🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Pompeu Filho
É redator do Seu Dinheiro. Tem graduação em Jornalismo pela Universidade Nove de Julho e MBA em Marketing Digital. Já passou por startups de tecnologia, marketing e finanças.
Conteúdo Mercado Bitcoin

Como criar uma moeda virtual? É muito caro?

Saiba todos os custos de criar um ativo digital do zero e qual a melhor forma de investir no no universo dos criptoativos

Pompeu Filho
6 de abril de 2022
10:00 - atualizado às 10:11

Os ativos digitais estão ganhando cada vez mais força no setor econômico. Desde o surgimento do Bitcoin até os dias atuais, muitos criptoativos já chegaram ao mercado criando um universo recheado de oportunidades ‒ e muitas furadas também, infelizmente. 

O Bitcoin como todos sabem foi o pioneiro. Após ele vieram outras moedas que também ganharam seu espaço, como a Ether (Ethereum), Litecoin, Cardano (ADA), Axie Infinity (AXS), dentre muitas outras. Hoje já são milhares de criptomoedas em circulação no mercado: o CoinMarketCap estima que há mais de 17.567 criptos sendo negociadas ao redor do mundo, 24 horas por dia, sete dias por semana. 

E acredite: a qualquer momento, um novo ativo pode surgir neste universo.

Talvez você ainda não saiba, mas criar uma moeda virtual não é uma coisa de outro mundo. Na verdade, você (e qualquer outra pessoa) também pode criar o seu “próprio Bitcoin”. Basta ter as condições financeiras e técnicas para tal feito. 

A seguir, você vai ver um pouco mais sobre o processo de criação de uma moeda virtual. 

O que é uma moeda virtual ou criptomoeda?

De maneira simples, uma moeda virtual ou criptomoeda é um registro digital criptografado que funciona dentro de um banco de dados poderoso e altamente seguro, conhecido como Blockchain, uma tecnologia descentralizada de ponta que possibilita as transações.

Apesar de ainda gerarem muitas especulações e desconfiança entre as pessoas, a negociação de moedas digitais costuma ser um processo bem confiável e seguro, devido a alguns fatores: 

  • Blockchain: a tecnologia registra todas as transações dos usuários, assegurando que as informações pessoais serão mantidas em um local seguro);
  • Descentralização: as moedas virtuais são compostas por uma série de servidores ao redor do mundo, ou seja é difícil hackear esses servidores ou roubar;
  • Sistema público: quer dizer que todas as transações são realizadas de forma transparente;

Como criar uma criptomoeda?

Como disse lá atrás, criar uma moeda virtual pode estar ao alcance de muitas pessoas, mas vai depender da pretensão de cada um, afinal, tudo tem um preço. Existem duas formas de criar uma criptomoeda: uma é um pouco mais demorada e com necessidade maior de recursos financeiros e a outra é mais rápida e não exige recursos. 

Forma tradicional: 

Uma moeda virtual precisa ter a sua própria rede blockchain, como é o caso do Bitcoin e também da Ethereum. Ou seja, através deste método, a criação da moeda digital demanda bastante tempo ‒ e dinheiro. Afinal será necessário:

  • Ter conhecimento sobre blockchain e programação;
  • Desenvolver uma tecnologia de blockchain do zero;
  • Configurar e implementar a rede blockchain;
  • Validar e executar nodes para o funcionamento da blockchain;
  • Ter capital suficiente para investir em todas as fases deste processo, que pode levar bastante tempo;

Forma simples:

Ou, a maneira mais simples e com menor custo é criar um token em uma rede blockchain já existente. Para isso, existem alguns sites e ferramentas que te ajudam nesse processo, como é o caso da Ethereum e da BSC

A própria rede te dá a opção de criar o seu token. O processo não exige muitos esforços, é rápido e relativamente barato. Você pode criar um token em poucos minutos. 

Os valores costumam variar entre US$ 30 a US$ 300, dependendo das condições da blockchain e o quanto ela está sendo usada. Uma rede como a do Ethereum, por exemplo, é mais cara, por ser amplamente utilizada. 

Quanto custa criar uma moeda virtual?

Os custos para criar uma moeda virtual do zero envolvem mão de obra específica como desenvolvedores e programadores, tendo em vista que é necessário desenvolver uma blockchain do zero. Para isso, é preciso desembolsar uma grande quantia de dinheiro.

Um aplicativo de blockchain de complexidade mínima pode girar em torno de US$ 15.000  e US$ 40.000, segundo dados da empresa de tecnologia CIS.  E se você tem em mente criar uma blockchain de média complexidade, o valor  pode chegar até US $ 90.000.

Mas caso o seu projeto venha a exigir extrema complexidade, o valor pode chegar até mais de US$ 130.000. Com o preço do dólar girando em torno de R$ 5, já dá pra ter uma ideia de que desenvolver uma blockchain passa de meio milhão de reais.

Vale a pena criar uma moeda digital?

Se analisarmos todos os custos que envolvem criar uma moeda virtual, e pensar que, além de todo esse trabalho, o ativo ainda demandaria mais esforços para se tornar conhecido e negociado, pode ser que não valha tanto a pena. 

Também não há nenhuma garantia de retornos financeiros para os criadores e investidores da moeda. É só pensar que existem mais de 17 mil ativos sendo negociados mundialmente, mas a imensa maioria tem valor de mercado bem ínfimo. 

Logo, é possível ver que vale muito mais a pena investir em moedas já conhecidas com maior potencial de retorno do que criar uma do zero. O seu único trabalho é escolher a melhor exchange para negociar seus ativos digitais.

Invista em criptomoedas pelo Mercado Bitcoin

A melhor coisa a se fazer é procurar por uma plataforma sólida, segura e com um portfólio positivo de criptomoedas. Como o Mercado Bitcoin, a maior corretora de ativos digitais da América Latina, com um histórico de 8 anos de funcionamento sem nenhum vazamento de dados.

O Mercado Bitcoin tem tudo que você precisa para continuar buscando lucros com criptomoedas ou então começar a dar seus primeiros passos nesse mercado, caso você seja um investidor iniciante. 

Lá você encontra os melhores ativos do mercado e ainda negocia em segurança. Para você conhecer mais sobre a exchange e abrir a sua conta gratuitamente é só clicar no botão abaixo: 

Compartilhe

Conteúdo Mercado Bitcoin

Como declarar bitcoin e outros criptoativos?

30 de março de 2022 - 10:00

O período da entrega do Imposto de Renda já começou e quem investiu em bitcoin e outros criptoativos precisa declarar à Receita Federal. Desde 2019, a Receita Federal introduziu a Instrução Normativa, IN 1888, que traz a obrigatoriedade sobre a declaração para quem realizou transações com criptoativos no Brasil.  O prazo para a entrega da […]

Conteúdo Mercado Bitcoin

Vale mais a pena investir em ações ou em criptomoedas?

25 de março de 2022 - 11:00

Nessa disputa entre o inovador e o tradicional, entenda como se posicionar

Conteúdo Mercado Bitcoin

O que é uma carteira digital? Conheça a melhor forma de armazenar suas criptomoedas

21 de março de 2022 - 13:00

Se você deixa suas criptomoedas na corretora, pode estar correndo riscos; criar uma carteira digital é fácil e pode te proteger de ataques; entenda.

Conteúdo Mercado Bitcoin

Veja por que investir em bitcoin e outras criptomoedas pode ser uma opção para sua carteira

18 de março de 2022 - 10:00

Ativos digitais têm conquistado cada vez mais espaço nas carteiras de investimento ao redor do mundo; veja por que você também deve incluir criptomoedas em seu portfólio

Conteúdo Mercado Bitcoin

Dá pra ganhar bitcoin pela internet? Veja 5 maneiras de conseguir a criptomoeda mais famosa do mundo ‒ e como evitar golpes

14 de março de 2022 - 10:00

Além da mineração, realizada principalmente por supercomputadores, plataformas distribuem bitcoins em ações promocionais, mas é preciso ter cuidado com golpes

conteúdo patrocinado

Como proteger o seu patrimônio com ouro e dólar a partir de R$ 50

14 de agosto de 2020 - 11:53

Mercado Bitcoin dá mais um passo rumo à democratização de ativos e oferece criptomoedas lastreadas em ouro e dólar de forma descomplicada

Conteúdo patrocinado

Tecnologia por trás do bitcoin viabiliza investimentos a partir de R$ 100 em ativos restritos a grandes investidores

20 de julho de 2020 - 8:05

Tokens de cotas de consórcio e precatórios podem ser negociados no Mercado Bitcoin e oferecem rentabilidade de até 22% ao ano

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar