Menu
2019-05-22T11:13:54-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
caso de polícia

Operação da PF ataca pirâmide de R$ 700 mi de criptomoeda

A instituição financeira clandestina, segundo a PF, assumia o compromisso de retorno de pelo menos 15% no primeiro mês de aplicação

22 de maio de 2019
11:04 - atualizado às 11:13
shutterstock_1065446786
Imagem: shutterstock

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram na terça-feira, 21, uma operação que investiga uma instituição financeira sediada em Novo Hamburgo (RS) por captação de recursos para investimento em criptomoedas sem autorização do Banco Central.

De acordo com levantamento da Receita Federal, uma das contas da empresa teria recebido créditos de mais de R$ 700 milhões entre agosto de 2018 e fevereiro de 2019. A instituição financeira clandestina, segundo a PF, assumia o compromisso de retorno de pelo menos 15% no primeiro mês de aplicação.

A investigação identificou que os sócios da empresa apresentaram evolução patrimonial de grande vulto — em alguns casos, passou de menos de 100 mil para dezenas de milhões de reais em cerca de um ano.

Segundo a PF, o inquérito apura os crimes de operação de instituição financeira sem autorização legal, gestão fraudulenta, apropriação indébita financeira, lavagem de dinheiro, organização criminosa e envolvimento de pessoas que teriam tentado obter informações sigilosas da investigação.

Operação Egypto

Batizada de Operação Egypto, a ação tem o apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Sul e o envolvimento de cerca de 130 policiais federais, 20 servidores da Receita Federal do Brasil e seis policiais civis, que cumpriram dez mandados de prisão preventiva e 25 de busca e apreensão em cidades gaúchas e no estado de Santa Catarina e em São Paulo, capital paulista.

Além dos mandados, foram expedidas ordens judiciais de bloqueio de ativos financeiros em nome de pessoas físicas e jurídicas, de dezenas de imóveis e a apreensão de veículos de luxo.

 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O dia dos mercados

Com cautela em NY, bolsa fecha em queda de 0,6% após voltar aos 100 mil pontos; dólar recua

Em sessão de volatilidade, bolsa retorna ao patamar de 100 mil, mas não consegue manter fôlego com cautela em bolsas americanas. Dólar tem leve queda e se aproxima de R$ 5,30

ALÉM DE MORTOS E FERIDOS...

Os ‘falidos’ do coronavírus: veja as empresas que quebraram na pandemia

Companhias aéreas foram as primeiras a sentir o baque, seguidas por empresas que dependem também do turismo ou de viagens corporativas. Varejistas com fraca presença no e-commerce também sofreram com a ausência de clientes.

dados do ministério da Economia

Estatais apresentaram resultado líquido de R$ 109,1 bilhões em 2019, alta de 53%

De acordo com balanço apresentado nesta quinta-feira pelo Ministério da Economia, isso representa um aumento de 53% em relação ao lucro de 2018 e é o maior valor desde 2008

solução eletrônica

Donas de shoppings investirão menos em expansão e mais em canais digitais

Em vez de priorizarem a construção de novas unidades (“greenfields”) ou a expansão da área dos estabelecimentos já em operação – principais vias de crescimento até então -, será dado cada vez mais peso na integração do comércio físico ao eletrônico

em meio à covid

Fluxo de pessoas em lojas físicas sobe 194% em junho; em shoppings, alta de 126%

No comparativo com junho do ano anterior, porém, o fluxo caiu 75,94% nos shopping centers e 70,94% nas lojas físicas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements