Menu
2019-04-04T13:49:34-03:00
Estadão Conteúdo
Troca de comando

Petrobras oficializa saída de Ivan Monteiro da presidência

Monteiro deixa o cargo para ser sucedido por Roberto Castello Branco, que tomará posse em 1º de janeiro

22 de dezembro de 2018
9:29 - atualizado às 13:49
ivan-monteiro
Ivan deixa a presidência da estatal em 31 de dezembro - Imagem: Alan Santos/Fotos Públicas

O conselho de administração da Petrobras oficializou a saída de Ivan Monteiro da presidência da companhia e do próprio colegiado a partir do dia 31 de dezembro. No dia 1º de janeiro, Roberto Castello Branco assume o cargo de presidente e também uma cadeira no conselho.

Foram dispensados o diretor Executivo de Estratégia, Organização e Sistema de Gestão, Nelson Luiz Costa Silva, e o diretor Executivo de Refino e Gás Natural, Jorge Celestino Ramos. Assim, Solange Guedes, atual diretora Executiva de Exploração e Produção, assume o lugar de Nelson Costa, e Eberaldo de Almeida Neto, diretor Executivo de Assuntos Corporativos, assume o posto de Celestino. Em ambos os casos, os executivos vão acumular interinamente o cargo pelo prazo de 90 dias, ou até o conselho escolher novos diretores.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Mercado agora

Ibovespa fecha em queda com descrença sobre possível recuo de ‘pedalada’

No exterior, expectativa em torno do primeiro debate entre os principais candidatos à presidência dos EUA inibiu apetite por risco

Fiador sem crédito

Investidores veem omissão de Guedes no Renda Cidadã e mostram cansaço com “Posto Ipiranga”

Agentes do mercado financeiro questionam voto de confiança no ministro da Economia como fiador da disciplina fiscal

recadinho

Relevância do cumprimento do teto no pós-crise será ainda maior, diz Tesouro

Tesouro Nacional reforçou o alerta de que é preciso acelerar as reformas para manter a confiança dos investidores e os juros baixos

impacto fiscal

Rombo nas contas do governo soma R$ 647,8 bilhões até agosto

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 87,835 bilhões de julho

GIGANTE DEBILITADO

Membro do Fed projeta contração de 3% do PIB dos EUA em 2020

Presidente da distrital de Dallas também estima crescimento de 3,5% da economia em 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements