2022-04-13T11:37:14-03:00
Conteúdo Mercado Bitcoin

O que é token: como funciona, vantagens e desvantagens

Serviço deve movimentar até R$ 11 bilhões em todo mundo até 2026

13 de abril de 2022
11:37
Imagem: Mercado Bitcoin/Divulgação.

Com os ativos digitais ganhando cada vez mais espaço no mundo e alta procura por criptomoedas, especialmente o bitcoin, é comum se deparar com o termo “token”, bem usual no universo cripto. Em tradução literal para o português, token significa “ficha” ou “símbolo”, e se refere ao registro do produto em uma plataforma digital

O processo de tokenização confere ao ativo uma autenticação virtual e, por consequência, mais segurança nas transações, sobretudo nas operações financeiras. Um exemplo prático: um NFT é um tipo de token; você já deve ter visto por aí os chamados Bored Apes, os “macacos entediados” que são vendidos por milhões de reais e foram comprados, inclusive, por Neymar, Justin Bieber, Eminem e outras celebridades. 

Antes de passar pelo processo de tokenização, aqueles “macacos” eram apenas artes digitais comuns na internet. Agora, no entanto, eles são ativos que podem ser negociados dentro da blockchain

A blockchain é a tecnologia descentralizada que armazena os dados e transações das criptomoedas, de forma criptografada. Em resumo, é como um livro-razão público e imutável. 

Para que servem os tokens?

Os tokens podem ser usados para negociar produtos e serviços e até como forma de iniciar jornadas empreendedoras. Eles, inclusive, têm sido a solução para que muitas empresas consigam levantar recursos para financiar suas operações.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Eles se dividem em duas versões: verificação e autenticação

No primeiro caso, mais simples, ele é visto como um gerador de símbolos, que cria códigos únicos para transações específicas, como acesso a uma conta e confirmação de uma operação.

No segundo caso, a tecnologia dos tokens vai além e é usada, por exemplo, para registrar operações em uma rede avançada de criptografia. Um modelo é a utilização pelo bitcoin, que integra a blockchain, um sistema formado por blocos que registram todas as informações que circulam por eles e permite dupla autenticação.

O criptoativo também pode ser usado com a função de levantar recursos para novos projetos, que precisam de um aporte inicial. Assim, uma empresa emite várias unidades do ativo, em uma referência à listagem na bolsa de valores, e os investidores passam a ter direito de resgatar os valores no futuro ou até converter a compra em direitos societários.

Como os tokens funcionam?

O funcionamento de cada token depende de suas configurações, como o tipo e a plataforma blockchain a que está vinculado. Uma das características do criptoativo é o fato de que ele impede adulterações, o que confere mais segurança e autenticidade às transações financeiras

Dependendo da plataforma, o criptoativo também pode ser usado como um ativo digital único, permitindo negociações como as de criptomoedas.

Quais são os tipos de token?

Atualmente, existem 4 principais tipos de tokens: token de pagamento; token utilitário; token de segurança; e NFTs, cada um com suas particularidades. 

Token utilitário (utilitary token):

Esse é o modelo mais popular de tokenização, que repassa ao comprador algum benefício, como acesso antecipado a um produto ou serviço. Essa categoria permite que o token seja comprado e usado dentro de um sistema único e com uma finalidade específica. 

Token de pagamento (payment token):

Muito parecido com o funcionamento de criptomoedas, o token de pagamento é usado para transações monetárias. Com ele, o detentor pode fazer aquisições de produtos e serviços em empresas que o aceitem como forma de pagamento. 

Token de segurança (security token):

O token de segurança tem um funcionamento muito parecido com a oferta de ações de empresas na bolsa de valores. Ele serve para apoiar algum projeto e dá ao investidor a possibilidade de reverter o valor em dinheiro ou em partes de uma companhia no futuro. 

NFT (token não fungível)

O NFT é uma modalidade de token mais recente que confere autenticidade digital única a um arquivo. Esse modelo tem sido muito usado no mundo das artes para criar propriedade digital de imagens. 

O que é fan token?

Outra modalidade que tem ganhado adeptos é o fan token, um ativo digital que pode ser adquirido por um valor determinado em troca de benefícios. O produto mais conhecido é o fan token de clubes de futebol, que funciona como um programa de sócio, em que os torcedores adquirem as unidades e passam a ter preferência na aquisição de produtos e serviços. 

Como os tokens são criados?

Todos os tokens são criados a partir de uma tecnologia em rede, sempre carregando um contrato inteligente em sua formação. Quando ele envolve valor monetário, as transações são realizadas na criptomoeda em que ele está vinculado, como bitcoin e ethereum.

Cada plataforma, portanto, tem suas regras para a criação e desenvolvimento dos tokens. O responsável pela criação precisa cumprir todos os requisitos para conseguir hospedar o ativo na plataforma em que deseja. 

Qualquer um pode criar tokens?

Não há uma regra específica sobre quando e quem pode criar tokens. No entanto, por não ser um processo fácil, essa criação demanda muito conhecimento técnico. Hoje, já existem plataformas digitais que oferecem o serviço de suporte para a criação de criptoativos.

Como criar um token?

Para iniciar a criação de um criptoativo, o primeiro passo é procurar uma empresa tokenizadora que vai constatar a veracidade do item envolvido. Na sequência, é preciso confeccionar um contrato inteligente com todas as informações do item e dos direitos do comprador do token.

Esse contrato vai ser hospedado na plataforma de negociação, com possibilidade de definir limites de emissão, regras de uso e outras questões. Depois disso, o produto é distribuído no mercado, seguindo as condições impostas.

Token é seguro?

Todo o processo de criação e distribuição do token passa por checagens, atestando segurança e transparência ao ativo, e todas as informações que circulam por plataformas como o blockchain são criptografadas e imutáveis. Além disso, o processo está vinculado a um contrato inteligente com diversas cláusulas. 

E o futuro do mercado de tokens?

Publicado no início deste ano, um relatório da consultoria Markets&Markets mostrou que, só em 2021, o mercado de tokenização movimentou mais de US$ 2,3 bilhões (cerca de R$ 11 bilhões) no mundo. 

Para os próximos 5 anos, a expectativa é de uma alta anual média de quase 20%, chegando a US$ 5,6 bi em 2026.

Qual a diferença entre tokens e criptomoedas?

Não há um consenso no mercado, mas pode-se dizer que as criptomoedas são os ativos nativos de uma blockchain específica. Por exemplo, o Bitcoin e o Ethereum. 

Ao passo que os tokens são ativos criados por plataformas que se baseiam nessas blockchains, ou seja, eles não precisam de uma blockchain exclusiva para existirem. Muitos NFTs, por exemplo, são desenvolvidos dentro da blockchain do Ethereum. 

De forma resumida, pode-se dizer que toda criptomoeda é um token, mas nem todo token é uma criptomoeda. No dia a dia, no entanto, esses dois termos acabam sendo usados como sinônimos. 

Vantagens do token

Se comparada a uma listagem na bolsa de valores, por exemplo, a tokenização de uma empresa é muito mais barata e acessível. Portanto, essa é uma das maiores vantagens do token. 

Outros benefícios são segurança e agilidade, uma vez que as plataformas de criptografias fazem todo o processo de verificação e guarda das informações.

Desvantagens do token

Diferente de outros ativos digitais, como as criptomoedas, o token não tem a valorização como objetivo final. Isto, portanto, é sua maior desvantagem, sobretudo para os investidores que desejam lucrar com ele. 

Como negociar tokens?

Agora que você já sabe o que é token e entendeu como funciona, o próximo passo é começar a negociar esse tipo de ativo, que pode ser uma alternativa para a diversificação da sua carteira de investimentos

No Mercado Bitcoin, a maior corretora de criptoativos da América Latina, você pode depositar saldo em reais via PIX e comprar e vender tokens e criptomoedas com segurança

A exchange oferece diversos tokens, incluindo os de fãs, que podem ser negociados 24 horas por dia, pelo celular ou pelo computador. 

Para saber mais e abrir sua conta gratuita, clique no botão abaixo:

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele