🔴 DÓLAR A 5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Fernando Vieira
Conteúdo Empiricus

Esqueça o Bitcoin: Nova criptomoeda criada por ex-funcionários de Mark Zuckerberg sobe +57.900% e está prestes a dar novo salto nos próximos dias, aponta relatório (baixe aqui)

Criptomoeda que acaba de ser lançada no mercado estava sendo desenvolvida por ex-funcionários de empresas como Facebook, Google, Apple e Microsoft, e pode dar um novo salto em breve

Fernando Vieira
12 de julho de 2021
12:22
Imagem: Shutterstock

Se você busca lucrar com criptomoedas nos próximos dias, é melhor esquecer o Bitcoin

A moeda está "presa" em uma zona de indecisão depois de uma queda de quase 50% no seu preço após a China banir a mineração da moeda no país. Por isso, os grandes investidores procuram novas alternativas para lucrar no curto prazo no mercado de criptomoedas e parecem ter encontrado essa alternativa em um novo projeto.

Trata-se de uma criptomoeda que acaba de chegar no mercado e já entregou +57.900% de lucros para quem investiu nela. Sabe o que isso significa na vida de uma pessoa?

  • Quem investiu mil reais nela chegou a ter lucros de mais de R$ 580 mil;
  • Enquanto quem investiu apenas 2 mil reais viu seu dinheiro se multiplicar para mais de um milhão em questão de uma semana. 

Agora, segundo relatório divulgado por um famoso analista da Faria Lima, esta moeda pode alcançar lucros ainda maiores. 

QUERO MULTIPLICAR MEU PATRIMÔNIO COM A CRIPTOMOEDA QUE JÁ ENTREGOU 57.900% DE LUCRO EM UMA SEMANA E PODE DAR UM NOVO SALTO

Essa é a mágica desse mercado: a possibilidade de conseguir lucros extraordinários investindo em novas tecnologias e soluções para a sociedade através das moedas.

O mercado de criptomoedas vai além da especulação. Alguns projetos possuem aplicações reais, que podem mudar o curso de toda uma cadeia econômica, alterando os meios de consumo e até o funcionamento da internet, como esta nova criptomoeda está fazendo.

Ela já transformou 2 mil reais investidos em mais de um milhão, mas o melhor ainda está por vir

Alguns anos atrás, funcionários de grandes empresas, como Google, Facebook, Amazon, Microsoft, Apple e outras gigantes do mundo tecnológico, se reuniram para criar uma nova tecnologia com um objetivo claro: descentralizar a internet e tirar o poder das mãos das chamadas Big Techs.

Em um primeiro momento pode ser difícil entender os motivos que fazem isso ser tão importante, mas, quando olhamos de perto, vemos que, mesmo uma tecnologia tão grande quanto a internet, ainda pode melhorar (e muito). 

Hoje, os grandes servidores que armazenam dados de tudo que acontece nesse ambiente pertencem às grandes corporações. Inclusive, os seus dados são armazenados e comercializados entre essas empresas.

Eu explico: no Facebook, por exemplo, todas as suas informações como localização, local de trabalho, preferências e até suas curtidas são dados pessoais seus. Mesmo assim, o Facebook utiliza todas as informações que possui sobre você para que outras empresas possam chegar até você por meio de anúncios direcionados. 

QUERO MULTIPLICAR MEU PATRIMÔNIO INVESTINDO NA CRIPTOMOEDA QUE PODE REVOLUCIONAR A INTERNET

Na internet, o produto é você 

Mas o que pode ser utilizado para fins "inofensivos" também pode ser utilizado para outras coisas, como aconteceu recentemente no escândalo envolvendo o Facebook e a empresa Cambridge Analítica, acusada de utilizar os dados coletados na rede social para manipular as eleições de diversos países. 

Se nossos dados podem ser utilizados para manipular até as eleições, obviamente eles valem muito dinheiro, por isso, foi considerado como o novo petróleo do mundo pelo CEO da Mastercard, Ajay Banga.

A ideia da criptomoeda desenvolvida pelos ex- funcionários das grandes techs é criar uma “nova internet” onde a descentralização seja a palavra-chave. Onde os seus dados estejam seguros e longe das mãos das grandes corporações. 

Isso abre caminho para a criação de empresas descentralizadas oferecendo serviços melhores, mais seguros e até mais baratos. 

Novas redes sociais já estão sendo criadas dentro desta nova internet e nelas, inclusive, é possível até que os usuários sejam pagos em dinheiro pelo conteúdo que criam ali dentro. 

‘Se nós não tivéssemos construído esta tecnologia, alguém construiria… É inevitável que isso aconteça’

Fonte: Bloomberg 

Um projeto financiado por um dos maiores fundos do Vale do Silício

O código de criação desta nova tecnologia estava sendo desenvolvido por uma Fundação Suíça, na qual os ex-funcionários das grandes techs reuniram diversas pessoas ligadas à tecnologia com o respaldo de um dos fundos de investimento mais relevantes do Vale do Silício, o lendário Andreessen Horowitz. 

Fundado e dirigido pelo brilhante Mark Andreessen, investidor número 10 no ranking da Forbes de Tech Top Investors, e Ben Horowitz, investidor e empresário, o fundo possui um amplo portfólio de acertos quando o assunto é tecnologia. 

QUERO ACESSAR A NOVA APOSTA DO VALE DO SILÍCIO

Eles investiram em empresas, como Skype, Twitter, Airbnb, GitHub, Coinbase, Buzzfeed e a mais recente delas, Clubhouse, a rede social que se tornou febre nos últimos meses.
Mas também foram eles que acreditaram na descentralização da internet proposta pela fundação e fizeram os primeiros aportes de capital para financiar o desenvolvimento da tecnologia. 

Ela pode disparar a qualquer instante, segundo famoso analista do mercado.

Agora a tecnologia foi lançada no mercado e um leque de empresas descentralizadas já começaram a utilizar esse ambiente como plataforma para o desenvolvimento de novos negócios, o que só valida ainda mais a tese e ajuda na valorização do ativo escolhido por eles para representar tudo isso: uma criptomoeda.

Segundo relatório divulgado por André Franco, analista responsável pelo departamento de criptomoedas da maior publicadora de conteúdo financeiro do Brasil, a Empiricus, esta criptomoeda pode alcançar lucros inimagináveis já nos próximos meses.

E, levando em consideração o histórico da carreira de Franco para encontrar boas oportunidades no mercado financeiro, a recomendação de compra desta moeda fica ainda mais imperdível. 

Desde a criação de sua carteira recomendada de criptomoedas, ele já entregou + 1.750% de lucros para os investidores que seguem suas recomendações. 

Foram apostas certeiras em ativos que proporcionam ganhos inimagináveis para os investidores que contam com toda a estrutura necessária para investir em criptomoedas com segurança. 

Crédito: Divulgação/Empiricus 

"Meu objetivo como profissional é trazer o máximo de pessoas possível para este mercado e ajudá-las a buscar ganhos que não seriam possíveis no mercado de ações tradicional. Por isso eu forneço toda a estrutura para que a pessoa aprenda a investir em criptomoedas com segurança, ensinando desde como abrir a conta em uma corretora até como e quais ativos ela deve comprar para ter chances de lucro", diz André. 

Você pode acessar o relatório completo da moeda para investir nela ainda hoje

Foi pensando nisso que André tomou uma atitude e decidiu disponibilizar de maneira gratuita o relatório completo em que fala sobre sua tese de investimento e os motivos que o levam a acreditar que esta moeda pode decolar nos próximos dias. 

Além disso, junto com o relatório, você tem acesso gratuito de 7 dias à carteira de criptomoedas completa do analista, assim como ao curso Crypto X-press, no qual André ensina tudo o que você precisa saber para começar a comprar suas primeiras criptomoedas com segurança. 

Para acessar o relatório e destravar o seu acesso à carteira de criptomoedas, basta clicar no botão abaixo.

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Maxi Renda (MXRF11): fundo imobiliário oferece novas cotas por R$ 10,07; vale investir?

14 de junho de 2024 - 14:00

O Maxi Renda (MXRF11), fundo imobiliário com mais cotistas da B3 pretende emitir até 102 milhões de novas cotas

Conteúdo Empiricus

Pix agendado de US$ 1 milhão ou R$ 6 milhões: o que você gostaria de receber daqui a 10 anos?

14 de junho de 2024 - 12:00

Decisão hoje parece simples, mas diferenças entre as moedas tendem a se acentuar em uma década; entenda

conteúdo empiricus

‘O Brasil não vai explodir’: Ibovespa perde os 120 mil pontos, mas CEO da Empiricus segue na estratégia de acumular ações de excelentes empresas

14 de junho de 2024 - 10:00

Para Felipe Miranda, estrategista responsável pela tese sobre o “Fim do Brasil”, o cenário para as ações brasileiras, embora negativo, não é tão catastrófico como parece

Conteúdo Empiricus

‘Você é capaz de seguir 3 sinais? Então você consegue operar com essa ferramenta’: conheça a grande novidade do day trade

14 de junho de 2024 - 8:00

O objetivo do Indicador X é poder gerar renda média de R$ 3 mil por dia, seguindo apenas 3 indicadores e realizando 2 operações; conheça

conteúdo empiricus

‘Estamos muito tranquilos com essa carteira’: casa de análise mantém recomendação em ações que caíram 4% em maio; veja motivo

13 de junho de 2024 - 16:00

Empiricus decide manter ações em carteira que desvalorizou mais do que o Ibovespa no mês de maio; entenda a decisão da casa de análise e conheça as ações em que ela está apostando

Conteúdo Empiricus

2024 é ‘o ano que não começou’ para o Brasil, diz Felipe Miranda, da Empiricus; o que a bolsa precisa para retomar a trajetória de alta?

13 de junho de 2024 - 15:45

Veja quais são os gatilhos que podem ajudar a economia brasileira a decolar ainda neste ano, segundo o CEO da Empiricus

Conteúdo Empiricus

Renda fixa ou ‘perda fixa’? Conheça classe de ativos criticada mas que pode pagar retornos reais de 7,5% ao ano; entenda

13 de junho de 2024 - 12:00

Para analista da Empiricus Research, o investidor que deseja ganhar dinheiro no longo prazo deve ter uma estratégia de renda fixa na carteira

Conteúdo Empiricus

Brasil sobe em ranking mas ainda está entre ‘piores lugares do mundo para investir’, diz CEO; como se proteger com dólar?

13 de junho de 2024 - 8:00

Alta de 0,8% do PIB, no 1T24, colocou o Brasil na 8ª posição de ranking das maiores economias do mundo – mas ainda é preciso ter uma parte do patrimônio em dólar, diz Empiricus

Conteúdo Empiricus

“É inconcebível ter 0% de investimento no exterior”, diz analista da Empiricus Research; entenda o motivo

12 de junho de 2024 - 16:00

De acordo com Enzo Pacheco, não vale a pena focar no Brasil tendo em vista que o risco fiscal aqui é maior e há menos opções disponíveis na bolsa

Conteúdo Empiricus

‘Cavalo de pau’ na Selic? IPCA de maio pode fazer Copom ‘virar a mão’ e levar taxa básica de juros a 11%

12 de junho de 2024 - 12:00

Enquanto cenário atual pode assustar renda variável, analista recomenda 4 títulos de renda fixa “premium” para se proteger da inflação e buscar até 7,1% de ganho real sem Imposto de Renda

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar