Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-01-18T16:37:37-02:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Novo banco digital

C6 Bank, criado por ex-sócios do BTG, recebe licença do Banco Central

Com investimentos de R$ 500 milhões, novo banco digital terá isenção de tarifas para saques nos caixas eletrônicos da Rede 24 Horas e transferências, além de oferecer cartão e produtos de investimento

18 de janeiro de 2019
11:35 - atualizado às 16:37
Fachada do C6 Bank
Sede do C6 Bank - Imagem: Divulgação / Medium

Está satisfeito com os serviços do seu banco? Pois um novo banco digital recebeu hoje licença para operar. Estou falando do C6 Bank, criado pelos ex-sócios do BTG Pactual Marcelo Kalim, que se tornou presidente do novo banco, e Carlos Fonseca.

Pelos nomes e pelo dinheiro envolvido - um total de R$ 500 milhões em investimentos dos acionistas - o mercado aguarda com grande ansiedade o projeto do C6 Bank, cujo nome é derivado do símbolo do carbono (C) e do número atômico (6) na tabela periódica.

A autorização de funcionamento do C6 pelo Banco Central foi publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial.

Mas por enquanto, apenas os funcionários e os convidados deles terão acesso à conta digital. A conta deve ser aberta para o público em geral ainda no primeiro semestre deste ano.

Eu estive em setembro passado na sede do banco, que ainda passava por reformas. Os sócios escolheram um prédio com quase 8 mil metros quadrados na região dos Jardins, em São Paulo, para acomodar os 320 funcionários. A decisão de ficar fora do circuito financeiro da Faria Lima foi intencional.

Resta saber se os serviços do C6 Bank também vão se diferenciar. A conta digital terá isenção de tarifas para saques nos caixas eletrônicos da Rede 24 Horas e transferências, além de oferecer cartão múltiplo (bandeira Mastercard) nas funções crédito e débito e pagamento de boletos.

O banco, que não contará com agências físicas, também vai oferecer produtos de investimento próprios e de terceiros.

Câmbio e corretora

O C6 Bank chega em um mercado cada vez mais ocupado, seja pelos bancos tradicionais, que investem pesado em seus aplicativos para celular, instituições de médio porte que entraram nesse mercado e fintechs.

Um dos casos mais bem sucedidos entre os bancos digitais é o do Banco Inter, que anunciou na quarta-feira que alcançou a marca de 1,5 milhão de clientes.

Antes mesmo de receber a licença do BC, o C6 vem reforçando a estrutura com aquisições de empresas de tecnologia financeira. A instituição comprou no ano passado a Besser Partners, marketplace de câmbio, e a PayGo de meios de pagamento e maquininhas de cartão.

O banco também prepara o lançamento de uma corretora, que inicialmente deverá atender clientes institucionais, mas depois deve ser levada aos clientes da conta digital.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies