🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Endividada

Empresa da Queiroz Galvão, Constellation pede recuperação judicial

Fluxo de caixa da companhia vem caindo desde as investigações da Lava Jato, e a queda no preço do petróleo, levaram a Petrobras a reduzir os gastos com a renovação de plataformas de petróleo

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
7 de dezembro de 2018
6:47 - atualizado às 15:56
Funcionários da Queiroz Galvão - Imagem: Divulgação/Queiroz Galvão

A Constellation, empresa de óleo e gás da Queiroz Galvão, protocolou ontem pedido de recuperação judicial na 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro. Desde o começo do ano, a companhia tentava renegociar sua dívida, de R$ 5,7 bilhões, sem sucesso. Na semana passada, ela começou a preparar a documentação para recorrer à Justiça. A informação é do "Estado de S. Paulo".

O pedido de recuperação inclui 18 empresas dentro do grupo Constellation. De acordo com o documento, a decisão foi tomada exatamente por causa do alto número de companhias e da existência de garantias cruzadas, o que eleva o risco dos credores anteciparem vencimentos por causa da inadimplência e impede a reestruturação da dívida de forma individualizada.

Elaborado pelo escritório Galdino, Coelho, Mendes Advogados, o pedido destaca que a recuperação judicial era a única forma de conseguir aprovação de um número maior de credores, pulverizados no mercado. No documento, os advogados afirmam que a empresa conseguiu consenso de 48,3% dos credores com garantias reais e 60.2% daqueles sem garantia real.

“Esse apoio foi formalizado no último dia 29 de novembro por meio da assinatura - pelos credores apoiadores, sociedades requerentes e acionistas - de um plano que contém as condições de reperfilamento da dívida” e que vão constar no plano de recuperação judicial, segundo o pedido de recuperação.

A dívida da Constellation consiste, essencialmente, na emissão de títulos de dívidas emitidos em nome das plataformas Amaralina Star, Laguna Star e Brava Star e empréstimos bancários. As negociações ocorreram em três blocos: do sindicato de bancos estrangeiros, do Bradesco e dos bondholders (donos de títulos com vencimentos em 2019 e 2024).

O fluxo de caixa da companhia vem caindo desde que as investigações da Lava Jato - e queda no preço do petróleo - levaram a Petrobras a reduzir os gastos com a renovação de arrendamentos de plataformas de petróleo - atualmente, o grupo detêm 17 sondas.

Compartilhe

empresário tinha 96 anos

Morre fundador do grupo Queiroz Galvão

20 de janeiro de 2020 - 7:02

Fundador ao lado de seus irmãos Dario, João e Mário em 1953, Antônio ajudou a transformar a pequena construtora de Pernambuco em uma das maiores empreiteiras do País

terceira tentativa

Credores tentam adiar assembleia da Constellation, da Queiroz Galvão

26 de junho de 2019 - 10:00

Com pouco dinheiro em caixa e boa parte de suas sondas sem contrato, a Constellation entrou em recuperação judicial em dezembro, com dívidas de cerca de R$ 6 bilhões.

Com dívida de R$ 3,8 bilhões

Credores questionam recuperação da Queiroz Galvão Energia na Justiça

12 de fevereiro de 2019 - 8:14

Questionamentos envolvem os credores que assinaram o plano de recuperação da QGE, um dos braços do grupo envolvido na Lava Jato

Sem nota fiscal

Empresa de aluguel de plataformas da Queiroz Galvão é acusada de desvio de R$ 800 milhões

26 de dezembro de 2018 - 7:16

Pagamentos irregulares, que somaram cerca de US$ 200 milhões (quase R$ 800 milhões), eram feitos a título de “adiantamentos”

Endividada

Queiroz Galvão pede recuperação extrajudicial e busca liquidar ativos

27 de novembro de 2018 - 8:54

Em pedido à Justiça de São Paulo, grupo apresentou dívidas que giram em torno dos R$ 3,8 bilhões; se não conseguisse renegociar no passado, valor superaria R$ 10 bilhões

Quase lá

Queiroz Galvão na beira da recuperação judicial

28 de setembro de 2018 - 7:14

Com dívida de R$ 10 bilhões, grupo já foi notificado por bancos credores

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar