🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Giovanna Figueredo
Giovanna Figueredo
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (USP), já trabalhou com marketing e redes sociais em uma consultoria financeira e é redatora dos portais Seu Dinheiro e Money Times.
Conteúdo Empiricus

Magazine Luiza (MGLU3): oportunidade de compra ou ‘furada’? 4T22 acima das expectativas foi ofuscado por suspeita de irregularidades comerciais; veja como agir

O Magazine Luiza (MGLU3) divulgou resultados surpreendentes do 4T22 na madrugada da última sexta-feira (10); mesmo assim, a ação chegou a despencar -11,2% – entenda o que aconteceu

Giovanna Figueredo
Giovanna Figueredo
11 de março de 2023
8:00 - atualizado às 8:26
magazine luiza magalu mglu3 balanço 4t22 prejuízo
Imagem: Shutterstock/Montagem: Felipe Alves

Um dos balanços mais aguardados da temporada foi divulgado na madrugada da última sexta-feira (10). O Magazine Luiza (MGLU3) publicou seus resultados do 4T22 e do ano de 2022 e, embora tenha superado as expectativas, não conseguiu animar o mercado.

Às 10h25, os investidores já não pareciam muito felizes sobre o papel e a ação despencava -11,2%. No fim do dia, o papel fechou o pregão no "zero a zero", com um rendimento de 0,29%

O resultado da gigante varejista não foi tão ruim quanto o esperado, mas isso também não significa que agradou os olhos do acionista. O Magalu reportou um prejuízo líquido de R$ 36 milhões, enquanto no ano passado teve um lucro de R$ 93 milhões.

Os analistas consultados pela Refinitiv esperavam um prejuízo de, em média, R$ 78,8 milhões.

O resultado anual também não foi dos melhores. Para ter ideia do tamanho da despencada, o acumulado de 2022 teve um prejuízo de R$ 499 milhões. Em 2021, a empresa registrou um lucro de R$ 590 milhões.

Mesmo com tantos números negativos, o balanço teve algumas informações boas. Por exemplo, a empresa surpreendeu com um aumento de 176,7% do Ebitda ajustado e de 16% das vendas no e-commerce, ambos na base anual.

Além disso, a companhia chamou a atenção com um número bem interessante: as vendas online têm crescido uma média de 44% ao ano nos últimos três anos.

Com essas informações na mesa, o que fazer com o papel MGLU3? Aproveitar a queda para ir às compras ou seguir o mercado e “fugir” da varejista?

O BB Investimentos e o Citi, por exemplo, recomendam investir na ação. Mas, por outro lado, os analistas da Empiricus Research têm uma opinião bem diferente.

Eles acreditam que é melhor ficar de fora do papel neste momento e, inclusive, defendem que a ação de outra varejista está muito mais atrativa para investir neste momento.

A seguir, explico o que vem acontecendo com o Magazine Luiza e o que você deve fazer para buscar bons retornos na bolsa.

O que fez a ação MGLU3 despencar na bolsa no dia do balanço (e nos últimos 12 meses)?

Na manhã após divulgação do balanço, o percentual de queda da ação chegou aos dois dígitos, mas não é de hoje que o Magalu tem passado por maus bocados na bolsa. Nos últimos 12 meses, o papel acumula uma desvalorização de -43%, veja: 

magazine luiza mglu3 magalu performance ação
Fonte: Google Finance (10/03/2023)

Um dos principais vilões da ação nesses últimos tempos tem sido a alta dos juros. O setor de varejo como um todo foi bem penalizado com o cenário macroeconômico atual e o Magazine Luiza foi uma das empresas mais impactadas.

Segundo o analista Fernando Ferrer, da Empiricus Research, o prejuízo da companhia neste trimestre foi diretamente impactado pelo aumento da taxa de juros. “O cenário segue desafiador para a companhia e para as demais empresas do setor”, pontua.

Mas a despencada da ação no dia da divulgação dos resultados não foi apenas pelos números publicados – que, afinal, foram acima das expectativas. A queda também tem um motivo adicional.

A companhia revelou, logo depois do balanço, que recebeu uma denúncia anônima de supostas práticas comerciais em desacordo com o compliance da empresa.

As informações disponíveis até agora apontam que três distribuidores, que representam 3,5% do total dos produtos comprados pela companhia em 2022, podem estar envolvidos em práticas ilegais de bonificação.

O mercado rapidamente ficou em alerta sobre as investigações internas do Magalu. Portanto, a denúncia acabou pesando na performance da ação no dia de hoje.

Independentemente do andamento deste caso, os analistas da Empiricus Research acham “furada” apostar em MGLU3 no momento.

Para Ferrer, é perceptível a melhoria operacional da companhia, mas a ação ainda está cara, negociando a 11 vezes o valor da firma sobre o Ebitda de 2023. Por isso, é melhor fugir dos papéis por enquanto.

No entanto, isso não significa que é hora de ficar de fora de todas as ações do varejo. Pelo contrário: os analistas da Empiricus Research encontraram uma empresa do setor que está extremamente descontada e pode decolar em breve.

A companhia recomendada pela equipe de análise tem mais de 50 anos de história, tem crescido de forma consistente, apresenta lucros resilientes e é líder no mercado em que atua

A ação da empresa está sendo negociada com um desconto de 36%, segundo os analistas, e a empresa está cada vez caminhando mais para uma expansão internacional. 

É por isso que a equipe de análise acredita que esta é uma varejista melhor que o Magazine Luiza e incluiu o papel em uma lista de 10 melhores ações para investir em março.

Os analistas acreditam que, no contexto econômico atual, o melhor a se fazer é buscar companhias mais sólidas, com resultados consistentes e alto potencial lucrativo – o que, para a equipe, não é o caso de Magalu neste momento.

Com esses princípios em mente, eles chegaram à recomendação desta ação do setor de varejo e outros 9 papéis que estão valendo uma “pechincha” na bolsa.

ESQUEÇA MAGALU: CONHEÇA UMA VAREJISTA MAIS ATRATIVA E OUTROS 9 ATIVOS PARA INVESTIR EM MARÇO

Melhor que Magazine Luiza? Veja qual é a varejista promissora e outras 9 ações

Enquanto a ação do Magazine Luiza derrete na bolsa, os analistas da Empiricus Research recomendam investir nesta varejista mais promissora e em outros 9 papéis com potencial de valorização que chega a 20%, 25%, 50% e até 80% no longo prazo.

Os ativos fazem parte de diferentes setores da economia, mas todos eles têm três características em comum: a solidez das empresas, os preços bem abaixo das suas médias históricas e a perspectiva de lucros atrativos para os investidores.

Para os especialistas, estas 10 ações são as melhores apostas para o mês de março. A equipe de análise produziu um relatório que revela o nome desses 10 ativos e explica a tese de investimento em cada um deles.

A boa notícia é que você pode acessar este material de forma 100% gratuita e conhecer as 10 ações recomendadas pela casa de research que indica “pular fora” de MGLU3.

Normalmente, recomendações como essas 10 ações são disponibilizadas somente para assinantes da Empiricus Research. Mas agora, a Empiricus Investimentos – corretora do mesmo grupo – está entregando este material como uma cortesia.

Veja: você não tem nada a perder. É possível simplesmente acessar a carteira, ver cada uma das recomendações e, só depois, decidir se elas fazem sentido para os seus investimentos.

Agora é com você. Basta clicar no botão abaixo para conhecer a varejista mais atrativa que o Magazine Luiza e outras 9 ações atrativas da bolsa brasileira:

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

‘Não há mais espaço para corte de juros no Brasil’, diz analista; Veja opções na renda fixa para receber até IPCA +7,5% e surfar na Selic de dois dígitos 

14 de junho de 2024 - 16:00

Analista traz recomendação para buscar retornos acima da taxa básica de juros com investimentos em renda fixa

Conteúdo Empiricus

Maxi Renda (MXRF11): fundo imobiliário oferece novas cotas por R$ 10,07; vale investir?

14 de junho de 2024 - 14:00

O Maxi Renda (MXRF11), fundo imobiliário com mais cotistas da B3 pretende emitir até 102 milhões de novas cotas

Conteúdo Empiricus

Pix agendado de US$ 1 milhão ou R$ 6 milhões: o que você gostaria de receber daqui a 10 anos?

14 de junho de 2024 - 12:00

Decisão hoje parece simples, mas diferenças entre as moedas tendem a se acentuar em uma década; entenda

conteúdo empiricus

‘O Brasil não vai explodir’: Ibovespa perde os 120 mil pontos, mas CEO da Empiricus segue na estratégia de acumular ações de excelentes empresas

14 de junho de 2024 - 10:00

Para Felipe Miranda, estrategista responsável pela tese sobre o “Fim do Brasil”, o cenário para as ações brasileiras, embora negativo, não é tão catastrófico como parece

Conteúdo Empiricus

‘Você é capaz de seguir 3 sinais? Então você consegue operar com essa ferramenta’: conheça a grande novidade do day trade

14 de junho de 2024 - 8:00

O objetivo do Indicador X é poder gerar renda média de R$ 3 mil por dia, seguindo apenas 3 indicadores e realizando 2 operações; conheça

conteúdo empiricus

‘Estamos muito tranquilos com essa carteira’: casa de análise mantém recomendação em ações que caíram 4% em maio; veja motivo

13 de junho de 2024 - 16:00

Empiricus decide manter ações em carteira que desvalorizou mais do que o Ibovespa no mês de maio; entenda a decisão da casa de análise e conheça as ações em que ela está apostando

Conteúdo Empiricus

2024 é ‘o ano que não começou’ para o Brasil, diz Felipe Miranda, da Empiricus; o que a bolsa precisa para retomar a trajetória de alta?

13 de junho de 2024 - 15:45

Veja quais são os gatilhos que podem ajudar a economia brasileira a decolar ainda neste ano, segundo o CEO da Empiricus

Conteúdo Empiricus

Renda fixa ou ‘perda fixa’? Conheça classe de ativos criticada mas que pode pagar retornos reais de 7,5% ao ano; entenda

13 de junho de 2024 - 12:00

Para analista da Empiricus Research, o investidor que deseja ganhar dinheiro no longo prazo deve ter uma estratégia de renda fixa na carteira

Conteúdo Empiricus

Brasil sobe em ranking mas ainda está entre ‘piores lugares do mundo para investir’, diz CEO; como se proteger com dólar?

13 de junho de 2024 - 8:00

Alta de 0,8% do PIB, no 1T24, colocou o Brasil na 8ª posição de ranking das maiores economias do mundo – mas ainda é preciso ter uma parte do patrimônio em dólar, diz Empiricus

Conteúdo Empiricus

“É inconcebível ter 0% de investimento no exterior”, diz analista da Empiricus Research; entenda o motivo

12 de junho de 2024 - 16:00

De acordo com Enzo Pacheco, não vale a pena focar no Brasil tendo em vista que o risco fiscal aqui é maior e há menos opções disponíveis na bolsa

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar