Menu
2020-04-15T09:46:11-03:00
Ricardo Mioto
Ricardo Mioto
Conteúdo patrocinado por Empiricus

Crises do passado nos ajudam a entender onde esta crise pode dar

12 de abril de 2020
17:30 - atualizado às 9:46
Coronavírus derruba países
Imagem: Shutterstock

Crises do passado nos ajudam a entender onde esta crise pode dar.

Veja a de 2001. Primeiro houve a euforia. O intervalo do Super Bowl, o final da liga de futebol americano dos EUA, momento mais nobre da publicidade mundial, é simbólico disso.

Em 2000, ele estava abarrotado de empresas digitais meio bizarras das quais ninguém lembra, como autotrader.com (um mercado online de carros), epidemic.com (uma empresa de marketing digital) e a romântica OurBeginning.com, de convites digitais para casamentos.

Um comercial de 30 segundos custava US$ 2 milhões, uma fortuna, que as empresas alegremente pagavam. Esse valor era pouco menos que o faturamento da OurBeginning.com no ano anterior inteiro. Foi o auge da bolha da internet, que encerrou um bull market de dez anos nos Estados Unidos.

Todo carnaval tem seu fim, porém, e uma hora ficou claro que a grande maioria daquelas empresas digitais eram ilusão: não, o mercado de convites digitais para casamentos não é tudo isso. Durante três meses, a bolsa americana caiu ao todo 30%, usando o Dow Jones como referência.

Nos seis meses seguintes, entretanto, subiu 36%, praticamente retomando o patamar anterior. Tudo parecia resolvido.

E aí a Bolsa caiu de novo:

Recessões são assim: raramente têm um formato claro de V, em que desespero e redenção se sucedem sem tons de cinza entre eles. A coisa tem muito mais cara de zigue-zague: cai, aí sobe, aí cai de novo, sobe de novo.

Recessões são uma guerra intensa de narrativas: às vezes prevalece a percepção de que o mundo vai acabar, que tudo está perdido, e a Bolsa despenca. Às vezes a versão de que aquilo é apenas um soluço, uma dor pontual, e as ações sobem. Essas narrativas ficam o tempo inteiro brigando para ver qual vai prevalecer. Dificilmente alguma se impõe de cara. Elas podem ficar meses disputando palmo a palmo a vitória, como num jogo antigo de vôlei em que os times vão apenas trocando a vantagem sem que fique claro quem vai levar a partida.

Em 2008 não foi diferente. O Lehman Brothers quebrou em 15 de setembro daquele ano. O mercado caiu brutalmente. Em outubro pareceu que ia melhorar, em novembro caiu novamente, em dezembro subiu de novo. O fundo do mercado só foi alcançado em 6 de março de 2009.

Veja no gráfico, elaborado pelo estrategista-chefe da Empiricus Felipe Miranda e pelos analistas Leandro Petrokas e Matheus Spiess.

Claro que o passado não define o futuro. Mas veja que o S&P 500, que é o Ibovespa americano, está hoje no mesmo patamar que estava no começo de 2019. Não parece nada exagerado dizer que o mundo hoje é muito pior --e o lucro potencial das empresas muito menor-- do que um ano atrás. Quebradeira de empresas pequenas, grande desemprego, consequências imprevistas no crédito. Isso não está precificado, porém. Ainda.

COMO INVESTIR CONCRETAMENTE MEU DINHEIRO NESSE CENÁRIO?

Desde a sua criação, em 2014, a Carteira Empiricus quase triplicou o valor investido de seus assinantes passando pelas mais adversas condições de mercado e, sim, já considerando as quedas recentes.

Ela é comandada justamente pelo Felipe Miranda, que coordenou a elaboração dos gráficos acima e chefia todos os analistas da Empiricus.

Veja o seu desempenho histórico, muito acima do CDI:

Se você quiser um portfólio cauteloso, que ofereça o melhor equilíbrio entre possibilidade de multiplicação do patrimônio e proteção, não há nada que poderia lhe servir melhor.

E hoje trago uma boa notícia: aceitar a ajuda e as instruções de Felipe Miranda, neste primeiro momento, não lhe compromete em nada. Você tem 20 dias para acessar a série sem assumir compromisso financeiro algum com a Empiricus.

O pacote inclui:

● Special Report mensal de um portfólio completo e uma abordagem atualizada do cenário econômico;
● Publicação semanal de acompanhamento;
● Vídeos mensais explicativos sobre cada classe de ativos da Carteira;
● Podcasts periódicos do Carteira Empiricus pra você que não tem tempo de ler todas as publicações;
● Plantões de dúvidas mensais pra você ter um contato mais de perto com nosso time e tirar eventuais dúvidas;
● Canal no Telegram para você ter um contato mais rápido com os especialistas entre uma publicação e outra.

O preço regular da assinatura é de R$ 270 mensais.

Mas por meio do botão que vai aparecer abaixo, você pode entrar por apenas 12x de R$ 83,25 na assinatura anual. Um desconto de 70% no valor. Porque as circunstâncias exigem.

QUERO EXPERIMENTAR POR 20 DIAS

E lembrando que você ainda tem 20 dias para ver todo o conteúdo sem compromisso. Se não gostar, pode cancelar sem problemas dentro deste período.

“Se você decidir não aceitar minha ajuda, tudo bem. Ainda assim tenho algumas recomendações: Aja com responsabilidade. E aproveite com responsabilidade. Depois de muito tempo, há sangue nas ruas. Você pode se machucar, ou pode aproveitar isso a seu favor. Cuidado com cada decisão”, diz Felipe.

QUERO EXPERIMENTAR POR 20 DIAS

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

pandemia

Covid-19: Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia

Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 452 óbitos pela covid-19

seu dinheiro na sua noite

Antes tarde do que mais tarde

Com o uso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus aprovado no Brasil, ainda que com muito atraso em relação a outros países (incluindo emergentes), o brasileiro pode enfim vislumbrar a possibilidade de um retorno à vida normal. Está certo que ainda vai demorar, e provavelmente veremos o resto do mundo voltar à normalidade, enquanto […]

Fechamento

Vacina empolga, mas incertezas ainda são muitas e limitam os ganhos do Ibovespa; dólar fica estável

Embora o início da vacinação tenha criado um princípio de euforia, as incertezas ainda são muitas e nublam o cenário

atenção, acionista

Itaúsa anuncia o pagamento de juros sobre capital próprio adicionais

Base do pagamento é a posição acionária final do dia 22 de janeiro; provento tem retenção de 15% de imposto de renda na fonte, resultando em juros líquidos de R$ 0,01768 por ação

insatisfações com a estatal

Petrobras sai em defesa de sua política de preços

Estatal listou uma série de respostas para justificar eventuais aumentos concedidos ou que possam vir a ser feitos este ano, diante de preços de petróleo em franca recuperação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies