🔴 INTER DEU ADEUS À BOLSA BRASILEIRA E EU PERDI METADE DO MEU PATRIMÔNIO: VEJA DETALHES DO CASO REAL

Cotações por TradingView
2023-05-07T09:35:13-03:00
Giovanna Figueredo
Giovanna Figueredo
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (USP), já trabalhou com marketing e redes sociais em uma consultoria financeira e é redatora dos portais Seu Dinheiro e Money Times.
Conteúdo Empiricus

Juros a 13,75% e Campos Neto demitido? Enquanto PT exige novo presidente do BC após Copom, título público pode pagar mais que o dobro do Tesouro Selic

Copom sinalizou que a Selic vai continuar alta e causou burburinhos, mas é possível ganhar mais que o dobro da taxa básica com um título público que rende 30% ao ano (220% do CDI); conheça

Giovanna Figueredo
Giovanna Figueredo
7 de maio de 2023
12:00 - atualizado às 9:35
Presidente do BC, Roberto Campos Neto
Presidente do BC, Roberto Campos Neto - Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A reunião do Copom aconteceu na última quarta-feira (3), mas até agora está dando o que falar. A decisão foi seguir com a taxa Selic a 13,75%, como já era esperado pelo mercado, mas não foi uma notícia muito bem aceita por todo mundo...

Logo após o anúncio da manutenção da taxa de juros, a cúpula do PT começou a exigir a demissão de Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central.

Jilmar Tatto, por exemplo, que é secretário de comunicação do partido, defende que o BC precisa urgentemente de um novo presidente e os juros nas alturas estão prejudicando a economia brasileira.

Até o presidente Lula se manifestou em crítica à decisão do Copom. Em referência a Campos Neto, o presidente declarou na quinta (4): “ninguém fala de juros, como se um homem sozinho pudesse saber mais do que a cabeça de 215 milhões de pessoas”.

A “briga” entre Lula e Campos Neto já está rendendo há algum tempo. Enquanto o primeiro tenta pressionar o Banco Central a diminuir a taxa de juros brasileira, o segundo se mantém firme na opinião de que enquanto a inflação não acalmar, continuará o mesmo tom.

E parece que Lula está perdendo essa briga por enquanto. A expectativa do mercado é que os juros só comecem a cair a partir de setembro. Portanto, é possível que o Brasil tenha uma Selic a 13,75% por mais um tempo.

Em um cenário como esse, há duas principais alternativas: chorar o leite derramado com o acesso ao crédito mais caro ou tentar surfar esse período de juros altos com investimentos altamente lucrativos.

Se você prefere seguir com a segunda opção, aqui vai uma boa notícia: nos próximos dias, uma corretora vai liberar uma oferta de um título público turbinado com rendimento de 220% do CDI.

Esse é um retorno raríssimo no mercado. Na maioria dos bancos e corretoras só se encontram ativos que rendem 100% ou, no máximo, 110% do CDI. Mas esse não é o caso aqui.

Esse título público paga mais que o dobro do Tesouro Selic e praticamente 4 vezes acima do rendimento da poupança. Para ter ideia, no cenário de juros atual, o ativo pode pagar 30% ao ano.

220% DO CDI: CONHEÇA GRATUITAMENTE ESTE TÍTULO PÚBLICO PREMIUM COM RENDIMENTO ACIMA DA MÉDIA

Mais que o dobro do Tesouro Selic, isenção de Imposto de Renda e risco menor que os CDBs

A sinalização de que a Selic continuará alta por mais um tempo acendeu um alerta entre os investidores de ativos de risco, como as ações da bolsa brasileira.

Em período de juros altos, muitas empresas são penalizadas pela perda de poder de compra dos brasileiros, os resultados começam a cair e os investidores preferem ficar de fora das ações dessas companhias.

Assim, os papéis começam a despencar e os acionistas vêem seu investimento sendo corroído. Por outro lado, ativos atrelados à taxa básica de juros ou ao CDI se dão bem.

Este é o caso, por exemplo, do Tesouro Selic, que está pagando 13,75% ao ano. Mesmo assim, é possível ganhar mais que o dobro disso com o título público turbinado fora do radar que rende 220% do CDI e tem risco de crédito controlado.

Para ter ideia da exclusividade desse retorno, o Ibovespa, nos últimos 10 anos, entregou uma valorização média de 6% ao ano. Ou seja, quase 4 vezes menos que esse ativo “turbinado”.

Mas além do rendimento extremamente atrativo de 220% do CDI, esse título público tem alguns outros destaques:

  • Isenção de Imposto de Renda para ganhos mensais de até R$ 35 mil;
  • Prazo estimado de 2 anos e meio;
  • Risco de crédito menor que títulos privados como os CDBs;
  • Sem aporte máximo.

Ou seja: todos os ganhos são líquidos e não há abocanhada do Leão caso os lucros mensais não ultrapassem R$ 35 mil. E na verdade, para chegar a esse valor, precisaria ter uma fortuna considerável investida só nesse ativo.

Para ter ideia de quanto é possível ganhar com esse investimento, vamos simular um investimento de R$ 10 mil no período de 2 anos e meio. Considerando a taxa Selic atual durante todo o prazo, a 13,75% ao ano, o investidor pode transformar o dinheiro em R$ 19.280

Portanto, trata-se de um lucro de R$ 9.280 totalmente isento de Imposto de Renda. Esse ativo tem potencial para praticamente dobrar o valor investido.

E isso é apenas uma conta para ilustrar os rendimentos com um aporte de R$ 10 mil. Quanto maior for o investimento, mais dinheiro é possível receber.

220% DO CDI: SAIBA COMO APROVEITAR ESSE ATIVO COM RISCO DE CRÉDITO REDUZIDO E ISENÇÃO DE IR

O grande problema desse investimento: esgota em poucas horas

Até pouco tempo atrás, esse tipo de título público só era conhecido entre os investidores institucionais e multimilionários. Mas a corretora Empiricus Investimentos decidiu abrir a oportunidade para qualquer brasileiro conhecer esse ativo que rende muito acima da média.

O único problema é que exatamente por ser bem atrativo, ele esgota muito rápido. Sempre que a corretora libera uma nova oferta, o lastro (quantidade total disponível para investir) é atingido em poucas horas.

Nesse caso principalmente, em que o rendimento é de 220% do CDI, seriam poucos os investidores que conseguiriam aproveitar porque logo acabaria a oferta. Foi pensando nisso que a corretora decidiu criar um grupo VIP para mandar todas as informações sobre esse ativo.

Assim, os interessados já ficam sabendo exatamente quando o investimento estará disponível. 

O que se sabe até agora é que o título público premium entrará na plataforma da corretora no dia 9 de maio, mas quem estiver nesse grupo VIP será alertado no momento exato.

Veja: você não encontrará em nenhum outro lugar este título público. Você pode simplesmente se cadastrar no grupo VIP sem gastar nem um centavo e só na próxima semana decidir se quer, de fato, investir neste ativo.

Se você deixar para depois, é bem improvável que ainda consiga encontrá-lo disponível...

Para garantir sua vaga neste grupo VIP gratuito, basta acessar o botão abaixo e seguir as instruções:

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Até R$ 5 mil por semana? Plataforma criada por economista da UERJ está enriquecendo brasileiros; veja como testá-la

4 de junho de 2023 - 10:00

Em “dias bons”, a ferramenta já conseguiu retornos superiores a 2 salários mínimos

conteúdo empiricus

MXRF11 pode ser ‘pop’, mas não é o mais recomendado da bolsa – veja ranking com os 5 melhores fundos imobiliários para comprar em junho

4 de junho de 2023 - 8:00

Para Caio Araujo, especialista em fundos imobiliários, esses FIIs estão baratos e podem pagar dividendos “gordos” este ano; veja lista completa

Conteúdo Empiricus

ChatGPT para quê? ‘Irmão’ da conhecida IA está gerando até R$ 1.000 todo dia na conta de brasileiros sem trabalho extra

4 de junho de 2023 - 8:00

Liberação do robô que está gerando R$ 1.000 por dia de média será feita na segunda-fera, dia 05

Conteúdo Empiricus

Compre Magazine Luiza (MGLU3): entenda por que é hora de incluir a varejista e outras 9 ações na carteira

3 de junho de 2023 - 11:00

Analistas da Empiricus Research acreditam que, apesar do momento difícil no setor, a companhia tem bons fundamentos e pode ter bons resultados com a queda da Selic

Conteúdo Empiricus

‘A bolsa brasileira pode ir muito bem’: analista diz que Campos Neto pode fazer ações deslancharem – e esses 10 papéis podem surfar a onda

3 de junho de 2023 - 9:00

Debate de corte dos juros ganha força e analista defende que a bolsa pode decolar com melhora no cenário macroeconômico; veja como surfar esse possível rali com 10 ações atrativas

conteúdo empiricus

Se cuida, Shein: Magazine Luiza (MGLU3) entra para ranking das 10 melhores ações para comprar em junho e pode decolar no 2º semestre

3 de junho de 2023 - 8:00

Para estes analistas, o Magazine Luiza está barato e bem posicionado para surfar a queda da curva de juros aguardada para o 2º semestre de 2023

conteúdo empiricus

Taesa (TAEE11), Eletrobras (ELET6) ou Copel (CPLE6)? A única elétrica recomendada para dividendos em junho não está entre elas

2 de junho de 2023 - 12:00

Lista com as 5 melhores ações para buscar dividendos no mês de junho é divulgada por analistas e apenas uma elétrica foi recomendada – veja o nome

Conteúdo Empiricus

Autor de best seller ataca novamente: ‘os Estados Unidos estão falidos… compre Bitcoin’; veja como investir em cripto na B3

2 de junho de 2023 - 10:00

A principal criptomoeda do mundo já valorizou 64,4% e investidores brasileiros podem se expor a essa valorização de forma descomplicada

Conteúdo Empiricus

Média de R$ 1 mil por dia com apenas 3 ‘cliques’? Conheça o robô que está revolucionando o mercado financeiro

2 de junho de 2023 - 8:55

De acordo com seus criadores, essa máquina consegue obter lucros em cerca de 90% das operações que participa

Conteúdo Empiricus

Urgente: criptomoeda recomendada dia 29 dispara 19% em um dia; compre antes que seja tarde

1 de junho de 2023 - 15:12

Criptomoeda faz parte de carteira com 5 ativos que podem surfar novo rally do Bitcoin; veja como acessar o nome das 5 moedas.

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies