🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
A NATA DA B3

As ações de um banco e de uma administradora de shoppings são as favoritas para começar o ano lucrando na bolsa; confira as recomendações das corretoras

Quando os tempos ficam nebulosos para a renda variável, os analistas se voltam para ações de setores tradicionais e solidez comprovada, como as escolhidas deste mês

Larissa Vitória
Larissa Vitória
5 de janeiro de 2023
13:00 - atualizado às 17:03
Ações do mês | Vale VALE3 Suzano SUZB3 Itaú ITUB4 Ação | Vivara VIVA3
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Entra ano, sai ano e uma coisa não muda: quando os tempos ficam nebulosos para a renda variável, os analistas se voltam para ações de setores tradicionais e solidez comprovada. E, no início de 2023, quem deve cumprir a função de protetor da carteira é o Itaú Unibanco (ITUB4).

As ações do maior banco privado estão entre os papéis preferidos de cinco carteiras recomendadas entre as 11 corretoras que compartilharam suas seleções para janeiro com o Seu Dinheiro.

Uma das explicações para a preferência é a boa gestão e resiliência da instituição financeira. Os dois fatores são mais que bem-vindos em um momento no qual o início de um novo governo federal envia uma série de ruídos para o mercado. 

E, ao menos por enquanto, a maioria das mensagens da nova administração indicam que os temores do mercado com o terceiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não eram assim tão infundados, especialmente no que diz respeito à política econômica.

Com isso, fortalece-se o medo que as medidas tomadas por Lula e seus ministros possam provocar a alta da inflação e manter os juros em patamares elevados por mais tempo — ou até mesmo desencadear um novo aperto.

Será que o setor bancário pode ser o escudo da carteira contra os ruídos macroeconômicos? A resposta parece ser sim, já que a manutenção dos juros altos segura os spreads bancários — a diferença entre os juros que o banco paga e o que ele cobra — em níveis recordes.  

E, nessa hora, a qualidade do crédito e o histórico de boa performance do Itaú saltam aos olhos dos investidores e dos analistas.

Outro destaque do mês é a Multiplan (MULT3). Apoiadas na recuperação do setor e na perspectiva de que os programas de transferência de renda defendidos pelo presidente petista possam aquecer o consumo, as ações da administradora de shoppings centers receberam três indicações em janeiro.

Confira abaixo todas as ações apontadas pelas 11 corretoras consultadas pelo Seu Dinheiro:

Entendendo a Ação do Mês: todos os meses, o Seu Dinheiro consulta as principais corretoras do país para descobrir quais são suas apostas para o período. Dentro das carteiras recomendadas, normalmente com até 10 papéis, os analistas indicam os seus três prediletos. Com o ranking nas mãos, selecionamos os que contaram com pelo menos duas indicações.

Itaú Unibanco (ITUB4) — o escudo e a espada do mercado acionário?

A alta da Selic permite o aumento das taxas cobradas pelas operações bancárias. Mas, por outro lado, o incremento dos juros também faz crescer o risco de calote de clientes em empréstimos e outras operações.

Mas, na visão dos analistas, o Itaú está preparado para lidar com os dois lados dessa moeda. A triagem de crédito mais conservadora já foi iniciada no 2º semestre de 2022 e permitirá que o banco mantenha suas taxas de inadimplência sob controle.

Os analistas do PagBank, uma das casas a recomendar as ações ITUB4 em janeiro, destacam que a instituição financeira foi uma das menos afetadas pela inadimplência e apresentou um forte crescimento da carteira de crédito, que finalizou o terceiro trimestre em R$ 1,1 trilhão.

Já o lucro líquido gerencial da instituição veio dentro do esperado pelos analistas, em R$ 8,079 bilhões. A cifra representa um aumento de 19,2% em relação ao mesmo período do ano passado e de 5,2% na comparação com o segundo trimestre.

A manutenção dos patamares saudáveis dos indicadores também deve ajudar a aliviar a pressão por maiores provisões. Com isso, o Itaú “deve seguir como uma das instituições financeiras com maior rentabilidade (ROE) do setor”, ainda segundo o PagBank, e é um dos ativos mais defensivos do portfólio do banco.

Multiplan (MULT3) — portfólio resiliente

O outro cavaleiro de armadura dourada dos analistas vem dos shoppings, um setor que tem tudo para se beneficiar com os estímulos ao consumo promovidos pelo novo governo.

E a escolhida é uma ação que, segundo o Santander, é a de maior experiência e menor risco desse mercado: a Multiplan (MULT3)

Os analistas do banco incluíram os papéis MULT3 entre os favoritos para este mês pois têm uma visão positiva em relação à transformação digital da empresa. Segundo eles, o processo consiste em três frentes:

  • O aplicativo MULTI, que permite a comunicação direta com consumidores finais e oferece conveniências como o e-shopping;
  • O programa de fidelidade MultiVC, que deve estimular a recorrência, retenção e geração de dados;
  • MINDFul, uma iniciativa para otimizar decisões comerciais e de marketing, além de alavancar as vendas dos lojistas.

Por falar em vendas, esse é um indicador que demonstra a solidez da Multiplan. Segundo a prévia operacional divulgada ontem, as vendas totais de 2022 atingiram R$ 20 bilhões, um novo recorde da companhia e alta de 22,8% na comparação com 2019, no período pré-pandemia.

Além disso, todos os shoppings do portfólio da empresa apresentaram crescimento de dois dígitos na comparação com 2021. A performance é mais um atestado da resiliência dos ativos da Multiplan.

Repercussão — fechando com chave de ouro, prata ou bronze?

O último mês de 2022 trouxe mais quedas do que avanços para as ações favoritas das carteiras recomendadas das corretoras.

A Vale (VALE3), campeã do mês passado, foi uma das exceções e garantiu ganhos de mais de 3% para quem colocou os papéis da mineradora na carteira.

Já na ponta negativa, o destaque foram as ações da Eletrobras (ELET6) — a ex-estatal anotou um recuo de 11,6%. Veja a lista completa:

Compartilhe

DE OLHO NAS REDES

Petrobras (PETR4): e se a melhor e pior notícia que a empresa poderia dar vierem juntas, o que seria das ações? 

18 de abril de 2024 - 13:30

De uns tempos para cá, a Petrobras vem testando os nervos dos investidores. Há alguns dias, rumores de que os saudosos dividendos extraordinários que foram retidos pela companhia finalmente poderiam sair, o que animou o mercado — e fez as ações saltarem.  Mas logo veio um potencial balde de água fria: Aloizio Mercadante poderia assumir […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa reduz ganhos com Petrobras (PETR4) e perde os 124 mil pontos; dólar retoma fôlego com juros dos EUA no radar

18 de abril de 2024 - 6:35

RESUMO DO DIA: Após mais de uma semana de quedas, o Ibovespa até tentou se livrar do sufoco com apoio do minério de ferro. Mas as incertezas sobre a trajetória dos juros nos Estados Unidos e a perspectiva de que o BC reduza o ritmo de corte da Selic pressionam o índice. Na agenda do […]

AÇÕES NO SHAPE

Smart Fit (SMFT3) vai virar “monstro”? Banco recomenda compra das ações e vê espaço para rede de academias dobrar de tamanho

17 de abril de 2024 - 15:25

Os analistas do JP Morgan calcularam um preço-alvo de R$ 31 para os papéis da Smart Fit (SMFT3), o que representa um potencial de alta da ordem de 30%

DESTAQUES DA BOLSA

Ozempic que se cuide! Empresa de biotecnologia faz parceria para distribuir caneta do emagrecimento no Brasil e ações disparam quase 40% 

17 de abril de 2024 - 14:03

Com o anúncio, a Biomm conquistou R$ 1,2 bilhão em valor de mercado na B3; a comercialização do similar do Ozempic deve ainda passar pelo crivo da Anvisa

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Vale (VALE3) não é suficiente e Ibovespa fecha em queda na esteira de Nova York; dólar cai a R$ 5,24

17 de abril de 2024 - 6:49

RESUMO DO DIA: O Ibovespa até tentou interromper o ciclo de quedas com o forte avanço do minério de ferro e a prévia do PIB, mas o tom negativo de Nova York falou mais alto e arrastou o principal índice da bolsa brasileira. Com isso, o Ibovespa terminou o pregão em baixa de 0,17%, aos […]

REPORTAGEM ESPECIAL

O fracasso das empresas “sem dono” na B3. Por que o modelo das corporations vai mal na bolsa brasileira

16 de abril de 2024 - 15:54

São vários exemplos e de inúmeros setores de companhias sem uma estrutura de controle que passaram por graves problemas ou simplesmente fracassaram

MAIS 11 ATIVOS PARA A CONTA

Fundo imobiliário BTLG11 fecha acordo de quase R$ 2 bilhões por portfólio de imóveis em SP

16 de abril de 2024 - 11:36

O FII deve adquirir 11 ativos, com cerca de 550 mil metros quadrados prontos e performados

SÉRIE A DA B3

Auren (AURE3) fica de fora da segunda prévia do Ibovespa, que agora conta com a entrada de apenas uma ação

16 de abril de 2024 - 10:32

Se a previsão se confirmar, a carteira do Ibovespa contará com 87 ações de 84 empresas a partir de maio

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai pela quinta vez seguida pressionado por juros nos EUA e questão fiscal; dólar fecha no maior nível em 13 meses, a R$ 5,26

16 de abril de 2024 - 6:33

RESUMO DO DIA: A perspectiva de juros elevados por mais tempo nos Estados Unidos ganhou força mais uma vez e, combinada com a preocupação com o cenário fiscal doméstico, gerou mais lenha para a bolsa brasileira aumentar as cinzas. Pela quinta vez consecutiva, o Ibovespa terminou o dia no vermelho, com queda de 0,75%, aos […]

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa recua com pressão de bancos e Wall Street no vermelho; dólar sobe a R$ 5,18

15 de abril de 2024 - 6:43

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta segunda-feira (15) no vermelho, pressionado pelo desempenho dos bancos, que recuaram em meio à crescente aversão ao risco no mercado hoje. O principal índice de ações da B3 fechou o pregão em baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos. Já o dólar à vista avançou 1,25%, aos […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar