Menu
SD Branding
CONTEÚDO PATROCINADO POR Empiricus

Veja o que Felipe Miranda tem a dizer antes de ir às compras na bolsa

Não tente acertar qual o topo e qual o poço . Ficar parado não é uma boa decisão para os seus negócios. E você tem a chave do que deve fazer: a alocação de capital perfeita

16 de março de 2020
14:54 - atualizado às 15:47
Felipe Miranda
Felipe Miranda abre a sua estratégia pessoal para os assinantes do Double Income e Palavra do Estrategista - Imagem: Murilo Constantino/Empiricus

Depois de colecionar uma série de recordes positivos, os mercados acionários globais vivem momentos de pânico. Os números rolam ladeira abaixo, desesperando muitos investidores e empresas.

Uma série de acontecimentos contribuiram para chegarmos ao cenário que nos encontramos hoje e com a queda de 35% do Ibovespa neste ano, já tem muita gente achando que, depois da bolsa ter atingido suas máximas em janeiro, chegou a hora de ir às compras e voltar a encher o carrinho.

Nesse sobe e desce brusco dos últimos tempos, tem muito investidor perdido com o que deve ou não fazer. Será que seguir quem vê na bolsa uma grande chance agora é uma boa?

Se você é uma dessas pessoas, eu peço para que você leia com atenção o que o Felipe Miranda tem a dizer. Ele e sua equipe de 34 analistas sabem o que estão fazendo e podem sustentar a tese que vou apresentar.

Há um risco real de algo parecido com 2008 acontecer. Uma nova crise mundial. E você deve estar preparado.

Desde 2015, quando foi criada, a Carteira Oportunidades de uma Vida já acumula mais de 400% de ganhos. Isso não é pouca coisa e não foi nada fácil chegar até aqui. Além dos mais recentes eventos que chacoalham o mundo dos negócios, ela também passou por diversos outros momentos de incerteza: Joesley Day, greve dos caminhoneiros e processos democráticos turbulentos.

O Felipe soube moldar sua estratégia ao cenário e por isso coleciona resultados tão favoráveis. E para ele, as coisas não são tão otimistas quanto alguns fazem parecer. Podemos estar diante de perdas ainda maiores e de uma crise de crédito mundial.

É impossível prever o fim de uma queda ou o topo de uma alta. Mas você pode se preparar para qualquer uma delas. Se a queda não vier... Que bom! Você também estará preparado para surfar na recuperação que está por vir.

Mas no curto prazo... Ah! Os fundamentos de curto prazo indicam que uma grave situação de retração econômica mundial está no radar. O Felipe é bem claro sobre isso: as breves ondas de recuperação podem ser somente um pequeno suspiro, seguido de uma queda ainda maior.

Dá para ir mais longe: as empresas que se alavancaram, que tomaram dívidas, e não estão vendendo agora, podem, subitamente, não conseguir honrar seus compromissos financeiros, o que pode piorar ainda mais o humor das bolsas globais.

Não tente acertar qual o topo e qual o poço. Ficar parado não é uma boa decisão para os seus negócios. E você tem a chave do que deve fazer: a alocação de capital perfeita.

É nesse quesito que impérios são construídos e arruinados. Você deve olhar para o seu patrimônio de forma completa e não se expor aos riscos desnecessários.

A diferença entre o remédio e veneno é a dosagem. E o Felipe Miranda te mostra o caminho para o equilíbrio perfeito que te permitirá atravessar essa turbulência, seja lá por quanto tempo ela dure. Esteja preparado.

VEJA AGORA O QUE ELE TEM A DIZER E BLINDE O SEU PATRIMÔNIO

Conteúdo patrocinado

Em tempos de crise nos mercados, aposte em ações de qualidade

A regra é clara: retornos passados não são garantias de retornos futuros. Mas, as ações de qualidade sempre se destacam durante as crises. Confira a lista de Melhores Ações da Bolsa

Conteúdo patrocinado

Empiricus baixa valor da assinatura para R$ 5 diante da crise do coronavírus

Objetivo é ajudar o investidor brasileiro a se proteger na crise e identificar oportunidades pontuais durante a baixa dos mercados

Conteúdo Patrocinado

O futuro é incerto. Você tem um plano?

Estamos lidando com o desconhecido. Dê o passo definitivo para manter os seus investimentos salvos e transformar a crise atual na maior oportunidade para você ganhar dinheiro dos últimos 20 anos.

Conteúdo patrocinado

Empiricus baixa valor da assinatura para R$ 5 diante da crise do coronavírus

Objetivo é ajudar o investidor brasileiro a se proteger na crise e identificar oportunidades pontuais durante a baixa dos mercados

Conteúdo patrocinado

Empiricus baixa valor da assinatura para R$ 5 diante da crise do coronavírus

Objetivo é ajudar o investidor brasileiro a se proteger na crise e identificar oportunidades pontuais durante a baixa dos mercados

Conteúdo patrocinado

Empiricus baixa valor da assinatura para R$ 5 diante da crise do coronavírus

Objetivo é ajudar o investidor brasileiro a se proteger na crise e identificar oportunidades pontuais durante a baixa dos mercados

Fechar
Menu