🔴 EVENTO GRATUITO: COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE

Fernanda Lopes
Fernanda Lopes
Formada em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP). Tem experiência como pesquisadora e redatora.
Conteúdo Empiricus

‘Teto’ de R$ 33 mil na aposentadoria: como a contribuição mais alta ao INSS poderia te dar uma renda confortável e um patrimônio de R$ 3 milhões

Aposentados brasileiros recebem menos do que deveriam da Previdência, mas há uma maneira de driblar isso

Fernanda Lopes
Fernanda Lopes
20 de janeiro de 2023
9:11
Idosos aposentadoria
Imagem: Shutterstock

Agora que a aposentadoria foi reajustada para 2023, os descontos na folha salarial dos contribuintes também vão mudar – e os brasileiros vão acabar pagando mais para o INSS.

Sim, é isso mesmo. A partir de fevereiro, a “fatia” do salário dos funcionários CLT, que é retida para financiar a Previdência, vai ser maior. Mas a pergunta que fica é: afinal, esse aumento de custo vai beneficiar o trabalhador?

Sabemos que a reclamação mais comum entre aposentados é em relação aos valores do benefício – você contribui a vida toda, e, quando chega na terceira idade e quer descansar, sem precisar se preocupar com trabalho… então descobre que a aposentadoria não cobre todas as suas despesas.

E assim, o que deveria ser garantia do seu descanso acaba virando outra dor de cabeça. 

Aposentados são obrigados a continuar trabalhando, ou então economizar drasticamente… tudo isso porque o governo não dá conta de garantir o padrão de vida da população por meio dos benefícios da Previdência.

E se estivéssemos falando de uma contribuição “pequena”, nem teria problema, certo? Mas não é bem assim.

Cálculos do diretor do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), Emerson Lemes, indicam que a contribuição de quem recebe a partir de R$ 7.600 será R$ 48,85 maior do que em 2022, no valor fixo de R$ 877,24

Esses valores correspondem a cerca de 11,5% dos salários mencionados.

Fazendo as contas a partir do teto, de R$ 877,24, descobrimos que todo ano, mais de R$ 11 mil saem do bolso do trabalhador para engordar os cofres da Previdência.

Mesmo assim, o teto da aposentadoria é de R$ 7.507,49, o que significa que esse é o valor máximo que você pode ganhar quando aposentado, mesmo que seu salário seja bem maior.

E mesmo que você não pague pelo teto, pode ter certeza: o que você vai receber é bem menos do que seria o justo, de acordo com o que você contribui.

Ou seja, o trabalhador é obrigado a entregar uma fortuna todo ano, sabendo que o retorno não vai compensar…

Entretanto, existe uma maneira de fazer com que seu dinheiro gere uma aposentadoria mais confortável no futuro, com um ‘teto’ de R$ 33 mil.

‘TETO’ DE R$ 33 MIL? CONHEÇA ESTA MANEIRA MODERNA DE SE APOSENTAR

Você pode receber ter uma aposentadoria mais tranquila, apesar da Previdência; saiba como

O benefício da aposentadoria tem valores tão baixos no Brasil pela maneira como a Previdência funciona no país.

Aqui, o benefício é de repartição. Isso quer dizer que os aposentados no Brasil são pagos com o dinheiro arrecadado das contribuições dos trabalhadores na ativa.

Então, a contribuição que sai do seu salário vai para a conta do INSS, e é repassada aos cidadãos que estão aposentados atualmente.

Isso significa que o dinheiro que você recebe ao se aposentar não é de fato o “seu”, no sentido de que o governo não guarda seu dinheiro, esperando para repassá-lo a você na hora certa. A sua contribuição já foi usada para pagar o benefício de outras pessoas, e o seu benefício é pago pela contribuição de trabalhadores ativos.

O problema disso, é claro, é que ninguém recebe de fato o que pagou a vida toda, e trabalhadores que ganhavam bons salários são obrigados a se contentar com valores de aposentadoria muito inferiores.

Sendo que, se houvesse correspondência entre os pagamentos e o valor da aposentadoria, muita gente não precisaria enxugar os gastos depois que parar de trabalhar.

Além disso, as regras da aposentadoria mudam o tempo todo. Fica difícil prever quando exatamente você vai se aposentar, e, na verdade, parece que o processo fica mais difícil a cada mudança do INSS.

Então, é preciso contribuir a vida toda, o processo da aposentadoria é demorado e imprevisível, e no final das contas o pagamento nem é “aquelas coisas”, mesmo se você receber o teto.

Nesta outra Previdência, seu “teto” poderia ser de R$ 33 mil

A incompatibilidade entre o que os contribuintes do INSS pagam e o que recebem é enorme.

Se esse mesmo dinheiro fosse aplicado neste outro modelo de Previdência, em que você não financia outras pessoas, mas sim a sua própria aposentadoria, a situação financeira no futuro seria bem melhor.

Imaginemos alguém que paga sobre o teto do INSS. Ao investir a contribuição do teto, de R$ 877,24 por mês, em um fundo de previdência de renda fixa por 40 anos (tempo necessário para um homem se aposentar), considerando o rendimento médio real do CDI desde o Plano Real, você se aposentaria com uma reserva de R$ 2.926.824.

Ao se aposentar, se você simplesmente resgatasse esse dinheiro e aportasse no atual  Tesouro Selic, estaríamos falando de uma renda de aproximadamente R$ 33 mil, e um patrimônio acumulado de quase R$ 3 milhões. Muito melhor que o INSS, não?

O mesmo vale para quem faz um fundo de previdência em ações. Considerando a rentabilidade do Ibovespa desde 1994, o saldo final de quem contribui com o teto seria de R$ 1.200.817,01.

Aplicado na Selic, essa valor renderia aproximadamente R$ 13 mil ao mês.

Trata-se de um investimento que pode, portanto, te garantir um bom “salário” depois de aposentado, sem precisar contar com os valores baixos do INSS e sem precisar se preocupar com as regras que mudam toda hora…

QUERO BUSCAR UMA APOSENTADORIA COM UM ‘TETO’ DE MAIS DE R$ 33 MIL MENSAIS

Algumas previdências privadas podem ‘devolver’ parte do seu Imposto de Renda

O investimento que estou falando é bem conhecido: a Previdência Privada. Mesmo assim, muita gente não conhece os outros benefícios que esse tipo de investimento oferece.

A ideia básica por trás de uma Previdência Privada é permitir que você guarde dinheiro para o futuro sem a necessidade da mediação do governo. 

Isso significa que os valores não são fixos como no caso das contribuições ao INSS, que saem direto do seu salário. Os aportes vão depender do plano escolhido e de o quanto você estiver disposto a guardar.

Outra diferença entre a Previdência Privada e a Previdência Social, do governo, é que o dinheiro que você recebe ao final da sua contribuição corresponde ao que você poupou ao longo da vida.

O dinheiro é de fato todo seu, e se você fizer aportes maiores, terá um “salário” maior quando aposentado.

Uma outra vantagem da Previdência Privada que pouca gente conhece é a possibilidade de reaver parte do Imposto de Renda. 

Isso significa que, ao investir em Previdência Privada, você acerta dois coelhos com uma cajadada só: garante seus rendimentos futuros sem precisar passar “sufoco” com o INSS e ainda recebe de volta parte do que pagou ao governo.

Dependendo do seu salário, a restituição pode chegar a até 27,5% do valor aportado.

A projeção que apresentamos, inclusive, ignora completamente o efeito de impostos de benefícios fiscais. Portanto, você poderia ter um rendimento ainda maior.

‘TETO’ DE ATÉ R$ 33 MIL: QUERO MOLDAR MINHA APOSENTADORIA E PAGAR MENOS IMPOSTO

Mas como existe mais de um modelo de previdência, a melhor coisa a fazer é se informar antes de tomar qualquer decisão. Afinal de contas, o assunto é sério. Esse é o tipo de escolha que pode garantir uma aposentadoria tranquila para você e para sua família.

Pensando nisso, a Empiricus Research elaborou o Guia Completo da Previdência Privada. 

O objetivo do documento é tirar todas as dúvidas sobre esse tipo de investimento, para que você possa fazer a melhor escolha.

Nele você encontrará todas as informações a respeito dos diferentes modelos de contribuição para Previdência Privada, além de recomendações de onde investir e uma lista dos piores fundos de Previdência do mercado, para você manter distância.

Em resumo, tudo que você precisa saber para escolher uma Previdência que te ofereça o sossego de saber que seus rendimentos estão garantidos, e que não dependem de decisões do governo, mudanças nas regras de aposentadoria, ou do teto do INSS, que só fica mais baixo conforme o preço das coisas sobe cada vez mais… 

O guia completo está sendo oferecido como cortesia pela Empiricus Investimentos, e pode ser acessado gratuitamente no link abaixo.

GRATUITO: ACESSE O GUIA COMPLETO DA PREVIDÊNCIA PRIVADA

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

‘Chance rara’ para viver de renda: esta ação é destaque entre 11 fontes de renda passiva

23 de abril de 2024 - 18:00

Estratégia da Empiricus para ter salário extra sem trabalhar a mais por isso conta com ativos tradicionais e alternativos

Conteúdo Empiricus

Temporada de balanços do 1T24: especialistas vão disponibilizar análises gratuitas dos resultados; acesse

23 de abril de 2024 - 16:53

Analistas da Empiricus Research vão analisar mais de 50 balanços ao longo da temporada de resultados; saiba como ter acesso gratuito

conteúdo empiricus

INSS ou ‘Isso Nunca Será Suficiente’? Veja como ter uma aposentadoria tranquila sem depender só do benefício do governo

23 de abril de 2024 - 16:00

Estudo feito em 2022 mostrou que, dos mais de 36 milhões beneficiários, apenas 0,002% receberam o valor do teto do INSS, de R$ R$ 7.786,02

conteúdo empiricus

Andrea Almeida: De executiva a ex-CFO da Petrobras; Conheça a mente por trás de uma das mulheres mais poderosas do mundo

23 de abril de 2024 - 12:00

Para Andrea Marques de Almeida, ex-CFO da Petrobras (PETR4) e executiva no mercado, conectar-se com a equipe em que lidera, é uma função importante

Conteúdo Empiricus

VALE3: ‘Futuro promissor do minério de ferro’ será suficiente para alavancar a ação da Vale? Veja opinião de analista

23 de abril de 2024 - 10:00

Matheus Soares, analista do Market Makers, conta o que ele espera do balanço 1º trimestre de 2024, a ser divulgado pela mineradora na próxima quarta-feira

Conteúdo Empiricus

Vale (VALE3), Usiminas (USIM5), Cielo (CIEL3), Klabin (KLBN11) e mais: veja as empresas que abrem a temporada de resultados do 1T24

22 de abril de 2024 - 14:32

Dez empresas vão divulgar seus balanços do 1T24 na primeira semana da temporada; saiba como receber análises gratuitas dos resultados

Conteúdo Empiricus

Cadê o rali da bolsa? Para Felipe Miranda, CEO da Empiricus, ‘o ano não está perdido’; veja onde investir agora

22 de abril de 2024 - 8:00

Apesar dos juros altos nos EUA, guerra no Oriente Médio e incerteza fiscal no Brasil, CEO da Empiricus Research continua apostando no rali da bolsa; entenda

Conteúdo Empiricus

Conheça a lei ‘esquecida’ de 1993 que pode gerar até R$ 2.000 de renda extra para brasileiros

21 de abril de 2024 - 10:00

Empresário do mercado financeiro anuncia estratégia baseada nessa lei que pode te ajudar a criar uma renda passiva mensal; entenda

Conteúdo Empiricus

‘Rastreador de tendências’ da Bolsa viabiliza ganhos diários mesmo que até 80% das operações deem errado; veja como usar

21 de abril de 2024 - 8:00

Ferramenta é capaz de identificar padrões no mercado financeiro e pode gerar lucros médios acima de R$ 500 por dia

conteúdo empiricus

‘A mediocridade é boa para ganhar dinheiro’: confira as perspectivas de Luis Stuhlberger, da Verde, e Daniel Goldberg, da Lumina, para a economia brasileira

20 de abril de 2024 - 16:00

Veja os principais destaques do painel entre Luis Stuhlberger, do fundo Verde, e Daniel Goldberg, da Lumina, durante o Macro Summit Brasil 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar