2019-05-22T11:13:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
caso de polícia

Operação da PF ataca pirâmide de R$ 700 mi de criptomoeda

A instituição financeira clandestina, segundo a PF, assumia o compromisso de retorno de pelo menos 15% no primeiro mês de aplicação

22 de maio de 2019
11:04 - atualizado às 11:13
shutterstock_1065446786
Imagem: shutterstock

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram na terça-feira, 21, uma operação que investiga uma instituição financeira sediada em Novo Hamburgo (RS) por captação de recursos para investimento em criptomoedas sem autorização do Banco Central.

De acordo com levantamento da Receita Federal, uma das contas da empresa teria recebido créditos de mais de R$ 700 milhões entre agosto de 2018 e fevereiro de 2019. A instituição financeira clandestina, segundo a PF, assumia o compromisso de retorno de pelo menos 15% no primeiro mês de aplicação.

A investigação identificou que os sócios da empresa apresentaram evolução patrimonial de grande vulto — em alguns casos, passou de menos de 100 mil para dezenas de milhões de reais em cerca de um ano.

Segundo a PF, o inquérito apura os crimes de operação de instituição financeira sem autorização legal, gestão fraudulenta, apropriação indébita financeira, lavagem de dinheiro, organização criminosa e envolvimento de pessoas que teriam tentado obter informações sigilosas da investigação.

Operação Egypto

Batizada de Operação Egypto, a ação tem o apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Sul e o envolvimento de cerca de 130 policiais federais, 20 servidores da Receita Federal do Brasil e seis policiais civis, que cumpriram dez mandados de prisão preventiva e 25 de busca e apreensão em cidades gaúchas e no estado de Santa Catarina e em São Paulo, capital paulista.

Além dos mandados, foram expedidas ordens judiciais de bloqueio de ativos financeiros em nome de pessoas físicas e jurídicas, de dezenas de imóveis e a apreensão de veículos de luxo.

 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies