⚽️ Brasil enfrenta a Coreia do Sul na próxima fase; confira os dias dos próximos jogos

Nicholas Sacchi
Crypto News
Nicholas Sacchi
Cotações por TradingView
2018-10-04T17:12:44-03:00
Coluna

La moneda digital petrolera

Lembra do “el petro” – o salvador da economia venezuelana? Saiba que rumos essa criptomoeda vem tomando desde a sua criação

4 de outubro de 2018
17:11 - atualizado às 17:12
nicolas-maduro
Nicolás Maduro - Imagem: Shutterstock

O dia era 4 de dezembro de 2017. Criptoativos como bitcoin, ether e muitos outros estavam passando por uma explosão nos preços.

Era comum ouvir as pessoas conversando sobre criptomoedas em todo lugar: nos restaurantes, na academia e, até mesmo, no Uber.

O interesse por criptos estava em alta. Um momento oportuno para o anúncio de uma iniciativa nesse sentido.

E foi justamente nesse dia que meu xará, o controverso presidente venezuelano Nicolás Maduro, anunciou que lançaria o El Petro, uma criptomoeda lastreada em petróleo venezuelano.

A minha primeira reação foi pensar no quão hilária soava aquela proposta. Mas, depois de analisar com mais frieza, percebi que aquilo soava quase como um desesperado grito de socorro.

Com o declínio consistente das receitas provenientes da exportação de commodities — como petróleo e minerais — gerado pelas sanções impostas ao governo de Maduro, a tentativa de criar uma forma alternativa de comercialização por meio de um tipo de ativo que fosse à prova de censura pode parecer uma boa estratégia.

E seria, não fosse esse ativo controlado por um governo que sofre fortemente com uma enorme crise de credibilidade.

Ao longo da evolução do projeto, diversas medidas bastante ineficazes de política monetária foram adotadas como tentativa de tirar a economia venezuelana do buraco. Várias delas envolviam a utilização do criptoativo como mecanismo de reestabelecimento da confiança das pessoas na moeda em circulação, o bolívar.

A sua mais recente derrocada com o criptoativo foi anunciada nessa segunda-feira, 1º de outubro:

“(…) a partir do dia 5 de novembro, o petro estará disponível para venda ao público venezuelano por bolivares soberanos.”

Apesar da tentativa, o El Petro continua sofrendo no quesito confiança. Afinal, a “criptomoeda” não é descentralizada, tampouco livre de controle governamental, e não há qualquer evidência de que o ativo seja efetivamente lastreado por petróleo.

Talvez não seja a hora de investir em petróleo venezuelano…

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

FECHAMENTO DO DIA

Poeira assenta em Brasília e Ibovespa sobe quase 3% na semana; dólar cai a R$ 5,21

2 de dezembro de 2022 - 19:29

Em Nova York, no entanto, o clima foi de cautela. O payroll, o raio-X do mercado de trabalho americano e um dos dados mais importantes para o Federal Reserve na decisão de política monetária, mostrou uma força maior do que a esperada

DINHEIRO NA CONTA

Dividendos: Raízen (RAIZ4) depositará R$ 918 milhões na conta dos acionistas em 2023, mas data de corte é na próxima semana; veja quem terá direito à bolada

2 de dezembro de 2022 - 19:22

A Raia Drograsil anunciou o pagamento de proventos nesta sexta-feira (2): a farmacêutica distribuirá R$ 90 milhões na forma de JCP

TOMA LÁ, DÁ CÁ

Vai causar estrago? Europa fixa valor do barril de petróleo russo em US$ 60 e deve despertar a fúria de Putin

2 de dezembro de 2022 - 18:35

Na decisão de hoje, os europeus detalham que o limite de preço do petróleo russo será revisado regularmente e deve ser “pelo menos 5% abaixo do valor médio de mercado”

SEU DINHEIRO NA COPA

Confira os dias dos jogos das oitavas-de-final da Copa do Mundo e o horário de Brasil x Coreia do Sul

2 de dezembro de 2022 - 18:11

Encerrados os jogos do Grupo G, estão definidos os confrontos valendo vaga nas quartas-de-final da Copa do Mundo do Catar

VAGAS AFIRMATIVAS

Serasa Experian abre vagas exclusivas para pessoas com deficiência; saiba como se inscrever

2 de dezembro de 2022 - 16:15

Ao todo, são 50 oportunidades para as áreas de tecnologia, operações, corporativo e jurídico; nas cidades de Blumenau (SC), São Carlos (SP) e São Paulo (SP). O regime de trabalho é híbrido.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies