🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Leticia Camargo
Leticia Camargo
Formada em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Já passou por agência de marketing digital, onde trabalhou com estratégias de SEO e marketing de conteúdo.
conteúdo empiricus

Com Nubank, Warren Buffett reforça aposta em tecnologia e busca valorizações exponenciais; tenha acesso a 10 ações do setor mais lucrativo do mundo

As ações de tecnologia são as mais lucrativas do mundo atual e já ultrapassaram a rentabilidade do bitcoin; veja como capturar as próximas oportunidades deste setor para buscar lucros exponenciais

Leticia Camargo
Leticia Camargo
9 de junho de 2021
15:14 - atualizado às 15:17
Warren Buffett, em montagem com óculos de realidade virtual e logotipos de empresas de tecnologia Realidade Virtual Amazon NuBank Apple
Warren Buffett, em montagem com óculos de realidade virtual - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O megainvestidor Warren Buffett deu mais uma tacada ‘certeira’ na última terça-feira (8) ao anunciar que a empresa de investimentos Berkshire Hathaway, da qual é dono, comprou participação no valor de US$ 500 milhões no banco digital Nubank.

A negociação fez com que a fintech fosse avaliada como a sétima startup mais valiosa do mundo, a US$ 30 bilhões, superando instituições financeiras consolidadas como XP (que vale atualmente US$ 22 bilhões), e ficando próxima de gigantes como o BTG Pactual. 

No entanto, se voltarmos lá atrás na história, descobriremos que nem sempre o ‘Mago de Omaha’, como é conhecido o investidor, foi simpático às empresas de tecnologia (saiba mais sobre as ações tech aqui). Isso porque elas crescem rápido, carecem de fluxo de caixa estável e uma taxa previsível de crescimento a longo prazo, o que ia contra a filosofia geral de investimentos de Buffett, como já esclareceu no passado:

“A chave para investir não é avaliar o quanto um setor vai afetar a sociedade, ou quanto vai crescer, mas sim determinar a vantagem competitiva de uma determinada empresa e, principalmente, a durabilidade dessa vantagem” - Warren Buffett

Mas parece que o jogo virou. Há alguns anos, a Berkshire passou a fazer aportes consistentes e robustos em empresas de tecnologia. Em meados de setembro do ano passado, o megainvestidor foi âncora da abertura de capital da Snowflake, empresa de serviços de computação em nuvem, na bolsa de valores de Nova York (NYSE).

Além disso, a empresa do bilionário também se tornou detentora de US$ 117 bilhões em ações da Apple e de US$ 1,7 bilhão em ações da Amazon, empresas de tecnologia amplamente lucrativas em seus respectivos mercados.

Mas por qual motivo Warren Buffett decidiu mudar de ideia quanto às ações tech? Bom, o megainvestidor acredita que para que a Berkshire mantenha o ritmo de crescimento, ela precisa se concentrar em empresas que têm perspectiva de gerar valor exponencial no longo prazo. Assim, está destinando boa parte do patrimônio em tecnologia, setor que tem potencial para gerar valorizações absurdas e maiores do que qualquer outro.

Se quiser, você também pode se expor a todo este potencial em tecnologia e lucrar, assim como está fazendo o maior investidor dos tempos atuais, Buffett. A seguir, quero apresentar um caminho para surfar a onda das techs.

ESTE EVENTO 100% ONLINE E GRATUITO IRÁ REVELAR 10 EMPRESAS TECH COM O MAIOR POTENCIAL DE LUCROS DO MUNDO [CADASTRE-SE AQUI]

Ações de tecnologia são historicamente mais rentáveis que o bitcoin - e você pode investir em 10 delas com a facilidade de um pix

Sei que parece loucura, mas não há nenhuma mentira nesta frase. O rendimento do bitcoin e das moedas digitais não é nada perto do que algumas ações de tecnologia já entregaram. E, se não acredita em mim, contra fatos não há argumentos:

Enquanto o bitcoin teve rendimento de quase 1.400% nos últimos quatro anos, houve ações de empresas tech que decolaram muito mais em períodos ainda mais curtos de tempo. Veja você mesmo:

  •  5.437% com Salesforce (Nasdaq: CRM) entre 2006 e 2020;
  • 1.853% com The Trade Desk (BVMF: T2TD34) entre janeiro de 2017 e janeiro de 2021;
  • 1.457% com Sea Limited (BVMF: S2EA34) entre janeiro de 2018 e abril de 2021;
  • 956% com Carvana (NYSE: CVNA) entre julho de 2008 e abril de 2021.

E, além da rentabilidade histórica, as ações de tecnologia têm uma outra vantagem sobre o bitcoin. Ao investir nelas, você está comprando participações de uma empresa real, com ativos, receita, clientes, funcionários… Tudo muito mais palpável e seguro do que o mercado de criptomoedas

Essas ações que apresentei acima estavam ao seu alcance com a facilidade de quem faz um pix. Mas, provavelmente, você só ficou sabendo sobre essas oportunidades de lucrar agora, porque eu te contei. E, infelizmente, devo dizer que esses lucros já foram realizados. Nem adianta correr para o home broker.

Mas a boa notícia é que há outras 10 ações de tecnologia que estão prontas para explodir de valor este ano. Elas foram descobertas pelo time que acompanha especificamente o setor de tecnologia na Empiricus: o analista de ações Richard Camargo, o head de tecnologia Vinícius Bazan, e o especialista em criptomoedas André Franco.

Eles produzem um podcast sobre o assunto, chamado ‘Tela Azul’, e cobrem techs há um bom tempo. Por terem acesso às melhores ‘cabeças’ de tecnologia do Brasil, eles estudaram a fundo o mercado e descobriram que há 10 empresas com potencial para terem ganhos exponenciais nos próximos meses. 

Os analistas pretendem revelar os nomes delas no evento chamado ‘Deep Dive Tech’, que acontecerá no dia 21 de junho, às 20h. Será uma transmissão 100% online e gratuita, que tem como principal objetivo abrir aos investidores os nomes de boas ações techs para lucrar com o cenário promissor da tecnologia. Você pode participar cadastrando-se aqui.

“Nós queremos a responsabilidade de construir uma carteira de tecnologia e ajudar você, investidor, a buscar lucros neste setor para muito além do óbvio” - Richard Camargo

Buffett não é o único querendo enriquecer com techs… Jeff Bezos, Elon Musk e Mark Zuckerberg também surfam essa onda

Se você pensa que Warren Buffett é o único querendo enriquecer com ações de techs, está muito enganado. Basta pensar que alguns dos maiores bilionários do mundo atual, de acordo com a Forbes, também fizeram fortuna a partir deste setor.

Um exemplo é Jeff Bezos, pessoa mais rica do mundo pelo quarto ano consecutivo em 2021, com patrimônio estimado em US$ 177 bilhões, resultado da valorização das ações da Amazon, empresa multinacional de tecnologia da qual é dono.

Na sequência temos Elon Musk, detentor de uma fortuna de US$ 151 bilhões graças à Tesla, empresa automotiva que produz e vende carros elétricos de alto desempenho. Do ano passado para cá, as ações da empresa valorizaram cerca de 705%.

Já o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, ocupa o 5º lugar no ranking de mais ricos do mundo, com US$ 97 bilhões de patrimônio. As ações da rede social saltaram 80% em 2020, quando pessoas ao redor do mundo inteiro utilizaram a plataforma para manter contato.

Ou seja, não dá para remar contra a maré. Se os maiores bilionários do mundo estão apostando em techs e ganhando dinheiro com isso agora, por que você, investidor pessoa física, deveria ficar de fora dessa?

É com este pensamento que Richard, Bazan e André estão convidando-o para o evento totalmente online e gratuito que acontecerá no dia 21 de junho. Eles estão convictos de que as 10 ações techs que selecionaram podem de fato entregar retornos exponenciais, capazes de fazê-lo mudar de patamar financeiro este ano.

SURFE A ONDA DOS BILIONÁRIOS… FAÇA O SEU CADASTRO NO EVENTO ‘DEEP DIVE TECH’ PARA DESCOBRIR EM QUAIS AÇÕES DE TECNOLOGIA INVESTIR PARA LUCRAR 

Conheça as 10 ações techs com maior potencial para decolar 

Para fazer o seu cadastro no evento e garantir uma vaga para conhecer as 10 ações com maior potencial de lucros este ano, basta acessar este link. Acredite: você não vai ficar sabendo dessas oportunidades em outro lugar. Afinal, Richard, Bazan e André descobriram nomes que estão fora do radar da maioria dos investidores.

Depois de meses de estudo, os analistas encontraram ações com o valor de mercado entre US$ 5 bilhões e US$ 20 bilhões, ou seja, empresas que são pequenas a princípio, mas que têm espaço para crescer e se tornarem gigantes como Amazon, Tesla e Facebook no futuro. 

É de suma importância tomar conhecimento dessas ações agora, enquanto elas estão baratas e ainda não caíram no conhecimento dos ‘peixes grandes’. Depois que se tornarem conhecidas, então a oportunidade de compra já terá passado. 

Portanto, aqui fica o meu conselho para quem deseja lucrar com tecnologia, bem como estão fazendo os principais bilionários do mundo. Faça o seu cadastro no evento ‘Deep Dive Tech’ e garanta a sua vaga para assistir à revelação da carteira de 10 ações techs para ter lucros exponenciais. Não se preocupe, tanto o cadastro como o evento são totalmente gratuitos:

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Vivo (VIVT3) ficou cara? Companhia divulga balanço positivo, mas não entra no ‘Top 5’ de pagadoras de dividendos; confira a lista

24 de fevereiro de 2024 - 12:00

Analista comenta balanço da Vivo e recomenda outras opções para investir agora em busca de dividendos; confira

Conteúdo Empiricus

60% das pessoas não gostam do próprio trabalho: está na lista? Esta profissão paga em média R$ 30 mil e tem 700 vagas abertas

24 de fevereiro de 2024 - 10:00

Empresas gigantes estão em busca de profissionais qualificados desse setor e aceitando pagar caro para preencher essas vagas – veja como ingressar

Conteúdo Empiricus

Cortes na Selic ainda não surtiram efeito? B3 (B3SA3) registra queda de 8% no lucro; veja se ainda vale a pena investir na ação

24 de fevereiro de 2024 - 8:00

Embora a companhia tenha registrado um crescimento de 11% nos setores de tecnologia, dados e serviços, os resultados gerais ficaram abaixo do esperado; veja a recomendação da Empiricus Research

Conteúdo Empiricus

Ainda não chegou a vez do Nubank (ROXO34): mesmo com 4T23 positivo, analista recomenda ficar de fora da ação (e revela o motivo)

23 de fevereiro de 2024 - 19:00

BDR do Nubank cai na bolsa em relação ao último fechamento apesar de resultados animadores no 4º trimestre – veja qual é o impeditivo para incluir o papel na carteira

conteúdo empiricus

Dividendos em perigo? Por que a Taesa (TAEE11) pode deixar de pagar proventos gordos em breve, segundo o Bradesco BBI

23 de fevereiro de 2024 - 17:00

A Taesa é conhecida por ser uma grande pagadora de dividendos mas, segundo o banco de investimentos, ela pode passar a remunerar bem menos os seus acionistas; entenda

Conteúdo Empiricus

Nvidia não é a única: veja as empresas de tecnologia mais indicadas para ter a chance de surfar o ‘boom’ da inteligência artificial

23 de fevereiro de 2024 - 15:00

Resultados da Nvidia mostraram que a narrativa em torno da inteligência artificial segue a todo vapor. Veja as apostas desse gestor para aproveitar o momento das empresas de tecnologia

Conteúdo Empiricus

Cuidado com a Oi (OIBR3): mesmo disparando 120%, existem 10 ações com maior potencial; veja

23 de fevereiro de 2024 - 13:00

Ação dispara em fevereiro, mas maior casa de análise independente do Brasil segue sem recomendar a empresa por acreditar que existem outras companhias melhores agora

Conteúdo Empiricus

‘A gente prefere estar na principal fonte de dividendos’: entenda por que Itaúsa (ITSA4) não está nas ações preferidas da Empiricus para proventos

23 de fevereiro de 2024 - 11:00

Segundo Larissa Quaresma, analista da Empiricus Research, esse ‘bancão’ é quem está por trás de parte dos dividendos entregues pela holding; entenda

Conteúdo Empiricus

‘Escolhi ser analista de ações’: como Thiago Salomão, fundador do Market Makers, mudou a rota para se tornar um dos nomes mais conhecidos do mercado financeiro

23 de fevereiro de 2024 - 9:00

Salomão decidiu abandonar o jornalismo para se tornar analista de ações. Agora ele quer ajudar outras pessoas que desejam fazer a transição de carreira para o mercado financeiro

Conteúdo Empiricus

Poxa, hermanos: hiperinflação na Argentina impacta resultados da Gerdau (GGBR4) no 4T23; saiba se é hora de comprar ou vender

22 de fevereiro de 2024 - 14:00

Números da América do Norte e a geração de caixa livre foram destaques positivos do balanço de Gerdau (GGBR4)

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies