Menu
2020-09-25T11:33:32-03:00
Leticia Camargo
Leticia Camargo
É repórter do Seu Dinheiro. Está cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou por agência de marketing digital, onde trabalhou com estratégias de SEO e marketing de conteúdo.
conteúdo patrocinado

Microcaps x Ações Exponenciais: quais as diferenças entre essas classes de ativos? Max Bohm e Henrique Florentino explicam

Devo investir em microcaps ou em ações exponenciais? Esses dois tipos de ativos podem entregar as maiores altas da Bolsa, mas não são a mesma coisa; entenda

25 de setembro de 2020
11:31 - atualizado às 11:33
ações diferenças
Imagem: Shutterstock

Conseguir surfar as ondas de supermultiplicação da Bolsa é algo que está no imaginário de diversos investidores. Afinal, quem não gostaria de dar uma tacada certeira e mudar para sempre o próprio patamar financeiro? Alcançar um resultado como esse não é fácil, mas há algumas classes de ativos que podem te ajudar a chegar mais perto desse objetivo.

Elas são conhecidas como microcaps e ações exponenciais. São os ativos que reservam o maior potencial de valorização entre os mais de 500 papéis listados hoje na Bolsa brasileira, na opinião dos especialistas da Empiricus Research.

Elas são um pouco diferentes das gigantes que você tanto ouve falar como a Vale, Petrobras e Itaú. Ao contrário delas, estas empresas costumam ter um valor de mercado menor, e podem estar fora do radar dos ‘peixes grandes’ do mercado.

Na Empiricus, o Max Bohm e o Henrique Florentino são responsáveis por ficar de olho nestas ações e identificar quais têm o maior potencial de crescimento no médio e no longo prazo. O Max é mais focado em Microcaps, enquanto o Henrique é especialista em Ações Em Situações Especiais (chamadas por ele de ações exponenciais).

Falando assim, parece tudo a mesma coisa. São empresas fora do radar, às vezes menores, que não estão muito bem cotadas… Mas, na verdade, nem toda microcap é necessariamente uma ação exponencial. E da mesma forma, nem toda ação exponencial é uma microcap.

Elas contam com algumas particularidades, características únicas que as fazem diferentes. Por isso o Max e o Henrique não trabalham juntos em uma mesma série. No entanto, há algumas vezes em que uma microcap está em uma situação especial. Ou uma ação em situação especial coincidentemente é uma microcap. Isso potencializa ainda mais a chance de uma alta expressiva na cotação. 

QUERO CONHECER AS PRÓXIMAS MICROCAPS E AÇÕES EXPONENCIAIS COM CHANCES DE BOMBAR NA BOLSA NOS PRÓXIMOS MESES

Você deve estar um pouco confuso, mas não se preocupe. Para ficar mais claro, a seguir eu te explico quais são as diferenças entre essas duas classes de ativos e em quais situações elas ficam bem juntas.

O que são Microcaps?

As microcaps são ações de baixa capitalização, ou seja, com um valor de mercado menor do que as gigantes, de até R$ 5 bilhões. Mas é essa característica que as tornam mais voláteis e com mais espaço para crescer. Assim, quando pegam uma alta expressiva da Bolsa, elas surfam junto e deslancham o preço de seus papéis.

É por isso que são consideradas um dos melhores nichos de investimento para capturar as famosas supermultiplicações, e são muito interessantes para quem deseja construir um patrimônio consistente no longo prazo. Para você ter uma ideia dos resultados que elas podem entregar, vamos falar de um caso prático: Magazine Luiza

Em 2015, as ações MGLU3 estavam cotadas a R$ 2. Ela era uma microcap, uma empresa bem pequena, avaliada em torno de R$ 200 milhões. Depois de passar por maus bocados, seus papéis foram esquecidos pela maioria dos investidores. Mas com uma boa reestruturação de dívidas e algumas parcerias, ela se colocou de pé.

Em 5 anos a Magalu, que não tinha perspectiva alguma de crescimento, passou a ter valor de mercado de R$ 145 bilhões e hoje tem ações cotadas a R$ 89, de acordo com o fechamento de ontem (24). Isso só acontece com microcaps, ações fora do radar e que, quando são notadas pelo mercado, passam por uma explosão em valor.

Hoje a Magalu não é mais uma microcap. É uma gigante da bolsa, um blue chip, e suas ações fazem parte do Ibovespa, o índice que reúne as principais empresas da bolsa brasileira.

A valorização do Magalu não é um caso isolado. Desde que o Max criou a sua carteira, Microcap Alert (acesse aqui), e passou a vasculhar a Bolsa atrás de microcaps em potencial, ele já presenciou 700% com CardSystem, mais de 1.100% com Sinqia, quase 200% com Ser Educacional, 300% com Springs, 260% com Banco Inter...

Como você pode ver, valorizações de três dígitos para cima são bem comuns para as microcaps. Uma alta como essas é improvável para as gigantes, como por exemplo o Itaú. Afinal, se ele tiver valorização de 200%, irá chegar a valer o mesmo do PIB brasileiro. 

E as ações exponenciais?

O caso das ações exponenciais já é um pouco diferente. Elas não necessariamente são as menores empresas da Bolsa. Às vezes, até mesmo as gigantes aparecem dentro desse nicho de investimento. O grande segredo para identificá-las é perceber se estão passando por alguma situação especial, um evento que pode fazê-las multiplicar o seu valor.

Podem ser diversos os fatores que levam uma empresa abandonada na Bolsa à uma supermultiplicação no valor dos seus ativos. Mas os mais comuns são estes:

  • Reestruturação operacional;
  • Recuperação de dívidas;
  • Fusões e aquisições;
  • Ativismo.

Depois de enfrentar algum desses acontecimentos, uma ação que não valia nada pode, de repente, atrair os olhares dos investidores. Esse foi o caso da Irani (RANI3), por exemplo, que foi indicada pelo Henrique em julho deste ano. No dia da revelação, a empresa do setor de embalagens e papel estava avaliada em R$ 4. No fechamento de ontem, ela já havia passado para R$ 5. E ainda tem potencial para subir mais.

O Henrique é um expert na Empiricus para detectar esses casos especiais de ações. E, para que você tenha uma dimensão da assertividade dele, a série Ações Exponenciais (acesse aqui) foi a mais rentável de 2019, frente à todas as outras carteiras da casa. Foi ele quem identificou a alta expressiva pela qual as ações da JHSF (JHSF3) passaram, com 200% de valorização apenas este ano.

QUERO CONHECER AS PRÓXIMAS MICROCAPS E AÇÕES EXPONENCIAIS COM CHANCES DE BOMBAR NA BOLSA NOS PRÓXIMOS MESES

Em qual delas investir?

Vendo o potencial dos dois nichos, microcaps e ações exponenciais, é difícil saber por onde começar. Mas, antes de você sair em busca das próximas supermultiplicações de capital da Bolsa, devo te alertar de uma coisa. Essas ações, embora entreguem resultados de lucros brutais, também são ativos de bastante risco.

Por isso, não adianta você pegar alguns dos nomes que eu citei aqui e ir correndo para o home broker. É preciso de um pouco mais do que isso. Para que você consiga investir de forma responsável e segura antes deve construir uma carteira diversificada de ações, com variedade de segmentos.

Afinal, você não quer colocar o seu dinheiro nestas ações e acordar no outro dia sem nada, certo? Então, para te ajudar a conseguir pegar essas valorizações de capital sem correr riscos desnecessários, o Max e o Henrique juntaram suas carteiras e estão lançando uma proposta para você.

A proposta do Max e do Henrique

Sabendo que suas séries carregam os ativos com o maior potencial da Bolsa inteira, o Max e o Henrique decidiram unir forças. Eles se reuniram e compararam ticker por ticker das suas listas, procurando pelas oportunidades que unissem o verdadeiro ‘filet mignon’ dos investimentos: ações de pequenas empresas que estão em situações especiais na Bolsa.

Depois de um bom tempo estudando, eles chegaram a 5 nomes de empresas com as maiores chances de terem um upside expressivo no valor de seus ativos nos próximos meses. O nome delas será revelado na próxima segunda-feira, 28, às 20h. Será em um evento online, gratuito e ao vivo. E os analistas estão te convidando para fazer parte disso.

QUERO ME INSCREVER NO EVENTO E DESCOBRIR QUAIS SÃO AS 5 EMPRESAS COM O MAIOR POTENCIAL DE VALORIZAÇÃO DA BOLSA INTEIRA

São apenas 5 empresas, entre os mais de 500 papéis listados na Bolsa com esse potencial. Não dá nem para imaginar o quanto você pode ganhar caso apenas uma delas deslanche ainda neste ano. Mas esse evento é exclusivo, com vagas limitadas, que devem acabar a qualquer momento. Para você não ficar de fora, basta preencher seu e-mail neste link aqui

A expectativa com esse dia se tornou tão grande que o Seu Dinheiro também decidiu embarcar nessa e vai retransmitir o evento da Empiricus. É uma chance única, que talvez demore para se repetir. Portanto, recomendo que você não fique aí pensando muito.

Aqui está o caminho para você colocar o seu email e aguardar por esse dia. Não se esqueça de deixar o alarme ligado às 20h após finalizar a inscrição. E prepare-se para conhecer os melhores ativos para investir, entre microcaps e ações exponenciais.

QUERO ME INSCREVER NO EVENTO E DESCOBRIR QUAIS SÃO AS 5 EMPRESAS COM O MAIOR POTENCIAL DE VALORIZAÇÃO DA BOLSA INTEIRA

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Exile on Wall Street

MBA sem encheção de linguiça ainda seria um MBA?

Falamos de inflação se o IGP-M for um ponto de tensão, mas não brincamos de projetar inflação para o Relatório Focus a cada semana. Boys playing in a sandbox? Temos coisas bem importantes a fazer num mundo de recursos limitados.

3º trimestre

Petrobras, Vale, Bradesco, GPA e mais: confira os balanços que mexem com o mercado nesta quarta-feira

Maratona de divulgações deve ser repercutida pelos investidores brasileiros no pregão de hoje

mercados hoje

Ibovespa não acompanha recuperação no exterior e perde o patamar dos 95 mil pontos

Os investidores locais possuem uma maratona de balanços corporativos e a decisão de política monetária do Banco Central para digerir na sessão desta quinta-feira

Tesoura afiada

Bradesco planeja fechar 1.100 agências até o fim deste ano

Banco encerrou 683 agências entre janeiro e setembro e encerrou o terceiro trimestre com uma rede de 3.795 agências e 5.384 pontos de atendimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies