Menu
Ricardo Mioto
Ricardo Mioto
CONTEÚDO PATROCINADO POR Empiricus

O mundo que amávamos

Com as consequências ainda incertas do surto de coronavírus para o mundo, uma nuvem de dúvida paira sobre nossas cabeças. Nesse cenário, como preservar seu patrimônio e seus investimentos?

3 de maio de 2020
11:21 - atualizado às 12:52
Mundo coronavírus
Imagem: Shutterstock

Como vai ser a vida quando tudo isso acabar?

Acho que hábitos são resilientes. Ninguém vai desistir do bar, do churrasco com os amigos, de abraçar as pessoas. As tragédias passam, a gente volta a ser o que era.

Mas não em tudo, não tão rápido. Talvez a gente se depare com o que a revista Economist chamou de “a economia 90%”.

O que são os 10% que, mesmo na melhor das hipóteses, se perdem?

Por algum tempo ficaremos com medo de uma segunda onda do vírus. Mesmo que ele não ocorra, quem vai sair correndo para gastar, investir, comprar imóvel?

Além disso, a decadência do vírus é lenta. A Itália passou pelo pico de casos há um mês, quando chegou a 900 mortes por dia. Atualmente, ainda tem cerca de 300 mortos por dia. A Itália hoje é o Brasil lá do meio de junho. O vírus ainda estará por aí. Mesmo que o pior já tenha passado, você vai sair para restaurante, balada, cinema, elevador apertado? Quanto tempo será necessário até o medo estar esquecido? Um ano? Mais?

Quem faliu não vai se rearranjar tão rápido. É mais fácil destruir do que construir. André Esteves tem falado sobre a impossibilidade de uma recuperação em V. Ele acredita em um L: o “novo normal” será um patamar abaixo do anterior. Por algum tempo, viveremos uma vida pior — e mais pobre — do que a que tivemos até o começo de 2020.

“A recuperação da economia brasileira não vai ser fácil. É uma crise global. Dizem que a depreciação do câmbio vai ajudar a exportar. Ajuda se puder exportar para Marte: o mundo inteiro está em crise”, disse Ilan Goldfajn, ex presidente do Banco Central, em uma live do Insper na última semana. “E, se a gente tornar permanentes gastos temporários, a recuperação vai ser ainda menor.”

“Fala-se de infraestrutura como solução para a crise. O prazo da infraestrutura é muito diferente dos prazos da pandemia. Não dá nem para começar em seis meses”, complementou José Scheinkman, brasileiro professor de Columbia.

Ninguém sabe quais serão as consequências macroeconômicas do maior endividamento e impressão de dinheiro por governos do mundo inteiro.

Sabemos menos ainda quais as consequências políticas da covid-19: um mundo novo mais estatal, com maior interferência do governo na economia? Passos atrás na globalização, com fechamento de fronteiras e maior xenofobia? Turbulência na relação entre Estados Unidos e China, as duas maiores potências?

Como os mais pobres, inevitavelmente os primeiros a perderem o emprego e a renda, reagirão? A Economist lembra que a crise de 2008 deu em um movimento global em direção ao populismo. E agora?

Nesse cenário de imprevisibilidade, como preservar o seu patrimônio? Como saber em que tipo de ativos aplicar?

“A ação do Fed [o banco central americano] causou uma vigorosa recuperação das bolsas americanas desde as mínimas”, diz Felipe Miranda, estrategista-chefe da Empiricus. “Mas agora vai ficando cada vez mais claro que não basta apertar um botão e tudo volta ao normal. Este mês de maio pode se revelar muito delicado. Pode ser um choque de realidade.”

Se você quiser orientação para proteger seu patrimônio em qualquer tipo de cenário e fazê-lo crescer com consistência, a melhor coisa que pode fazer é assinar a Carteira Empiricus, que é o melhor produto da empresa.

A carteira comandada pelo Felipe Miranda traz uma estratégia completa de investimentos, com recomendações balanceadas de ativos, a partir das análises de 35 especialistas da Empiricus.

A carteira existe desde 2014 e entrega desde então mais de 200% do CDI de rentabilidade. Há quase seis anos, portanto, a estratégia se prova resiliente, batendo qualquer outro fundo multimercado de grandes gestoras.

O molho secreto da Carteira Empiricus consiste na diversificação de ativos. Ela tem um portfólio diversificado com renda fixa, ações, fundos imobiliários e proteção com ouro, dólar e opções. Não se trata apenas de colocar os ovos em diversas cestas, mas de escolher os ovos certos.

Se você não gostar do produto, pode desistir em até 20 dias, e não gastará nenhum real.

Mais do que isso: você pode acessar a série por 20 dias sem compromisso e ver todos os ativos indicados, a alocação completa de todos os books, os podcasts e publicações e só depois decidir se quer continuar assinando.

QUERO CONHECER A CARTEIRA EMPIRICUS

Conteúdo patrocinado

[ÚLTIMA OPORTUNIDADE] Surgiu uma vaga para você no MasterPlan

Em uma semana da plano, já demos diversas indicações que continuam com entrada válida – não se preocupe, entrando agora você terá acesso a TODOS os podcasts já divulgados.

Conteúdo patrocinado

A conta do vírus: desemprego e insegurança econômica aumentam procura por renda extra

Com essa lista de empresas, títulos e fundos imobiliários especialmente selecionados, você pode garantir uma renda extra e ficar mais próxima da independência salarial

Conteúdo patrocinado

Como se expor ao risco de maneira controlada e com chances de ganhos exponenciais

Buscar ganhos homéricos na bolsa não precisa ser um jogo de tudo ou nada. Na realidade, essa está longe de ser a recomendação ideal. É muito raro que alguém fique rico na bolsa ou veja o seu patrimônio se multiplicar de forma expressiva sem expor alguma parcela dos seus investimentos em ativos de risco, capazes […]

Conteúdo patrocinado

Recuperação real ou ‘bull trap’? Como identificar as oportunidades na bolsa daqui para frente

A queda das bolsas começou no fim de fevereiro, indo a 63 mil pontos com o avanço do coronavírus e agora mostra uma recuperação. O pior já passou ou ainda é preciso cautela?

CONTEÚDO PATROCINADO

Na bolsa, vale trocar um diploma por um bife; veja as melhores ações

ir para a home Este conteúdo faz parte da assinatura As Melhores Ações da Bolsa, da Empiricus. Para continuar a ler este texto e ter acesso às melhores oportunidades de investimentos, basta clicar no link abaixo. Continuar a ler Já é assinante? Faça seu login aqui e acesse o conteúdo. Este projeto é uma parceria […]

Fechar
Menu