Menu
2019-03-27T15:10:42-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Bolsa

Itaú e BTG venderão ações da Eneva em oferta que pode movimentar R$ 1,1 bilhão

O BTG é hoje o maior acionista individual da empresa de energia, com 26,79% do capital. O Itaú possui 5,88% das ações da Eneva, que reagem em queda na bolsa ao anúncio da oferta

27 de março de 2019
15:09 - atualizado às 15:10
Complexo Parnaíba, parque de geração de energia da Eneva
Complexo Parnaíba, parque de geração de energia da Eneva - Imagem: Divulgação

Os acionistas da empresa de geração de energia Eneva (ENEV3), incluindo o Itaú Unibanco e o BTG Pactual, vão vender parte de suas ações em uma oferta na bolsa. Com base nas cotações de ontem, a operação pode movimentar até R$ 1,1 bilhão.

Como costuma acontecer, as ações da Eneva reagiram em queda à notícia recuavam 2,85% por volta das 14h40, para R$ 18,07. Mas não se trata de um desempenho tão ruim assim se levarmos em conta que o Ibovespa hoje opera em baixa expressiva de 2% em meio à desarticulação política em Brasília.

Para quem não se lembra, a Eneva é a antiga MPX, criada pelo empresário Eike Batista. Depois do colapso das empresas do grupo do ex-bilionário, a Cambuhy, empresa de investimentos que tem entre os sócios Pedro Moreira Salles, copresidente de conselho do Itaú, entrou no capital e assumiu a gestão da companhia.

Como parte do processo de reestruturação, os bancos converteram a dívida que tinham com a Eneva em ações. O BTG é hoje o maior acionista individual da empresa, com 26,79% do capital. O Itaú possui 5,88% das ações.

Além dos dois bancos, a alemã Uniper, o Banco Pine e a Dommo (a antiga OGX Petróleo) venderão ações na oferta. A Cambuhy manterá sua posição na companhia, que atua de forma integrada na exploração de gás natural usado na geração de energia.

Compro ou não compro?

A oferta de ações será realizada com esforços restritos de colocação, que dispensa o registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Mas é destinada apenas a investidores profissionais, que possuem pelo menos R$ 10 milhões para aplicar.

De todo modo, você pode adquirir diretamente as ações da Eneva na bolsa a qualquer momento. Vale a pena? A empresa possui hoje quatro recomendações de compra de analistas e nenhuma de manutenção ou venda, de acordo com dados da Bloomberg.

O preço por ação na oferta de ações ocorrerá no dia 4 de abril. Os bancos Itaú BBA, BTG Pactual, Santander e Citi coordenam a emissão.

A oferta da Eneva será a quarta realizada na bolsa brasileira neste ano. Antes da empresa, vieram a mercado rede de fast food Burger King, a resseguradora IRB e da empresa de locação de veículos Localiza. No total, as emissões movimentaram pouco mais de R$ 5 bilhões.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Airbus A320

Itapemirim começa a receber aeronaves para voos comerciais após Anac autorizar

A Itapemirim diz que a segunda aeronave Airbus A320 de sua frota deve chegar ao aeroporto de Confins (MG) neste domingo

Efeito reverso

Elon Musk fez piada sobre o Dogecoin na TV aberta — e as cotações desabaram

Elon Musk fez a aguardada participação no SNL no último sábado, fazendo piada sobre si mesmo e falando do Dogecoin — mas a cotação caiu forte

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies