Menu
Luciana Seabra
Advogada do Investidor
Luciana Seabra
É CFP®, especialista em fundos de investimento e sócia da Empiricus
FUNDO DE INVESTIMENTO

BTG corta taxa e oferece melhor opção para reserva de emergência: conheça fundo que bate poupança e Tesouro

Na concorrência das plataformas de fundos, quem ganha é o investidor. BTG acaba de reduzir taxa de fundo que investe somente em títulos pós-fixados para 0,09% ao ano

7 de novembro de 2018
12:42 - atualizado às 14:33
Marcelo Flora, sócio do BTG, diz que plano é reduzir a taxa de administração à medida que o patrimônio do fundo crescer - Imagem: Raphael Lopes

Se você deixa sua reserva de emergência no fundo DI do banco, posso apostar que paga no mínimo 1% ao ano. Se o dinheiro que você pode precisar a qualquer momento está em um produto mais barato, provavelmente é porque deixa muito dinheiro lá – e, ainda assim, duvido que pague menos do que 0,5% ao ano. E se eu te disser que, na prateleira do BTG Pactual Digital, você encontra um fundo com taxa 0,09% ao ano? Sim, o 9 vem na segunda casa depois da vírgula mesmo, não está errado.

O fundo, com nome de rainha – BTG Pactual Digital Tesouro Selic FI Renda Fixa Simples – foi lançado em maio deste ano com taxa 0,1% ao ano. Ou seja, já era muito mais barato do que as opções disponíveis no varejo. E acessível com R$ 500.

O BTG acaba de anunciar a redução da taxa para 0,09% ao ano, com uma promessa: quanto mais o patrimônio crescer, mais vai cortar. Foi o que me disse Marcelo Flora, o sócio do BTG responsável pela plataforma digital. Hoje existem R$ 143 milhões investidos no fundo.

É claro que há um plano por trás da iniciativa: o BTG abre mão de receita com o produto para atrair mais clientes. Lá dentro, o cliente muito provavelmente vai investir em outros produtos. Como o banco tem gestora e administradora dentro de casa, fica mais fácil arcar com uma estrutura tão barata.

E quem ganha com a disputa das plataformas de varejo? Nós, investidores.

Por regulamento, o fundo do BTG investe somente em títulos públicos pós-fixados, o que faz dele uma opção bastante conservadora. Dada a taxa baixa, isso tem feito o retorno se aproximar de 99% do CDI.

Não seria melhor investir via Tesouro Direto?

Não, o fundo é uma opção mais rentável do que o título público pós-fixado comprado via Tesouro Direto, o chamado Tesouro Selic. Bom lembrar que, nesse caso, a taxa é de 0,3% ao ano, ou seja, o triplo de custo. Isso se você encontrar uma corretora que não cobra taxa (a maioria hoje, felizmente!).

Como é possível? O Tesouro Direto é um sistema de venda de títulos públicos para a pessoa física. Não é por meio dele que o investidor profissional acessa esse mercado.

O fundo tem uma desvantagem em relação ao Tesouro Direto, importante dizer – a antecipação de imposto via cobrança semestral, o chamado come-cotas. A vantagem de custo do novo fundo do BTG é tamanha, entretanto, que, mesmo com a desvantagem tributária o produto ganha. É o que mostra um estudo para um período de oito anos – em mais do que isso, sua LFT também vai vencer, forçando o pagamento de imposto.

Para quem já é cliente de outras plataformas, XP e Órama também têm fundos que investem somente em títulos públicos com taxa mais baixa do que a dos bancos – 0,2% ao ano.

É melhor do que poupança?

Com essa taxa, o fundo do BTG também bate com facilidade a caderneta (os de taxa 0,2% ao ano também, bom dizer!).

Somente para que você tenha uma ideia, desde que o fundo foi criado ele rende 3,02%, contra 2,16% da poupança. Mesmo que o saque do fundo ocorra em menos de seis meses, ou seja, com incidência de 22,5% de imposto, ele segue à frente em rentabilidade. Para mais de dois anos, então, quando o imposto cai a 15%, a vantagem é larga.

E, para quem ainda está apegado à caderneta, bom lembrar que ela não entrega retorno algum se o saque acontecer em menos de 30 dias. No caso do fundo e do Tesouro Direto, há ainda o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para tal prazo. Mas, ainda assim, o produto rende algo, ao contrário da poupança.

E, se o saque for pedido até 15h30, o dinheiro sai do fundo e cai na conta da corretora no mesmo dia, em poucos minutos.

E agora? Quero saber o que ainda te prende à poupança. Conte para mim abaixo. E se quiser receber notícias por e-mail, clique aqui.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Sem segredos

Para “abrir caixa-preta”, BNDES inaugura nova ferramenta de transparência

Projeto consolidará no site do banco os dados sobre os cinquenta maiores clientes dos últimos quinze anos

Dia 16

Argentina e Suíça

Presidente recebeu Macri e terá palco principal em Davos

Moção de desconfiança vencida

Theresa May livra sua cabeça da degola e convoca nova negociação para um acordo do Brexit

Parlamento britânico salva novamente a cabeça da premiê um dia após uma derrota histórica do governo sobre o acordo do Brexit

Estrela do encontro

Bolsonaro terá espaço privilegiado em Davos e deve abrir sessão inaugural do Fórum Econômico Mundial

Lugar de fala do presidente estava sendo cuidadosamente negociado entre o Itamaraty e os organizadores do evento

Mercados

SPX muda visão sobre juro nos EUA e espera algo concreto do governo Bolsonaro

Gestora diz que errou avaliação sobre aperto monetário americano. No Brasil, postura é de otimismo cauteloso, mas com posição comprada em bolsa

Cannabusiness

Já pensou em ganhar dinheiro com maconha?

Quem decidiu investir em ações relacionadas à cannabis vem recebendo resultados bastante positivos. Veja o que você pode comprar na bolsa para embarcar nessa onda lucrativa.

Redução de burocracias

Em encontro com Macri, Bolsonaro diz que propósito é construir Mercosul “enxuto”, mas que continue a ter relevância

Bolsonaro também disse que, na frente externa, é preciso concluir negociações mais promissoras e iniciar novas negociações

câmbio

Sobrou dólar no país pela primeira vez desde o começo de novembro

Fluxo cambial foi positivo em US$ 1,448 bilhão na segunda semana de janeiro, com ingressos concentrados na conta financeira

Exile on Wall Street

Reminiscências de um operador de risco

É com tristeza que leio textos em jornais ou relatórios distribuídos a clientes falando em alocação de recursos. Uns pagam de pseudointeligentes, enquanto apenas repetem clichês. Outros querem estimular a migração para portfólios arrojados, incentivando o investidor a correr atrás de migalhas

Em preparação final

Países europeus aprovam barreiras contra aço brasileiro

Pela proposta da Comissão Europeia, um total de 26 produtos siderúrgicos seriam taxados; China sofrerá restrições em 16 produtos diferentes, contra 17 da Turquia e 15 da Índia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
#banner-popup .visible-mobile{ display: block; } #banner-popup .visible-desktop{ display: none; } @media (min-width: 1000px) { #banner-popup .visible-mobile{ display: none; } #banner-popup .visible-desktop{ display: block; } } var get_pop_cookie = Cookies.get('cookie_seudinheiro_popup_empiricus'); if(get_pop_cookie == null ){ $.fancybox.open({ src : '#banner-popup', type : 'inline' }); Cookies.set('cookie_seudinheiro_popup_empiricus', '1', { expires: 1 }); } else if(get_pop_cookie == '1'){ $.fancybox.open({ src : '#banner-popup', type : 'inline' }); Cookies.set('cookie_seudinheiro_popup_empiricus', '2', { expires: 1 }); }