Menu
2018-10-16T10:02:20-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Mercados

Johnson & Johnson registra maior lucro no terceiro trimestre

Empresa norte-americana também elevou previsões de faturamento para o ano, que deve ficar entre US$ 80,5 bilhões e U$ 81,3 bilhões

16 de outubro de 2018
9:59 - atualizado às 10:02
Johnson & Johnson
Johnson & Johnson - Imagem: shutterstock

A Johnson & Johnson teve um lucro líquido de US$ 3,93 bilhões no terceiro trimestre do ano, anunciou a empresa nesta terça-feira, 16.

O valor supera o lucro líquido de US$ 3,76 bilhões registrado no mesmo período do ano passado, segundo Broadcast, do "Estadão". As vendas da companhia também tiveram uma alta anual de 3,6% entre julho e setembro, a US$ 20,35 bilhões.

A empresa ainda aumentou a expectativa de faturamento para o ano, que agora prevê entre US$ 80,5 bilhões a US$ 81,3 bilhões. Anteriormente, a empresa previa que os valores ficassem entre US$ 80, 5 bilhões e U$ 81,3 bilhões.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Presidente da Câmara

Maia defende fim das taxas de juros de cheque especial e de cartão de crédito

“São dois produtos que distorcem o sistema financeiro brasileiro”, destacou o deputado

ministro da economia

Após diagnóstico positivo de covid-19 em Bolsonaro, Guedes também fará teste

Guedes esteve com Bolsonaro ao menos sete vezes nos últimos 14 dias, período máximo de incubação do novo coronavírus até que o paciente comece a apresentar os sintomas

votação pode ser adiada

Senado vai realizar sessão presencial em agosto

Atividades presenciais do plenário do Senado e das comissões permanentes da Casa foram suspensas em março

retomada em breve?

Mercado de trabalho parou de piorar; melhora depende do ritmo da recuperação, diz FGV

Forte alta no Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp), de 14 pontos na passagem de maio para abril, aponta mais para uma “redução no pessimismo”, segundo especialista da instituição

balanço

Diesel e gasolina fecham semestre em queda, diz Ministério de Minas e Energia

Segundo o MME, o fator de utilização das refinarias da Petrobras também foi reduzido no final do primeiro semestre

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements