🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Fernanda Lopes
Fernanda Lopes
Formada em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP). Tem experiência como pesquisadora e redatora.
Conteúdo Empiricus

Decisão do Fed abre chance para brasileiros ganharem em dólar sem sair do país; entenda

Alta dos juros pode representar oportunidade para brasileiros; entenda

Fernanda Lopes
Fernanda Lopes
2 de fevereiro de 2023
14:53 - atualizado às 15:19
Imagem: Shutterstock/Montagem: Fernanda Lopes

Enquanto o mundo inteiro observava atentamente, o Federal Reserve (Fed) anunciou um aumento de 0,25 p.p. na taxa de juros dos Estados Unidos. Com a decisão, os juros do país atingem a marca de 4,5% a 4,75% ao ano, o maior patamar desde a crise financeira de 2008.

E se o movimento pode parecer negativo em um primeiro momento – afinal, juros mais altos acabam prejudicando as ações do país –, existe uma consequência bastante positiva do aumento dos juros nos EUA, principalmente para investidores brasileiros.

Isso porque os juros altos fazem com que a renda fixa americana, investimento mais seguro do mundo, de repente torne-se ainda mais atrativa, principalmente para quem deseja proteger seu patrimônio fora do país. 

Os juros mais altos puxam os rendimentos dos títulos de renda fixa para cima, assim como acontece no Brasil. A diferença é que estamos falando de um investimento na maior e mais sólida economia do mundo, que oferece, ainda por cima, rendimentos em dólar.

Isso significa ter a chance de proteger seu patrimônio por meio do investimento mais seguro do planeta – os títulos públicos americanos.

Investir no Brasil, por outro lado, significa ter de lidar com o risco político e uma moeda fraca, o que pode puxar seus rendimentos para baixo e colocar seu patrimônio (e seu futuro) em perigo…

Nessas condições, investir fora do país parece ainda mais atrativo, não acha? 

Imagine só: um patrimônio protegido longe da instabilidade e do risco político, entregando um bom retorno enquanto você se expõe ao maior mercado do mundo – tudo isso investindo com risco baixo.

E enquanto muita gente sonha com essa possibilidade, poucos sabem o quão simples é proteger seu patrimônio no mercado americano, sem precisar se preocupar com todas as complicações relacionadas a enviar dinheiro para fora do país.

Estamos falando de uma maneira de aplicar seu dinheiro em reais e ver ele render em dólares.

SAIBA COMO PROTEGER SEU PATRIMÔNIO INVESTINDO EM REAIS E TENDO RENDIMENTOS EM DÓLARES

Por que investir em renda fixa americana?

Não é difícil entender por que tanta gente anda cogitando tirar seu patrimônio do Brasil

Afinal, o mercado vem reagindo às movimentações recentes do novo governo, e não podemos descartar a possibilidade da economia “derrapar” nos próximos 4 anos – afetando o bolso dos brasileiros.

Isso porque o risco político torna o mercado nacional menos confiável para negócios, aumentando o risco de crédito e as chances de desvalorização da moeda.

Investir nos Estados Unidos, por outro lado, é uma forma de se proteger contra as variações do real e minimizar os prejuízos mesmo em um cenário de instabilidade extrema, surfando nas valorizações do dólar.

Principalmente se considerarmos que o dólar pode continuar se valorizando frente ao real. As sinalizações do novo governo apontam para essa possibilidade, sem contar que não seria a primeira vez que algo assim acontece.

Durante os últimos governos do PT, o dólar valorizou 129% em 5 anos, de 2011 a 2016. 

Isso significa que quem estava posicionado em ativos americanos conseguiu multiplicar os investimentos, conforme o real foi se desvalorizando.

Quem investia em renda fixa americana conseguiu capturar esses lucros praticamente sem correr risco nenhum.

E se hoje a sua intenção é proteger seu patrimônio ao máximo, a melhor opção é justamente essa: investir em ativos de baixo risco.

Claro que é sim possível fazer dinheiro investindo em ações americanas, mas a maioria delas está cara no momento, o que não torna o negócio muito vantajoso. Sem contar que esse é um tipo de investimento mais arriscado.

A renda fixa americana, por outro lado, está em seu momento mais atrativo desde 2008. 

A lógica por trás disso é bem conhecida: a alta da inflação força a alta dos juros, que puxam a rentabilidade dos títulos de renda fixa para cima, e acaba sendo possível obter bons retornos com risco baixo.

Na verdade, risco baixíssimo – afinal, estamos falando da maior economia do mundo. As chances de “levar calote” na renda fixa já são pequenas normalmente, mas quando falamos em renda fixa americana, são menores ainda.

Por causa disso, o mercado americano é mais do que nunca um “curinga” para proteção de patrimônio.

Com os juros no seu maior patamar em anos e o risco político rondando a carteira dos investidores brasileiros, investir nos EUA é uma opção para quem quer dormir tranquilo, sabendo que seu patrimônio não será afetado mesmo no pior cenário possível.

SAIBA COMO INVESTIR NA RENDA FIXA AMERICANA E PROTEGER SEU PATRIMÔNIO DO RISCO POLÍTICO

Investir na maior economia do mundo não é tão complicado quanto parece

Mesmo com tantas vantagens, muita gente acaba desistindo da ideia de “fugir do Brasil”. Afinal de contas, investir lá fora é burocrático e complicado, certo? Mas não precisa ser. 

Na verdade, existe uma forma de tornar esse tipo de investimento muito mais simples.

Na verdade não tem como ficar mais simples do que isso: você aplica seu dinheiro em reais e só precisa esperar ele render em dólares.

Normalmente, o processo é bem longo: primeiro, é preciso abrir uma conta em uma corretora estrangeira, e então fazer o câmbio e enviar dinheiro para fora do país. 

Só então você pode escolher sua aplicação entre as disponíveis, e mesmo assim tem mais um obstáculo no seu caminho: a bitributação, ou seja, a exigência de pagar imposto duas vezes, um imposto brasileiro e um americano.

Com todas essas complicações, não é difícil deduzir por que tanta gente acaba desanimada. Mas eu tenho uma boa notícia…

Um novo veículo que está para ser lançado no mercado brasileiro permite driblar todas as complicações relacionadas a investimentos na renda fixa americana.

Isso porque por meio dele é possível investir na renda fixa americana daqui do Brasil, como se você estivesse investindo num ativo brasileiro. Sem segredo nenhum.

Assim, você não precisa passar pelo sufoco que é abrir uma conta em outro país e ter que enviar seu dinheiro para fora do Brasil. Não precisa se preocupar com o câmbio e nem com a tributação dupla.

Como eu disse ali em cima, seu único trabalho é aplicar o dinheiro aqui do Brasil, mas ele vai render como se estivesse nos Estados Unidos.

Tudo isso com baixo risco, afinal de contas, estamos falando da economia mais forte do planeta.

Assim, você pode ver seu dinheiro render em dólar sem ter medo de “levar calote” – afinal, a maior parte desses títulos são emitidos pelo próprio governo dos Estados Unidos.

Mesmo quando falamos em títulos privados, a garantia ainda é bem grande: as maiores e mais sólidas empresas do mundo estão inseridas na economia americana, afinal de contas.

Ou seja, é possível investir com segurança e facilidade para proteger seu patrimônio na maior economia do mundo.

Essa facilidade é possível porque o investimento em questão é mediado por uma corretora brasileira. Assim, toda a burocracia é por conta dela, e você só fica com a “parte boa”.

Quem está por trás dessa iniciativa exclusiva é a Empiricus Investimentos, corretora com mais de 120  mil clientes.

Graças a esse veículo fica mais fácil proteger seu patrimônio, e você e sua família podem passar pelos “maus bocados” com mais tranquilidade, sabendo que seu dinheiro está “blindado” na maior economia do mundo.

Basta acessar o link abaixo para se inscrever na lista para receber todas as informações sobre o veículo que faz investir fora do país uma tarefa muito mais simples. 

É rapidinho, não custa nem um centavo, e pode fazer toda a diferença no seu futuro.

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

‘Cavalo de pau’ na Selic? IPCA de maio pode fazer Copom ‘virar a mão’ e levar taxa básica de juros a 11%

12 de junho de 2024 - 12:00

Enquanto cenário atual pode assustar renda variável, analista recomenda 4 títulos de renda fixa “premium” para se proteger da inflação e buscar até 7,1% de ganho real sem Imposto de Renda

Conteúdo Empiricus

À espera de dividendos? Eletrobras (ELET6) vai lucrar R$ 4,7 bilhões com venda de ativos; veja quais são os planos da companhia

12 de junho de 2024 - 10:00

Na visão do analista da Empiricus, o lucro da Eletrobras (ELET6) com a venda das termelétricas pode ajudar nos dividendos, mas a elétrica tem outros projetos

Conteúdo Empiricus

Dividendos de até 9,4% nos próximos 12 meses: FII de tijolo é favorito de analista para buscar rendimentos mensais; veja qual

12 de junho de 2024 - 8:00

Analista recomenda um dos maiores FIIs de tijolos da indústria para investir no momento; veja ticker e outras quatro indicações

Conteúdo Empiricus

Tchau, Microsoft (MSFT34): veja por que o BDR saiu de carteira recomendada mensal – e qual big tech que ‘surfa’ a onda de IA entrou no lugar

11 de junho de 2024 - 16:00

Para Empiricus, BDR da Microsoft (MSFT34) ficou ‘caro’ demais; veja a seleção de ações internacionais para buscar lucros em dólar

Conteúdo Empiricus

Nem Even (EVEN3), nem MRV (MRVE3): essa outra construtora está barata e pode elevar pagamento de dividendos

11 de junho de 2024 - 15:00

Veja a empresa de construção civil que já mostrou resiliência frente a cenários difíceis e pode gerar bons dividendos, segundo analista

Conteúdo Empiricus

Com esses títulos, ‘é bem difícil perder dinheiro’, diz analista; confira 4 ativos para buscar retorno real de até 7% ao ano

11 de junho de 2024 - 14:00

Alta da curva de juros pode beneficiar categoria de títulos “premium”; veja as melhores oportunidades de junho, segundo a Empiricus Research

Conteúdo Empiricus

Bradesco (BBDC4) e Santander (SANB11) estão sendo ‘comidos vivos’ pelo Nubank (ROXO34), mas ações do roxinho estão ‘muito caras’, diz analista; veja em qual banco da bolsa investir

11 de junho de 2024 - 11:41

Apesar do ótimo momento operacional do Nubank, analista tem dificuldade para ‘enxergar upside nas ações’; veja outro banco em ponto de entrada melhor que o roxinho

conteúdo empiricus

Às vésperas da decisão do Fed e inflação no Brasil, analista recomenda: ‘essa é uma boa hora para não fazer nada’; entenda

10 de junho de 2024 - 14:00

Analista adota postura cautelosa em carteira com as 10 ações mais promissoras para o mês e abre as oportunidades que o investidor não pode ignorar

Conteúdo Empiricus

Dividendos de até 108% do CDI sem Imposto de Renda: este FII pode surfar Selic alta e fluxo de dinheiro dos ‘órfãos’ dos títulos isentos da renda fixa

10 de junho de 2024 - 12:26

Enquanto mercado está receoso com os ativos de risco, analista alerta para oportunidade em FIIs que se beneficiam dos juros altos, têm volatilidade controlada e estão baratos; veja

conteúdo empiricus

Nvidia (NVDC34) pode valer US$ 10 trilhões em 2030, mas fica de fora do ranking de melhores ações internacionais para junho

10 de junho de 2024 - 8:00

Segundo analista, apesar do excelente desempenho da Nvidia nos últimos meses, o papel é ‘arisco’ e é preciso ter cuidado com as valorizações astronômicas em um curto espaço de tempo

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar