Menu
SD Branding
CONTEÚDO PATROCINADO POR Empiricus

Nada será como antes. O que podemos esperar de um mundo pós-coronavírus?

Empresas inovadoras de tecnologia se valorizam lá fora com a necessidade crescente de suporte para atividades remotas. Essa é a sua chance de embarcar em um investimento que pode mudar a sua vida

25 de abril de 2020
16:00 - atualizado às 10:36
shutterstock_1495413731
Ruas vazias de Los Angeles durante pandemia de covid-19 - Imagem: Shutterstock

Não há como negar: o coronavírus virou o nosso mundo de cabeça para baixo e alterou as nossas rotinas drasticamente.

Não estamos falando somente do caos dos mercados ou da crise econômica que se aprofunda e ninguém sabe quando vai terminar.

Falamos de aspectos do nosso cotidiano que mudaram rapidamente e que talvez nunca mais voltam a ser os mesmos de antes.

As cidades estão vazias, seguindo medidas estritas de isolamento social.

Ninguém esta preparado para o que estava por vir e tivemos que nos adaptar rapidamente.

O trabalho virou remoto, o comércio está fechado e sobrecarrega o e-commerce. Aulas de escolas e faculdades são retomadas via vídeochamada e consultas médicas são feitas de forma virtual. Até mesmo a academia foi substituida por aplicativos inteligentes.

O isolamento social nos obrigou a atravessar uma barreira que não imaginávamos ser possível e é bem provável que quando as coisas voltarem ao normal, com a circulação de pessoas reestabelecida em nível global, nada será como antes. Foi preciso descobrir novas formas de conectar o mundo e algumas poucas empresas irão se beneficiar disso no futuro.

São companhias que trabalhar para manter o funcionamento do mundo com a evolução da inteligência artificial e outras tecnologias inovadoras.

Todo mundo se beneficia dessas tecnologias, seja a empresa que precisa de um suporte online para armazenamento de dados em nuvem ou o cientista que tenta sequenciar o genoma do novo coronavírus.

Ainda não sabemos quando essa crise terá um fim, mas já existem empresas prontas para lucrar com o fornecimento dessas tecnologias que fazem o mundo funcionar. Você só precisa saber quais são elas.

Algumas dessas companhias já podem ser consideradas AGORA grandes oportunidades de lucrar. Você está prestes a conhecer o nome de duas delas.

CONHEÇA AS DUAS APOSTAS INTERNACIONAIS DO SETOR DE TECNOLOGIA

Companhias que estão com preços atrativos e fazem parte da maior economia do mundo. É tudo sobre o momento certo de embarcar, e a hora é agora.

Essa é também uma oportunidade de variar os seus investimentos e ir mais longe. Deixar seu dinheiro só no Brasil é correr um risco desnecessário, independente da cotação do dólar de hoje. Você pode conferir o racional por trás dessa recomendação no link abaixo.

CONHEÇA A CARTEIRA COMPLETA DE AÇÕES AMERICANAS DA EMPIRICUS

Conteúdo patrocinado

A possibilidade real e IMEDIATA de gerar renda sem sair de casa

Se você já pensou um dia em ter um Plano B para construir uma vida financeira tranquila, a hora chegou.

Conteúdo patrocinado

[ÚLTIMA OPORTUNIDADE] Surgiu uma vaga para você no MasterPlan

Em uma semana da plano, já demos diversas indicações que continuam com entrada válida – não se preocupe, entrando agora você terá acesso a TODOS os podcasts já divulgados.

Conteúdo patrocinado

A conta do vírus: desemprego e insegurança econômica aumentam procura por renda extra

Com essa lista de empresas, títulos e fundos imobiliários especialmente selecionados, você pode garantir uma renda extra e ficar mais próxima da independência salarial

Conteúdo patrocinado

Como se expor ao risco de maneira controlada e com chances de ganhos exponenciais

Buscar ganhos homéricos na bolsa não precisa ser um jogo de tudo ou nada. Na realidade, essa está longe de ser a recomendação ideal. É muito raro que alguém fique rico na bolsa ou veja o seu patrimônio se multiplicar de forma expressiva sem expor alguma parcela dos seus investimentos em ativos de risco, capazes […]

Conteúdo patrocinado

Recuperação real ou ‘bull trap’? Como identificar as oportunidades na bolsa daqui para frente

A queda das bolsas começou no fim de fevereiro, indo a 63 mil pontos com o avanço do coronavírus e agora mostra uma recuperação. O pior já passou ou ainda é preciso cautela?

Fechar
Menu