Menu
2019-07-30T09:33:22-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
um a mais

Banco N26, o “Nubank alemão”, levanta mais US$ 170 mi e diz que o seu próximo destino pode ser o Brasil

Com isso, ele elevou o seu valor de mercado para US$ 3,5 milhões e passou a figurar entre as startups europeias mais valiosas e entre as dez principais fintechs do mundo

18 de julho de 2019
20:37 - atualizado às 9:33
Banco digital N26
Imagem: Divulgação

Depois de anunciar a sua expansão para os Estados Unidos, o banco digital alemão N26, que ficou conhecido como o Nubank germânico, disse hoje (18) que levantou mais US$ 170 milhões em sua última rodada de investimentos.

A nova injeção de caixa vem seis meses depois que havia levantado outros US$ 300 milhões. Com isso, ele elevou o seu valor de mercado para US$ 3,5 bilhões e passou a figurar entre as startups europeias mais valiosas, além de estar entre as dez principais fintechs do mundo.

E não é só isso. A empresa disse que usará parte do dinheiro para crescer além da Europa e dos Estados Unidos e reiterou que o Brasil pode ser o próximo destino da operação.

A companhia também comentou que vai continuar a investir em inovação com o lançamento da funcionalidade Shared Spaces, que vai permitir aos clientes criar subcontas e compartilhá-las com até dez pessoas.

Quem é esse tal de N26?

O N26 foi lançado no início de 2015 e conta hoje com mais de 3,5 milhões de clientes em 24 países. A empresa de tecnologia financeira (fintech) costuma ser comparada com o brasileiro Nubank por contar com um aplicativo intuitivo e que atraiu principalmente usuários jovens, os chamados "millennials".

O objetivo de Valentin Stalf, co-fundador e CEO do N26, é ampliar o número de usuários para até 50 milhões nos próximos anos.

Hoje, a companhia possui escritórios na Alemanha, Estados Unidos, Espanha, Áustria e Brasil, mais especificamente na capital paulista.

Até o momento, o N26 levantou mais de US$ 670 milhões. Entre os maiores investidores estão nomes como Insight Venture Partners, Tencent, Allianz X, Valar Ventures, de Peter Thiel etc.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Negócio fechado

Petrobras assina venda de sua fatia de 50% no campo terrestre de Rabo Branco

O campo teve produção média em 2020 de 131 barris de petróleo por dia (bpd).

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Fundo Verde e a tragédia grega do Brasil

Ao despertar a fúria de Zeus por ter entregue o fogo do Olimpo aos mortais, Prometeu foi acorrentado e punido: durante o dia, uma águia devorava seu fígado; durante a noite, o órgão se regenerava — um ciclo de tormento eterno. Tragédias gregas, infelizmente, costumam ser úteis ao falarmos sobre o Brasil. Reformas econômicas demandam […]

FECHAMENTO

Commodities amenizam a queda da bolsa, mas exterior negativo e nova crise em Brasília falam mais alto

As commodities mais uma vez tentaram salvar a bolsa brasileira de um dia no vermelho, mas o exterior negativo e a cautela em Brasília falaram mais alto

Presidente otimista

EUA devem ter retomada econômica mais rápida em quase 40 anos, diz Biden

Segundo o democrata, o foco de seu governo se manterá em criar empregos e combater a pandemia de covid-19

Gestão na crise

Brasil vive uma espécie trágica de dia da marmota, diz Verde Asset

Navegar os mercados locais vem sendo uma odisseia extremamente complexa e nada indica que vai melhorar, diz a gestora de Luis Stuhlberger

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies