Menu
2019-09-30T18:37:59-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Alívio crucial para o caixa

Oi pode arrecadar até R$ 7 bilhões com venda de ativos, mas plano precisa avançar diz BTG

Para manter as suas operações, a companhia precisa levantar dinheiro e espera garantir até R$ 7 bilhões com a venda de ativos como torres de transmissão e a participação na empresa angolana Unitel

30 de setembro de 2019
13:30 - atualizado às 18:37
Imagem do prédio da operadora Oi
Imagem do prédio da operadora Oi, no bairro de Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. - Imagem: Estadão Conteúdo/Paulo Vitor

aprovação do novo marco das teles no Senado e a indicação de Rodrigo Abreu, ex-presidente da Tim, para o cargo de diretor operacional deram algum fôlego recente ao plano de recuperação judicial da Oi. Mas para os analistas do BTG Pactual, a conclusão do processo de venda de ativos, que pode render de R$ 6 a R$ 7 bilhões, é crucial para o sucesso do plano da operadora de telefonia e para a atração de novos investidores para o grupo.

  • Veja agora: Pela primeira vez em 42 anos, um dos maiores grafistas do Brasil vai revelar seus segredos para ganhar no mercado de criptomoedas. Leia mais aqui.

A Oi, afinal, precisa levantar dinheiro para manter as suas operações — e seu plano estratégico, anunciado em julho, reitera o papel fundamental da venda de ativos para que esse projeto tenha êxito.

O plano da Oi

"A lista [para venda] é longa e poderia captar cerca de R$ 6 a R$ 7 bilhões, o suficiente para reduzir o buraco no seu financiamento no exercício de 2020-21, mas até agora, a Oi não concluiu a venda de nenhum desses ativos", diz o documento.

No topo da lista está a venda da participação na angolana Unitel. Em conversa recente com os investidores, a empresa se mostrou confiante de que a transação será realizada até o quarto trimestre deste ano. Segundo o BTG, a operação é estimada em cerca de R$ 4 bilhões.

Além disso, a empresa também espera vender algumas torres de transmissão (que trariam de R$ 300 a 400 milhões para o caixa) antes do fim de 2019. Também estão na lista a venda de redes de fibra ótica em São Paulo (estimados de R$ 1 a R$ 1,5 bilhão) e data centers (avaliados de R$ 400 a R$ 500 milhões).  A Oi também estuda a venda de outros imóveis.

Atualmente, o BTG possui recomendação de compra para as ações ON da Oi (OIBR3), com preço-alvo de 12 meses de R$ 3,50 para os ativos. Nesta segunda-feira (30), os papéis recuaram 2,06%, a R$ 0,95 — assim, a meta estabelecida pelo banco implica num potencial de valorização de mais de 250% em relação à cotação atual.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

BANCÕES EM ALTA

Lucro do Banco do Brasil sobe 44,7% no 1º trimestre e atinge R$ 4,9 bilhões

O Banco do Brasil (BB) registrou lucro líquido ajustado de R$ 4,9 bilhões no primeiro trimestre deste ano, 44,7% maior que os R$ 3,4 bilhões reportados em igual período de 2020 e 32,9% superior ao resultado obtido nos últimos três meses do ano passado. “O lucro recorde para um trimestre é resultado de uma estratégia […]

Vol é vida?

Lucro líquido da B3 cresce 22,5% e atinge R$ 1,25 bi no 1º trimestre

O lucro líquido recorrente atingiu R$ 1,4 bilhão, alta de 15,5% frente ao mesmo período do ano passado e de 15,2% na comparação com o trimestre anterior

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Carnaval fora de época da Ambev e mais…

O varejo tem várias datas importantes: dia das mães, dia dos pais, dia das crianças, dia dos namorados, Black Friday, Natal… Há uma data comemorativa em quase todos os meses, e todas são aguardadas com ansiedade pelo setor — afinal, qualquer impulso nas vendas é bem vindo. Pois para a Ambev, a coisa funciona um […]

FECHAMENTO DO DIA

Balanços e commodities metálicas ditam o ritmo e Ibovespa fecha em alta; dólar volta à casa dos R$ 5,20

Com a agenda de indicadores fracas e um Copom sem grandes surpresas, os investidores se debruçaram nos números do trimestre e no novo recorde do minério de ferro.

Queda no apetite

Fed sinaliza risco de tombo nos preços de ativos em relatório de estabilidade

O banco central dos EUA demonstrou preocupação com um possível declínio no apetito ao risco dos investidores norte-americanos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies