu: Mas Buffett não resistiu e a Berkshire Hathaway vendeu sua participação na Capital Cities / ABC para a Walt Disney Company em 1996. Ele também se desfez da participação de 28% da empresa no The Post para a Graham Holdings, em um negócio avaliado em mais de US $ 1,1 bilhão em 2014.

A família Graham vendeu o The Post para o CEO da Amazon, Jeff Bezos, em um acordo de US $ 250 milhões em 2013.

Freddie Mac para sempre... #sóquenão

Buffett comprou uma participação na companhia hipotecária Freddie Mac em 1988 e disse em sua carta anual aos investidores da Berkshire Hathaway que ele esperava segurar suas ações no longo prazo e até mesmo "para sempre".

O que aconteceu: ele vendeu praticamente todas as suas ações na companhia em 2000 e se livrou de ficar com o mico na mão. A empresa foi um dos pivôs da crise do subprime nos EUA no fim dos anos 2000.

O dia da sua morte

Em 2006, Buffet escreveu que sua expectativa era viver mais 12 anos. Uma previsão que errou. Ele ainda está vivo e, até onde se sabe, bem de saúde.

*Com informações da Business Insider

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Balanço do mês

Bitcoin e dólar são os melhores investimentos de outubro; ativos de risco ficaram para trás de novo

Por pouco o Ibovespa não ficou entre os melhores investimentos do mês, mas segunda onda de coronavírus na Europa derrubou as bolsas; risco fiscal, eleições americanas e indefinição quanto a estímulos fiscais nos EUA também pesaram

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Disparou

Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB

Endividamento cresceu 20,2 pontos por causa de pandemia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies