🔴 SEM JOGUINHOS, NEM APOSTAS: ESTA FERRAMENTA PODE GERAR GANHOS DE ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Bruna Martins
Bruna Martins
Jornalista formada pela Universidade de São Paulo (ECA-USP) e redatora dos portais Seu Dinheiro, Money Times e Empiricus. Já foi repórter do Metro Jornal SP e colaborou para Casa Vogue, além de ter experiência em comunicação corporativa e assessoria de imprensa.
Conteúdo Empiricus

‘O ciclo de corte da Selic pode estar nos finalmentes’: para analista, juros vão fechar 2024 a 10,50%; o que fazer com as ações?

Veja quais ações esta analista da Empiricus recomenda comprar no cenário atual

Bruna Martins
Bruna Martins
28 de maio de 2024
14:00 - atualizado às 13:27
selic taxa de juros ações bolsa de valores
Imagem: Canva / Montagem: Bruna Martins

O clima azedou na Bolsa de Valores na última semana. O Ibovespa atingiu seis pregões seguidos em queda, na sexta-feira (24), fechando a 124.305 pontos – baixa de 0,34% no dia. 

Alguns fatores influenciaram esse desempenho negativo das ações. Nos Estados Unidos, a ata da última reunião realizada pelo Fed mostrou que “a desinflação provavelmente levará mais tempo do que se pensava anteriormente”. Ou seja, as taxas de juros não vão começar a cair tão cedo por lá.

No Brasil, inflação e setor fiscal preocupam os investidores. Boa parte do mercado estima que a inflação fechará 2024 acima do que era esperado. Nesta segunda (27), o boletim Focus revisou para cima a projeção do IPCA para este ano – de 3,80% para 3,86% – e para o ano que vem – de 3,74% para 3,75%.

Em evento realizado na sexta, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que as enchentes do Rio Grande do Sul podem ser um dos motivos para essa piora no cenário fiscal e, também, da inflação.

E a Selic, como fica?

Tudo isso tem colaborado para que o “sonho” da Selic de um dígito, ainda em 2024, possa ir por “água abaixo”. O próprio Focus aumentou a meta de 9,75% para 10% ao ano na última semana.

Mas para a analista de ações Larissa Quaresma, as expectativas para as taxas de juros são ainda mais duras. 

Em relatório divulgado quinta (23), a analista que atua pela Empiricus Research, empresa do grupo BTG Pactual, afirma que a Selic deve fechar 2024 no mesmo patamar atual, a 10,50% ao ano. 

“Ao que tudo indica, o ciclo de corte da Selic está nos finalmentes, pelo menos até que o Fed comece a cortar [os juros]”, diz.

Selic a 10,50% em 2024? Nem tudo está perdido para a bolsa brasileira

Apesar da expectativa mais pessimista que a da média do mercado, para a Selic, a analista não acredita que esse seja um cenário totalmente desfavorável para as ações de empresas brasileiras. Em outras palavras, nem tudo está perdido. 

No mesmo relatório, Quaresma afirma que um cenário de juro estável no Brasil e prestes a cair nos Estados Unidos ainda é benéfico para os papéis. “Decerto, não é explosivo, mas ainda assim, positivo.”

Ela ainda vai além e diz que, mesmo que os juros permaneçam estáveis nos EUA, isso também não seria ruim.

“O juro estável mantém controlada a taxa de desconto do fluxo de caixa das empresas, permitindo que o mercado comece a acompanhar mais a evolução dos lucros – e menos o macro. Tivemos uma amostra disso ao longo deste mês, com os balanços mostrando crescimento de lucro na maioria das nossas empresas.”

O que fazer com a carteira de investimentos agora? Veja o que a analista recomenda

Frente às expectativas de uma Selic encerrando 2024 a 10,50% ao ano, a analista Larissa Quaresma recomenda que, de forma geral, o investidor mantenha sua alocação estrutural em ações, de forma compatível com a sua tolerância ao risco. 

Ela ressalta que esse cenário deve tornar ainda mais rigorosa a escolha de ações para compor o portfólio. 

Em resumo, a carteira de ações ideal para agora, segundo Quaresma, reúne empresas:

  • Em bom momento operacional;
  • Que seguem crescendo mesmo em meio ao cenário adverso;
  • Com boa rentabilidade;
  • E com balanços saudáveis.

Tudo isso ajuda o investidor a ter um portfólio capaz de atravessar o momento de juros a dois dígitos – que pode se estender por mais tempo que o previsto anteriormente –, potencializando os lucros a serem buscados na Bolsa brasileira.

Para a analista, existem 10 ações de qualidade que reúnem todas as características citadas acima. Portanto, são as melhores alternativas de investimento agora, na opinião de Quaresma. 

Uma delas é a ação do Itaú (ITUB4), o maior banco privado da América Latina, com R$ 1 trilhão em volume de empréstimos. Existem alguns pontos que sustentam essa recomendação, como:

  • A capacidade da companhia de antecipar ciclos de crédito, aumentando ou diminuindo o risco da carteira conforme o cenário previsto. Segundo a analista, essa é uma habilidade que ajudou o banco a atravessar períodos de inadimplência no Brasil e manter o índice de calote abaixo dos concorrentes;
  • A agenda de eficiência, que busca crescimento com despesas controladas e ajuda a manter uma boa rentabilidade;
  • E os dividendos, já que o ciclo intenso de investimentos em tecnologia e produtos chegou ao fim e, agora, o Itaú aumentou a proporção de lucro que distribui aos acionistas. 

Existem, ainda, outros motivos que levam a analista a recomendar a compra da ação ITUB4. Você pode ler a tese completa de investimento e conferir o peso dela na carteira recomendada acessando este relatório gratuito. 

Selic a 10,50%? Conheça as 10 ações que a analista indica comprar agora

Além de Itaú (ITUB4), a carteira recomendada da analista Larissa Quaresma ainda reúne outras nove ações listadas na B3. No total, são 10 ações brasileiras que têm o potencial de proteger o patrimônio investido e, ao mesmo tempo, gerar ganho de capital.

Essa é uma carteira gratuita, atualizada todos os meses e que pode ser acessada por qualquer pessoa – sem precisar pagar nada nem abrir conta em corretora. Basta você clicar aqui, deixar o seu e-mail e, em alguns minutos, o relatório com 10 ações recomendadas estará disponível no seu celular ou computador. 

Você não precisa se comprometer com nada para conferir as recomendações. Por isso, indico que dê uma olhada nos tickers, no peso de cada um deles na carteira e nas teses completas de investimento. Depois você pode decidir quais realmente valem a pena para a sua carteira agora:

Compartilhe

conteúdo empiricus

Campos Neto estagna Selic a 10,50% ao ano, mas essas 5 ações continuam sendo uma boa pedida para o investidor de bolsa

19 de junho de 2024 - 19:20

Para Ruy Hungria, da Empiricus, essa categoria de ações tende a ser a menos afetada pela perspectiva de juros mais altos por mais tempo

Conteúdo Empiricus

“É preciso que haja unanimidade na votação do Copom para recuperar a credibilidade perdida”, diz analista

19 de junho de 2024 - 17:00

Interferência de Lula na política monetária pode estressar o mercado e causar reação pior que placar de 5 a 4 no mês de maio; veja o que esperar da reunião do Copom de hoje (19)

Conteúdo Empiricus

Apple (AAPL) chega ‘atrasada’ na corrida da inteligência artificial, mas pode se tornar líder nessa disputa; entenda

19 de junho de 2024 - 16:00

Apple Intelligence é a primeira IA voltada para o consumidor final, avalia analista da Empiricus Gestão

Conteúdo Empiricus

‘Ressaca pós-Halving’: Bitcoin (BTC) pode cair ainda mais e revisitar os US$ 60 mil essa semana; entenda motivos

19 de junho de 2024 - 14:00

Bitcoin registra queda de 3% em sete dias, atingindo o patamar dos US$ 64 mil; especialista explica como se posicionar para os próximos dias

Conteúdo Empiricus

Indicador X: ferramenta capaz de gerar lucros de até R$ 3 mil por dia será lançada após primeiros usuários a aprovarem

19 de junho de 2024 - 13:47

Com a ajuda de um grupo de investidores com maior apetite por risco, Paulo Wesley conseguiu deixar sua tecnologia ‘redonda’ para o mercado

Conteúdo Empiricus

Às vésperas do Copom, Lula quer mais um corte na Selic: será que Campos Neto vai ceder? Veja o que está no radar do Banco Central para esta reunião

19 de junho de 2024 - 13:00

Em entrevista à CBN na última segunda-feira (18), o presidente Lula disse que não há motivos para manter a Selic a 10,50%; será que o presidente tem razão?

conteúdo empiricus

Bolsa ou renda fixa? ‘O investidor brasileiro está tomando a decisão errada’, diz João Piccioni, da Empiricus Gestão

19 de junho de 2024 - 8:00

Para o gestor de fundos, estar posicionado na bolsa brasileira com o Ibovespa abaixo dos 120 mil pontos pode ser uma oportunidade – veja as 10 ações mais promissoras para investir agora

Conteúdo Empiricus

As novas ‘queridinhas’ do mercado? Debêntures triplicam em 2024 e analista seleciona títulos que rendem até IPCA +7,1% sem IR

18 de junho de 2024 - 14:00

Renda fixa ‘premium’ chama a atenção em meio à taxa Selic nas alturas; 4 títulos se destacam como os mais promissores do mercado

conteúdo empiricus

‘Copo meio cheio’ ou ‘copo meio vazio’? Gestor projeta que o Ibovespa pode saltar até 21% e atingir os 145 mil pontos em 2024

18 de junho de 2024 - 12:00

João Piccioni, gestor de fundos da Empiricus Gestão, rebaixou a projeção para o Ibovespa de 170 mil para 145 mil pontos no fim de 2024; entenda o racional por trás da tese

Conteúdo Empiricus

Esqueça a análise técnica e o tape reading: novo indicador pode gerar média de R$ 3.000 por dia na bolsa

18 de junho de 2024 - 8:00

Indicador utiliza análise quantitativa e apenas alguns cliques para simplificar o day trade

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar