🔴 EVENTO GRATUITO: COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE

João Escovar
Jornalista especializado em Finanças
Conteúdo Empiricus

O ‘grande segredo’ das seguradoras permite que investidores tenham renda em dólar; valor fica entre R$ 500 e R$ 2.500 por semana

Estratégia envolve a venda de opções no mercado financeiro; entenda a mecânica

João Escovar
7 de fevereiro de 2023
7:59
carro dóar dinheiro renda
Ponderação entre risco e retorno, usada por seguradoras, é fundamental para ganhar dinheiro com recorrência no mercado financeiro. - Imagem: Getty Images/Júlia Shikota

Uma maneira incomum de obter renda extra está fazendo sucesso e pode ganhar mais projeção ainda entre os brasileiros a partir do próximo dia 13, segunda-feira.

Trata-se de uma estratégia desenvolvida por Ruy Hungria, analista sênior de investimentos, físico pela USP e especialista em finanças, inspirado pela metodologia utilizada pelas principais seguradoras de automóveis do Brasil e do mundo, como Allianz, Porto Seguro e SulAmérica.

O projeto consiste em buscar renda semanal em dólar, com objetivos que variam entre US$ 100 e US$ 500 a cada sete dias, valores que, na cotação atual, representam de R$ 518 a R$ 2.590 toda semana.

A renda é buscada em moeda estrangeira por dois motivos:

  • O mercado americano possui mais opções e mais liquidez do que o brasileiro, o que permite encontrar maiores oportunidades de geração de renda;
  • O dólar é muito mais sólido do que o real - e ter renda na moeda americana traz muito mais segurança para bancar seu custo de vida.

Bem, mas como funciona essa estratégia para receber pagamentos recorrentes toda semana?

QUERO BUSCAR RENDA DE US$ 100 A US$ 500 TODA SEMANA

Venda de opções: entenda o macete para buscar renda semanal em dólar

Apesar de ser capacitado para atuar em qualquer segmento do mercado financeiro, como a análise de ações, Ruy é especialista em um outro tipo de ativo, que muita gente não conhece ou pensa que é algo extremamente complexo: as opções.

Como o próprio nome diz, as opções são um direito de exercer ou não a compra ou a venda de outros ativos, normalmente ações. Por conta disso, elas são chamadas também de ‘derivativos’, ou seja, ativos que dependem de outra categoria.

De maneira geral, quem compra uma opção paga um ‘prêmio’ para ter o direito de, no futuro, comprar ou vender uma ação por determinado valor, independentemente de quanto ela valha no mercado.

quem vende uma opção recebe a remuneração desse prêmio, mas se compromete a comprar ou vender a ação no futuro pelo valor determinado.

Vamos a um exemplo: imagine que uma ação da Apple (AAPL) seja negociada hoje a US$ 150.

Um investidor acredita que a ação tenha muito potencial para subir para US$ 200, mas não tem os recursos necessários para comprá-la. Assim, ele adquire de você, que não enxerga esse mesmo potencial, uma opção de compra de Apple com preço de execução de US$ 175, pagando US$ 10 por opção.

Quando a data de execução chegar, o comprador da opção terá duas alternativas:

  • Se Apple estiver sendo negociada acima de US$ 175, executar a opção, comprando de você a esse preço e vendendo no mercado mais caro;
  • Se Apple estiver abaixo de US$ 175, a opção não tem valor e não será executada, de modo que você, enquanto vendedor, fica com o valor do prêmio.

Ou seja, você, enquanto investidor, receberá uma ‘renda limpa’ se a opção não for executada. Mas como garantir que ela não será?

As seguradoras já fazem isso há muito tempo…

Uma boa analogia para a venda de opções é o mercado de seguros automotivos. Quando contratamos um seguro para nosso carro, por exemplo, jamais queremos acioná-lo, mas pagamos um prêmio para a seguradora para termos direito ao valor do carro em caso de sinistro, como roubo ou perda total.

“Na maioria dos contratos, a seguradora recebe o valor do prêmio e não precisa desembolsar nem um real, já que não acontece nada com o veículo. Em alguns casos, ela terá de arcar com o valor do veículo. Mas, considerando os riscos e o prêmio de cada contrato, a operação total tende a ser muito lucrativa”, explica Hungria.

O segredo para que o investimento em opções seja rentável, portanto, é buscar operações que gerem o maior retorno (prêmio pago) diante do menor risco (possibilidade de a opção ser executada).

Para determinar os preços de cada seguro, as empresas possuem uma tabela baseada no risco de sinistro de cada contrato. A partir daí, o preço cobrado é sempre maior do que o risco aponta, indicando um provável lucro na operação.

É por conta disso que motoristas jovens e cheios de multas, por exemplo, pagam mais caro do que motoristas experientes com um bom histórico.

O mesmo ocorre com as opções: para ter lucro vendendo esses ativos, é preciso que a relação entre o prêmio e o risco seja vantajosa.

Assim, você poderá obter uma alta renda na maioria das suas operações e, mesmo quando perder em alguma delas, o prejuízo será compensado pelos outros ganhos.

QUERO USAR A TÁTICA DAS SEGURADORAS PARA TER A CHANCE DE OBTER RENDA EM DÓLAR

Como identificar as opções com melhor risco e retorno?

No mercado financeiro, não existe uma tabela de risco assim como a das seguradoras de veículo. Entretanto, modelos desenvolvidos por grandes analistas, como Ruy Hungria, são capazes de prever com precisão as probabilidades de variação no preço de cada ativo.

É por meio destas técnicas que o investidor identifica quais são as opções com maior chance de gerar renda em dólar.

Imagine que, no exemplo em que utilizamos, a probabilidade de que Apple subisse fosse baixa. Nesse caso, faria muito sentido vender uma opção que só seria executada em caso de uma alta significante.

Afinal, todas as chances apontam para um cenário em que o vendedor recebe o prêmio da opção limpo. É este tipo de oportunidade que Hungria busca.

O analista, inclusive, preparou um material exclusivo explicando o passo a passo para buscar renda em dólar com opções e identificar as operações com melhor potencial de retorno.

O material pode ser acessado gratuitamente, por meio deste link. Após deixar seu contato, você o receberá em seu e-mail.

O conteúdo foi produzido para que qualquer investidor possa buscar ganhos em dólar, ou seja, não é um pré-requisito que você já tenha conta no exterior ou conheça o mercado de opções.

Tudo será explicado de maneira simples e ‘mastigada’, para que o maior número de brasileiros tenha a chance de ganhar dinheiro toda semana.

Para receber seu material gratuito, basta clicar no botão abaixo e deixar seu e-mail:

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

‘Chance rara’ para viver de renda: esta ação é destaque entre 11 fontes de renda passiva

23 de abril de 2024 - 18:00

Estratégia da Empiricus para ter salário extra sem trabalhar a mais por isso conta com ativos tradicionais e alternativos

Conteúdo Empiricus

Temporada de balanços do 1T24: especialistas vão disponibilizar análises gratuitas dos resultados; acesse

23 de abril de 2024 - 16:53

Analistas da Empiricus Research vão analisar mais de 50 balanços ao longo da temporada de resultados; saiba como ter acesso gratuito

conteúdo empiricus

INSS ou ‘Isso Nunca Será Suficiente’? Veja como ter uma aposentadoria tranquila sem depender só do benefício do governo

23 de abril de 2024 - 16:00

Estudo feito em 2022 mostrou que, dos mais de 36 milhões beneficiários, apenas 0,002% receberam o valor do teto do INSS, de R$ R$ 7.786,02

conteúdo empiricus

Andrea Almeida: De executiva a ex-CFO da Petrobras; Conheça a mente por trás de uma das mulheres mais poderosas do mundo

23 de abril de 2024 - 12:00

Para Andrea Marques de Almeida, ex-CFO da Petrobras (PETR4) e executiva no mercado, conectar-se com a equipe em que lidera, é uma função importante

Conteúdo Empiricus

VALE3: ‘Futuro promissor do minério de ferro’ será suficiente para alavancar a ação da Vale? Veja opinião de analista

23 de abril de 2024 - 10:00

Matheus Soares, analista do Market Makers, conta o que ele espera do balanço 1º trimestre de 2024, a ser divulgado pela mineradora na próxima quarta-feira

Conteúdo Empiricus

Vale (VALE3), Usiminas (USIM5), Cielo (CIEL3), Klabin (KLBN11) e mais: veja as empresas que abrem a temporada de resultados do 1T24

22 de abril de 2024 - 14:32

Dez empresas vão divulgar seus balanços do 1T24 na primeira semana da temporada; saiba como receber análises gratuitas dos resultados

Conteúdo Empiricus

Cadê o rali da bolsa? Para Felipe Miranda, CEO da Empiricus, ‘o ano não está perdido’; veja onde investir agora

22 de abril de 2024 - 8:00

Apesar dos juros altos nos EUA, guerra no Oriente Médio e incerteza fiscal no Brasil, CEO da Empiricus Research continua apostando no rali da bolsa; entenda

Conteúdo Empiricus

Conheça a lei ‘esquecida’ de 1993 que pode gerar até R$ 2.000 de renda extra para brasileiros

21 de abril de 2024 - 10:00

Empresário do mercado financeiro anuncia estratégia baseada nessa lei que pode te ajudar a criar uma renda passiva mensal; entenda

Conteúdo Empiricus

‘Rastreador de tendências’ da Bolsa viabiliza ganhos diários mesmo que até 80% das operações deem errado; veja como usar

21 de abril de 2024 - 8:00

Ferramenta é capaz de identificar padrões no mercado financeiro e pode gerar lucros médios acima de R$ 500 por dia

conteúdo empiricus

‘A mediocridade é boa para ganhar dinheiro’: confira as perspectivas de Luis Stuhlberger, da Verde, e Daniel Goldberg, da Lumina, para a economia brasileira

20 de abril de 2024 - 16:00

Veja os principais destaques do painel entre Luis Stuhlberger, do fundo Verde, e Daniel Goldberg, da Lumina, durante o Macro Summit Brasil 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar