🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Isabelle Santos
Isabelle Santos
Comunicóloga formada pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). É redatora do Money Times, Seu Dinheiro e Empiricus.
Conteúdo Empiricus

Bitcoin é o novo ouro? Cada vez mais parecido com a commodity, a moeda pode ser uma reserva de valor; veja 5 criptoativos para buscar lucros de até R$ 1 milhão

Pela primeira vez desde junho de 2021, a correlação do Bitcoin e o ouro atingiu um nível acima de 50% e o comportamento da moeda pode beneficiar outros criptoativos

Isabelle Santos
Isabelle Santos
12 de maio de 2023
13:00 - atualizado às 11:34

Em um cenário de inflação e juros altos, muitos investidores brasileiros costumam recorrer ao dólar como uma forma de proteger o seu patrimônio. Mas o que fazer quando a moeda mais forte do mundo está perdendo valor? Uma segunda opção seria o ouro. Contudo, parece que a partir de agora teremos uma terceira alternativa: o Bitcoin

Nos últimos tempos a moeda digital tem apresentado um desempenho que o CEO da Empiricus Research, Felipe Miranda, chamou de “inédito”. Acontece que, cada vez mais, o Bitcoin tem demonstrado um comportamento parecido com o ouro. 

O analista aponta que a criptomoeda “vem se mostrando um hedge interessante, sobretudo para os momentos em que se eleva a preocupação com a saúde do sistema financeiro norte-americano”.

Ou seja, com os ativos de risco sendo penalizados dentro e fora do Brasil e o dólar caindo, o Bitcoin ganha espaço como mais um ativo de proteção. Mas não é só isso: nos últimos dois meses, a criptomoeda já valorizou mais de 30%, e analistas da Empiricus Research acreditam que esse é só o começo.

Na visão dos analistas, estamos prestes a entrar em um novo momento de alta para as criptomoedas. E os investidores bem posicionados terão a chance de multiplicar em muitas vezes o seu dinheiro

Segundo as estimativas dos especialistas da casa, é possível buscar ganhos de até R$ 1 milhão no próximo ciclo do mercado — que está começando agora.

QUERO SABER COMO MULTIPLICAR MEU DINHEIRO

Inflação e juros altos abrem espaço para o novo ‘ouro digital’ 

Para entender a ideia de que o Bitcoin pode se tornar o que alguns analistas já chamam de “digital gold”, é preciso entender o cenário econômico atual. Assim como aqui no Brasil, os Estados Unidos vêm vivendo um momento de inflação e juros altos. 

A expectativa era de que a divulgação dos dados CPI (IPCA americano) na última quarta-feira (10) fosse um indicativo para forçar o FED a interromper o ciclo de alta de juros nos Estados Unidos. 

Entretanto, os analistas da Empiricus Research acreditam que não haverá cortes por lá ainda em 2023. O motivo é a taxa de desemprego que continua baixa. 

Em outras palavras, se mais pessoas estão empregadas, é difícil diminuir o ritmo de consumo e controlar a inflação. Por isso, é provável que os juros se mantenham em patamares altos por mais tempo. 

Nesse cenário, os ativos de risco são os mais penalizados. E uma das recomendações mais clássicas para os investidores é buscar ativos de proteção

Há algum tempo, o próprio Felipe Miranda recomendou a compra de ouro aos assinantes da série Carteira Empiricus. Entretanto, recentemente o analista observou que, “pela primeira vez, o Bitcoin tem assumido um comportamento diferente, mostrando uma correlação alta com o ouro”.

A visão do CEO da Empiricus Research também foi constatada pelo levantamento da Kaiko, empresa especializada em pesquisas sobre o mercado de criptomoedas. De acordo com o estudo, a correlação entre o Bitcoin e o ouro chegou a 50% pela primeira vez desde junho de 2021. 

Assim, embora ainda não seja possível afirmar que essa nova característica do Bitcoin é permanente, a possibilidade de que a moeda se torne uma reserva de valor pode ser positiva para os criptoativos no longo prazo. 

O Bitcoin pode ‘arrastar’ outras moedas

Entre as criptomoedas, o Bitcoin é considerado uma referência, uma espécie de maestro. Isso quer dizer que, em geral, quando ele se valoriza, outras criptomoedas menores tendem a seguir o fluxo e também se valorizar.

Esses ativos inclusive podem oferecer retornos ainda maiores que os do próprio Bitcoin. Isso porque são moedas ainda em desenvolvimento, com muito espaço para crescer. 

São essas moedas que, caso o Bitcoin continue subindo, podem tornar investidores milionários em poucos meses. Como é o caso desta cripto que valorizou 31.840% em 10 meses:

Fonte: TradingView; Período de 16/01/2021 a 06/11/2021 Relatório: "O token que dá jogo", de 21/01/2021
Fonte: TradingView; Período de 16/01/2021 a 06/11/2021 Relatório: "O token que dá jogo", de 21/01/2021

A moeda em questão foi a AXS, ela foi recomendada pelos analistas da Empiricus Research em janeiro de 2021 e quem investiu R$ 3.500,00 no ativo, em 10 meses, pôde alcançar R$ 1 milhão

Embora retornos passados não sejam garantia de retornos futuros, os analistas acreditam que algumas criptomoedas menores têm potencial para “decolar”, diante do cenário macroeconômico atual. 

Talvez você esteja pensando:

“Mas eu não tenho R$ 3.500 para investir agora”.

Bem, essa é uma das vantagens de criptomoedas menores. Como muitas ainda estão começando, você pode comprá-las por uma verdadeira pechincha. Por exemplo, quando a AXS foi recomendada pela Empiricus Research, ela custava US$ 0,58 ou seja, menos de R$ 5,00. 

Inclusive, os especialistas em criptomoedas da Empiricus Research recomendam que esses ativos representem uma parte pequena da carteira e que, de preferência, com um dinheiro que você não fará falta no presente. 

Além disso, eles explicam que o mais importante não é o quanto você pode investir e sim quais moedas e quando

Assim como no mercado de ações temos papéis bons e outros não tão bons assim, entre as criptos não é diferente. É preciso escolher os ativos com muito cuidado. Além disso, o “timing” é extremamente importante. 

É preciso saber a hora exata de comprar e vender os ativos para conseguir extrair o melhor de cada um deles. 

Como disse antes, os analistas acreditam que estamos prestes a entrar em um novo momento para as criptomoedas. Pensando nisso, eles selecionaram 5 ativos para comprar até julho para buscar os maiores lucros possíveis com esse novo ciclo.

5 criptomoedas para comprar até julho 

O cenário macroeconômico atual tem favorecido o Bitcoin, e a aposta dos analistas é que isso tende a continuar. Do início do ano até agora, a moeda já valorizou mais de 50%. Além disso, por ser uma referência para outras criptomoedas, a expectativa é de que outros ativos valorizem ainda mais. 

Neste cenário, os analistas da Empiricus Research selecionaram 5 criptomoedas para buscar 1 milhão. São ativos fora do radar que podem decolar a partir do segundo semestre.

Ou seja, você tem a chance de multiplicar o seu dinheiro por várias vezes investindo nessas criptomoedas. Por isso, se você ficou interessado, sugiro que se cadastre gratuitamente na lista VIP para conhecer as 5 moedas. 

Como disse anteriormente, o tempo é extremamente importante para quem deseja investir nesses ativos. Então, se você quer ter a oportunidade de buscar R$ 1 milhão, precisa conhecer estas moedas antes de julho. 

Para isso, basta clicar no botão abaixo e se cadastrar gratuitamente: 

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Ação dos boletos mais importantes dos brasileiros já disparou 1.200% e está barata, segundo analista: ‘é uma das melhores empresas do setor’

22 de maio de 2024 - 12:00

Empresa atua no segmento de água e energia, entregou bons resultados no 1º trimestre de 2024 e é uma das favoritas da Empiricus para investir agora

Conteúdo Empiricus

Governo Lula ‘planta gastos para colher inflação’: arcabouço fiscal do Brasil já tem data de validade e analista prega cautela a investidores

22 de maio de 2024 - 10:00

Segundo consultoria, âncora brasileira é inconsistente e sua queda, projetada para 2026, “é certa”

Conteúdo Empiricus

Roberto Campos Neto pode ‘encerrar’ ciclo de cortes na Selic; entenda e veja em quais títulos de renda fixa investir neste cenário

22 de maio de 2024 - 8:00

Segundo analista, há um risco ‘não trivial’ da meta de inflação não ser entregue; entenda

Conteúdo Empiricus

3R (RRRP3) incorpora Enauta (ENAT3) em fusão, mas vale a pena investir? Analista recomenda ação de outra petroleira do ramo das ‘junior oils’

21 de maio de 2024 - 16:00

Se você busca ganho de capital com risco controlado, essa outra petroleira independente pode ser uma melhor opção; veja nome e ticker da ação

conteúdo empiricus

Bitcoin decola e atinge US$ 70 mil, mas essas criptomoedas podem ir além e valorizar até 39.900%; entenda

21 de maio de 2024 - 14:43

Bitcoin dispara e atinge US$ 70 mil, mas casa de análise acredita que criptomoedas menores e menos conhecidas podem ir ainda mais longe em breve; veja as recomendações

Conteúdo Empiricus

Analista que alertou sobre o fim dos dividendos ‘gordos’ de Taesa (TAEE11) recomenda outras 5 ações para buscar dinheiro ‘pingando na conta’; confira

21 de maio de 2024 - 14:00

Desde 2023, este analista vem alertando os investidores sobre a possível queda dos dividendos de Taesa (TAEE11)

conteúdo empiricus

LCI ou LCA perto do vencimento? Veja onde investir a partir de R$ 1.071 em renda fixa para receber até IPCA +7,1% isento de IR

21 de maio de 2024 - 13:00

Alternativa para LCIs e LCAs, títulos da renda fixa “turbinada” também são isentos de Imposto de Renda e costumam ter remunerações acima da média; confira recomendações

Conteúdo Empiricus

Estatais: por que não acompanhá-las pode ser um “tiro no pé” do investidor?

21 de maio de 2024 - 10:00

Companhias podem ser rejeitadas por conta do risco político inerente, mas fornecem drivers para outros investimentos

conteúdo empiricus

Eu avisei que a criptomoeda AXS poderia decolar: quem ouviu lucrou até 24.000% em 10 meses – agora você pode buscar até 39.900% de lucro

21 de maio de 2024 - 8:00

Casa de análise está prestes a selecionar novas criptomoedas com potencial de multiplicação exponencial – a projeção é de que esses projetos possam valorizar até 39.900%; entenda

Conteúdo Empiricus

Renda fixa dos ‘endinheirados’ cresce 3% em 2024; conheça os títulos que pagam até IPCA +7,1% e saiba como investir

20 de maio de 2024 - 16:00

Segundo a B3, o número de investidores na renda fixa é 3x maior que na renda variável; veja como investir nos títulos ‘premium’

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar