🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
APOSTA NA SIDERURGIA

A vez da Usiminas: BTG estima alta de mais de 55% para USIM5 nos próximos meses; saiba o que pode impulsionar as ações

Segundo os analistas, a empresa negocia nos múltiplos mais baixos da década e deve surfar na recuperação dos preços do aço

Larissa Vitória
Larissa Vitória
24 de janeiro de 2022
16:25 - atualizado às 14:50
Logotipo da Usiminas em uma tela de celular com o logo da B3 ao fundo
Celular exibe logotipo da Usiminas - Imagem: Shutterstock

Sob a sombra projetada por outras grandes empresas do setor siderúrgico, a Usiminas (USIM5) foi esquecida por grande parte dos investidores. Mas, com as ações nos menores múltiplos da década e um balanço “de primeira classe”, essa realidade pode estar prestes a mudar.

É nisso que acreditam os analistas do BTG Pactual. Em relatório divulgado nesta segunda-feira (24), o banco de investimento atualizou o preço-alvo dos papéis  de R$ 24 para R$ 25, projetando uma alta de mais de 55% em relação à cotação atual.

Hoje as ações USIM5 caminharam na contramão do Ibovespa e do restante das bolsas mundiais com ganhos de 2,40%, a R$ 16,24. Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados

Barrada no baile

“Em nossa experiência cobrindo o setor, a Usiminas tem sido ignorada por boa parte da comunidade de investimento há anos. No entanto, vemos melhorias no case de investimentos dos últimos trimestres”, escrevem os analistas na abertura do relatório.

Segundo o time de investimentos do BTG Pactual, a empresa negocia nos múltiplos mais baixos da década, a cerca de 2x EV/Ebitda - o indicador que mostra a relação entre o valor de uma empresa e a geração de caixa. 

Os analistas também estimam que o caixa líquido poderá chegar a R$ 2,5 bilhões neste ano. Com isso, a previsão para o Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) também ficou mais ousada e “bem acima do consenso”, subindo para R$ 9 bilhões.

De carona com o aço

Para o banco de investimentos, as ações da Usiminas descontam uma correção de preços na siderurgia acima de 20% neste ano, o que - matematicamente falando - os analistas consideram altamente improvável.

E a empresa deve acompanhar a recuperação esperada para a cotação do aço: “o cerne do nosso call é que a Usiminas provavelmente repassará automaticamente um aumento de preço de 40% a 50% para 2022”.

Além dos preços, os rendimentos pagos aos acionistas também devem subir. Com base no potencial de fluxo de caixa, os analistas do BTG acreditam que um dividend yield de, pelo menos, 10% a 12% está garantido para 2022 e mantêm a recomendação de compra para as ações.

Compartilhe

DE OLHO NAS REDES

Petrobras (PETR4): e se a melhor e pior notícia que a empresa poderia dar vierem juntas, o que seria das ações? 

18 de abril de 2024 - 13:30

De uns tempos para cá, a Petrobras vem testando os nervos dos investidores. Há alguns dias, rumores de que os saudosos dividendos extraordinários que foram retidos pela companhia finalmente poderiam sair, o que animou o mercado — e fez as ações saltarem.  Mas logo veio um potencial balde de água fria: Aloizio Mercadante poderia assumir […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa reduz ganhos com Petrobras (PETR4) e perde os 124 mil pontos; dólar retoma fôlego com juros dos EUA no radar

18 de abril de 2024 - 6:35

RESUMO DO DIA: Após mais de uma semana de quedas, o Ibovespa até tentou se livrar do sufoco com apoio do minério de ferro. Mas as incertezas sobre a trajetória dos juros nos Estados Unidos e a perspectiva de que o BC reduza o ritmo de corte da Selic pressionam o índice. Na agenda do […]

AÇÕES NO SHAPE

Smart Fit (SMFT3) vai virar “monstro”? Banco recomenda compra das ações e vê espaço para rede de academias dobrar de tamanho

17 de abril de 2024 - 15:25

Os analistas do JP Morgan calcularam um preço-alvo de R$ 31 para os papéis da Smart Fit (SMFT3), o que representa um potencial de alta da ordem de 30%

DESTAQUES DA BOLSA

Ozempic que se cuide! Empresa de biotecnologia faz parceria para distribuir caneta do emagrecimento no Brasil e ações disparam quase 40% 

17 de abril de 2024 - 14:03

Com o anúncio, a Biomm conquistou R$ 1,2 bilhão em valor de mercado na B3; a comercialização do similar do Ozempic deve ainda passar pelo crivo da Anvisa

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Vale (VALE3) não é suficiente e Ibovespa fecha em queda na esteira de Nova York; dólar cai a R$ 5,24

17 de abril de 2024 - 6:49

RESUMO DO DIA: O Ibovespa até tentou interromper o ciclo de quedas com o forte avanço do minério de ferro e a prévia do PIB, mas o tom negativo de Nova York falou mais alto e arrastou o principal índice da bolsa brasileira. Com isso, o Ibovespa terminou o pregão em baixa de 0,17%, aos […]

REPORTAGEM ESPECIAL

O fracasso das empresas “sem dono” na B3. Por que o modelo das corporations vai mal na bolsa brasileira

16 de abril de 2024 - 15:54

São vários exemplos e de inúmeros setores de companhias sem uma estrutura de controle que passaram por graves problemas ou simplesmente fracassaram

MAIS 11 ATIVOS PARA A CONTA

Fundo imobiliário BTLG11 fecha acordo de quase R$ 2 bilhões por portfólio de imóveis em SP

16 de abril de 2024 - 11:36

O FII deve adquirir 11 ativos, com cerca de 550 mil metros quadrados prontos e performados

SÉRIE A DA B3

Auren (AURE3) fica de fora da segunda prévia do Ibovespa, que agora conta com a entrada de apenas uma ação

16 de abril de 2024 - 10:32

Se a previsão se confirmar, a carteira do Ibovespa contará com 87 ações de 84 empresas a partir de maio

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai pela quinta vez seguida pressionado por juros nos EUA e questão fiscal; dólar fecha no maior nível em 13 meses, a R$ 5,26

16 de abril de 2024 - 6:33

RESUMO DO DIA: A perspectiva de juros elevados por mais tempo nos Estados Unidos ganhou força mais uma vez e, combinada com a preocupação com o cenário fiscal doméstico, gerou mais lenha para a bolsa brasileira aumentar as cinzas. Pela quinta vez consecutiva, o Ibovespa terminou o dia no vermelho, com queda de 0,75%, aos […]

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa recua com pressão de bancos e Wall Street no vermelho; dólar sobe a R$ 5,18

15 de abril de 2024 - 6:43

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta segunda-feira (15) no vermelho, pressionado pelo desempenho dos bancos, que recuaram em meio à crescente aversão ao risco no mercado hoje. O principal índice de ações da B3 fechou o pregão em baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos. Já o dólar à vista avançou 1,25%, aos […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar