🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
João Escovar
Jornalista especializado em Finanças
Conteúdo Vitreo

Por que títulos IPCA + estão pagando quase 9% de prêmio real? Entenda a lógica dos títulos ‘premium’ e saiba como aproveitar o momento

Diferença entre projeções para Selic e inflação nos próximos 12 meses faz ganho real disparar e abre grande brecha de oportunidade

João Escovar
21 de julho de 2022
12:25 - atualizado às 14:08
notas de reais em uma mesa | Dividendos
Imagem: Shutterstock

Caso você acompanhe o mercado de renda fixa em busca de bons títulos para fazer seu dinheiro render sem correr grandes riscos, deve ter percebido que as taxas estão ficando cada vez mais atrativas.

Fora dos “bancões”, já existem títulos prefixados que pagam quase 16% ao ano. Isso é natural, dado que a Selic, referência para o mercado de juros no Brasil como um todo, chegou a 13,25% e não deve cair tão rápido.

Contudo, o que vem chamando a atenção nas últimas semanas são os prêmios dos títulos indexados à inflação, os chamados “IPCA+”. O grupo “prime” de investidores de renda fixa da distribuidora Vitreo, por exemplo, recebeu ofertas bastante atrativas nos últimos dias, com ganho real generoso, prazo curto e ainda emitidas por grandes instituições.

Na última quarta-feira (20), por exemplo, o título ofertado foi o seguinte:

CDB do BTG Pactual - IPCA + 8,82% a.a. - Prazo de um ano

Exatamente isso, um título de renda fixa que:

  • Protege da inflação;
  • Paga um prêmio real de 8,82%;
  • Tem prazo curto, ou seja, não prende seu dinheiro por muito tempo;
  • É emitido pelo maior banco de investimento da América Latina, com risco de crédito baixíssimo;
  • Ainda conta com a garantia do FGC para até R$ 250 mil por CPF.

Mas o que está acontecendo para um título dessa categoria estar sendo oferecido, ainda mais em tempos de inflação de dois dígitos e Selic elevada justamente para conter o IPCA? 

Nas condições atuais, estaríamos falando de um rendimento de mais de 20% ao ano… o gerente simplesmente “ficou louco”?

Calma, não é nada disso: existem duas situações que podem explicar uma oferta tão “generosa”: as projeções futuras para o IPCA e a Selic e a restrição de oferta desses títulos.

As projeções do mercado para a inflação e os juros

As taxas e prazos estabelecidos pelos títulos de renda fixa são atualizados diariamente, levando em consideração as perspectivas da curva de juros e outras variáveis econômicas. Justamente por isso, boa parte dos títulos se esgota no mesmo dia em que são lançados.

E é aí que está o “pulo do gato”. Considerando as projeções do IPCA e da Selic partindo de hoje (21/07/2022) pelos próximos 12 meses, existe uma diferença considerável entre os dois indicadores.

De acordo com levantamento feito pelo analista Diego Rodriguez, especialista em renda fixa da Empiricus, a projeção para o IPCA dos próximos 12 meses, de acordo com o boletim Focus, está em 4,44%. Já a projeção da Selic, segundo a curva de juros do mercado, é de 14,41%.

Essa diferença “força” os títulos IPCA+ a oferecerem prêmios reais altos, para que se tornem competitivos diante dos prefixados ou dos vinculados à Selic/CDI. Em outras palavras: o retorno está precificado diante do que o mercado projeta que vai acontecer.

Acontece que, quase sempre, as projeções não se realizam exatamente como são previstas. Nesse contexto, a palavra de ordem para o investidor de renda fixa é diversificar em papéis com diversas taxas (prefixados, CDI e IPCA), sempre buscando as melhores condições de mercado.

Nada garante que, em meio a uma crise econômica e política, com eleições à vista e o mundo ainda se recuperando, a inflação fique em apenas 4,44%. Portanto, um título que protege o dinheiro da desvalorização e ainda paga 8,82% é um prato cheio para o investidor mais desconfiado com as perspectivas para o futuro.

VEJA COMO RECEBER DIRETAMENTE EM SEU WHATSAPP AS MELHORES OFERTAS DE RENDA FIXA DO MERCADO

Restrição de oferta: esses títulos não estão em todo lugar; saiba como encontrar

Mesmo com essa diferença que estimula altos prêmios no IPCA+, é bem raro encontrar ofertas desse patamar em qualquer banco ou corretora.

Isso porque, no geral, os títulos “premium” ficam restritos a investidores milionários ou institucionais.

Existem alguns grupos de investidores, contudo, que conseguem ter acesso aos mesmos investimentos oferecidos aos figurões.

O grupo da Vitreo, por exemplo, cuja participação é gratuita, envia, todos os dias pelo WhatsApp, as melhores ofertas de renda fixa do dia, como este IPCA + 8,82%.

Além de receber ofertas restritas, os participantes têm acesso a elas em primeira mão, logo de manhã, antes que o título possa se esgotar.

São produtos com características diferentes, como taxa, prazo e risco, para que você possa montar uma carteira equilibrada e de acordo com seu perfil, mas sempre explorando os títulos com as melhores condições de mercado.

No momento, o grupo está aberto para novos participantes. Para ingressar e começar a receber as melhores oportunidades de renda fixa direto em seu WhatsApp, basta clicar neste link.

É uma chance única para aproveitar o bom momento da renda fixa com retornos dignos dos principais investidores do país.

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

É amanhã: Empiricus Research lança MBA em Análise de Ações e Finanças; alunos poderão buscar prêmio de até R$ 30 mil após formação

25 de fevereiro de 2024 - 11:00

Além da bonificação, os candidatos terão oportunidade de fazer uma rede de contatos com a comunidade MarketPlace; conheça todas as outras vantagens aqui

conteúdo empiricus

Vale (VALE3), Mercado Livre (MELI34), Taesa (TAEE11) e mais 7 ações são as preferidas dos mais ricos, mas apenas 2 valem a pena agora

25 de fevereiro de 2024 - 9:00

Levantamento mensal feito pela Smartbrain revelou as ações preferidas dos mais ricos no mês de janeiro, mas nem todas elas valem o investimento, segundo casa de análise

Conteúdo Empiricus

Vivo (VIVT3) ficou cara? Companhia divulga balanço positivo, mas não entra no ‘Top 5’ de pagadoras de dividendos; confira a lista

24 de fevereiro de 2024 - 12:00

Analista comenta balanço da Vivo e recomenda outras opções para investir agora em busca de dividendos; confira

Conteúdo Empiricus

60% das pessoas não gostam do próprio trabalho: está na lista? Esta profissão paga em média R$ 30 mil e tem 700 vagas abertas

24 de fevereiro de 2024 - 10:00

Empresas gigantes estão em busca de profissionais qualificados desse setor e aceitando pagar caro para preencher essas vagas – veja como ingressar

Conteúdo Empiricus

Cortes na Selic ainda não surtiram efeito? B3 (B3SA3) registra queda de 8% no lucro; veja se ainda vale a pena investir na ação

24 de fevereiro de 2024 - 8:00

Embora a companhia tenha registrado um crescimento de 11% nos setores de tecnologia, dados e serviços, os resultados gerais ficaram abaixo do esperado; veja a recomendação da Empiricus Research

Conteúdo Empiricus

Ainda não chegou a vez do Nubank (ROXO34): mesmo com 4T23 positivo, analista recomenda ficar de fora da ação (e revela o motivo)

23 de fevereiro de 2024 - 19:00

BDR do Nubank cai na bolsa em relação ao último fechamento apesar de resultados animadores no 4º trimestre – veja qual é o impeditivo para incluir o papel na carteira

conteúdo empiricus

Dividendos em perigo? Por que a Taesa (TAEE11) pode deixar de pagar proventos gordos em breve, segundo o Bradesco BBI

23 de fevereiro de 2024 - 17:00

A Taesa é conhecida por ser uma grande pagadora de dividendos mas, segundo o banco de investimentos, ela pode passar a remunerar bem menos os seus acionistas; entenda

Conteúdo Empiricus

Nvidia não é a única: veja as empresas de tecnologia mais indicadas para ter a chance de surfar o ‘boom’ da inteligência artificial

23 de fevereiro de 2024 - 15:00

Resultados da Nvidia mostraram que a narrativa em torno da inteligência artificial segue a todo vapor. Veja as apostas desse gestor para aproveitar o momento das empresas de tecnologia

Conteúdo Empiricus

Cuidado com a Oi (OIBR3): mesmo disparando 120%, existem 10 ações com maior potencial; veja

23 de fevereiro de 2024 - 13:00

Ação dispara em fevereiro, mas maior casa de análise independente do Brasil segue sem recomendar a empresa por acreditar que existem outras companhias melhores agora

Conteúdo Empiricus

‘A gente prefere estar na principal fonte de dividendos’: entenda por que Itaúsa (ITSA4) não está nas ações preferidas da Empiricus para proventos

23 de fevereiro de 2024 - 11:00

Segundo Larissa Quaresma, analista da Empiricus Research, esse ‘bancão’ é quem está por trás de parte dos dividendos entregues pela holding; entenda

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies